Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/903
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Validação de software de tempo de reação : os desafios da precisão na pesquisa em ciências do movimento humano e da computação
Other Titles: Reaction software time validation: the challenges of accuracy in research in human movement science and computation
metadata.dc.creator: Crocetta, Tânia Brusque
metadata.dc.contributor.advisor1: Andrade, Alexandro
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa propôs inovações com base tecnológica, aplicadas tanto na área da Ciência da Computação, desenvolvimento de software e robótica quanto na área das Ciências do Movimento Humano para a Psicologia do Esporte, do Exercício e Comportamento Motor. O objetivo principal foi o desenvolvimento e validação do Software TRT_S2012 com dois testes para medição do tempo de reação total (TRT), um de TRT simples visual (TRTSimples) e outro para avaliar a fadiga mental a partir do TRT (TRTFadiga). Para alcançar este objetivo foram realizadas três revisões sistemáticas e três estudos empíricos de validação. As revisões sistemáticas seguiram as recomendações do Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses e analisaram os problemas da precisão em softwares de tempo de reação (TR), as características dos softwares de TR para mensurar respostas motoras e as aplicações de testes de TR no esporte, exercício e atividade física. Para validação mecânica e funcional do software foi necessário criar, construir, desenvolver e validar um robô que produz TRT e por fim, avaliar a fidedignidade e validade do software obtida pelos TRTs do robô e de duas amostras de adultos saudáveis. Os instrumentos utilizados foram o Software TRT_S2012 e o robô Emboici Robot desenvolvidos e validados neste estudo; um questionário online de caracterização dos participantes e o software Vienna Test System (VTS). A construção do robô utilizou uma placa Arduino, um fotodiodo sensível à luz e um servo motor. A amostra do estudo piloto foi de 76 adultos saudáveis de 17 a 77 anos de idade ( =40,0+15,7), que geraram 4.256 medidas de TRT. O estudo principal teve a participação de 216 adultos jovens de 17 a 45 anos de idade ( =24,0+6,0) que geraram 18.144 medidas de TRT e do robô com 4.320 medidas de TRT. Os dados foram tratados com estatística descritiva e inferencial. A precisão e acurácia do Emboici Robot para medir o TRT foi avaliada em quatro dias (dia 1, dia 5, dia 7 e dia 8), com 300 medidas em cada dia totalizando 1.200 medidas que geraram um TRT de =46,95ms+6,04 e não foram encontradas diferenças significativas nos TRTs obtidos nos quatro dias. A validação preliminar do Software TRT_S2012 no estudo piloto revelou uma correlação significativamente positiva entre as médias do TRTSimples e o estímulo inicial do TRTFadiga (TRTiFadiga) (r=0,479, p<0,001) e entre o TRTSimples e o estímulo final do TRTFadiga (TRTfFadiga) (r=0,509, p<0,001), bem como entre TRTiFadiga e TRTfFadiga (r=0,384, p<0,01). Os resultados do estudo de validação principal com o TRT dos adultos jovens apresentou forte correlação entre TRTSimples e o VTS (R=0,72). A identificação do estímulo inicial proposto no TRTiFadiga apresentou correlação intermediária com o VTS (R=0,56). A identificação do estímulo final no TRTfFadiga apresentou baixa correlação com o VTS (R=0,35). A confiabilidade das medidas obtidas foi confirmada com alfa de Cronbach acima de 0,74 para todos os testes. Os TRTs do robô apresentaram desvio padrão muito próximos variando 0,5ms (em média) entre o maior e o menor tempo. O erro padrão da média variou de 0,23 a 0,28ms indicando boa precisão para todas as medidas. As distribuições foram homogêneas variando de 8,2 a 9,7%. O teste t pareado demonstrou que existem diferenças significativas nos TRTs do robô medidos pelos dois softwares (independente da cor do estímulo) e também existem diferenças significativas quando a execução do robô foi medida no Software TRT_S2012 com cores distintas (vermelho e amarelo), mas não apresentou diferenças significativas quando as medidas foram realizadas com a mesma cor (amarelo). Conclui-se que existem atrasos significativos na medida de tempo em testes de TRT em computador, porém estes testes apresentam benefícios potenciais para estudos desenvolvidos por profissionais da Educação Física, da Psicologia do Esporte, do Exercício e da Atividade Física que podem influenciar positivamente os comportamentos em relação à saúde e ao exercício físico, além de melhorar as análises da aprendizagem de habilidades motoras. O robô Emboici Robot é uma solução válida para verificar a precisão e acurácia de qualquer software de TRT simples que requeira o pressionamento de um botão ou tecla para a resposta. O Software TRT_S2012 é um instrumento fidedigno e válido para avaliação do desempenho no TRT, e o teste de avaliação da fadiga mental a partir do TRT é uma proposta inovadora, podendo ser aplicado nas áreas de Psicologia e Educação Física, sendo necessário, no entanto, o controle do atraso causado pelo recurso computacional utilizado, como o uso do Emboici Robot.
Keywords: tempo de reação
software
robótica
inovação
reaction time
software
robotics
innovation
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Ciência do Movimento Humano
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citation: CROCETTA, Tânia Brusque. Reaction software time validation: the challenges of accuracy in research in human movement science and computation. 2013. 31 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/903
Issue Date: 25-Jul-2013
Appears in Collections:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tania Brusque Crocetta RESUMO e ABSTRACT.pdf35,69 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.