Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/502
metadata.dc.type: Tese
Title: Flexibilidade do manejo de altura do pastejo em capim-quicuio submetido a mesma proporção de desfolha
Other Titles: Flexibility of grazing height management in kikuyu grass subjected to the same proportion of defoliation
metadata.dc.creator: Zanini, Guilherme Doneda
metadata.dc.contributor.advisor1: Sbrissia, André Fischer
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste estudo foi verificar a existência de alturas em pastos de capim-quicuio (Pennisetum clandestinum Hochst. Ex. Chiov.) inferiores a 95% de interceptação luminosa (IL), desde que utilizadas desfolhações de 50% da altura de entrada, que não prejudiquem o crescimento dos pastos e as taxas de acúmulo líquido de folhas flexibilizando o manejo do pastejo em pastos sob lotação intermitente. O experimento foi realizado de janeiro a junho de 2012 e de janeiro a maio de 2013, sendo os pastos avaliados em duas estações de crescimento (verão e outono). O delineamento experimental foi o de blocos completos casualizados e os tratamentos foram definidos por 4 alturas em pré-pastejo (10, 15, 20 e 25 cm). Como critério de saída dos animais foi utilizada severidade de desfolhação de 50% da altura inicial dos pastos. Foram avaliadas a dinâmica do acúmulo de forragem, as características morfogênicas (filocrono, taxa de alongamento de folhas, taxa de alongamento de colmos, taxa de senescência foliar e duração de vida das folhas) e estruturais (número de folhas vivas, comprimento médio de folhas e colmos, densidade populacional de perfilhos e índice de área foliar). A disponibilidade de fatores de crescimento, caracterizadas pelos padrões sazonais de temperatura e precipitação, e as estratégias de manejo do pastejo utilizadas neste estudo foram responsáveis por alterações morfológicas e fisiológicas importantes, determinantes do crescimento e desenvolvimento dos pastos de capim-quicuio. Apesar dos pastos manejados mais altos (20 e 25 cm) apresentarem menor densidade populacional de perfilhos e maior taxa de senescência foliar que pastos manejados mais baixos (10 e 15 cm) ao longo de todo o período experimental, as maiores taxas de alongamento foliar juntamente com altas taxas de aparecimento (filocrono), duração de vida das folhas, número de folhas vivas durante o mesmo período indicam que pastos de capim-quicuio possuem uma grande plasticidade no sentido de compensar a menor população de perfilhos em pastos mais altos com perfilhos grandes e mais pesados, além do maior acúmulo de folhas. Durante os dois anos experimentais não foram encontradas diferenças no acúmulo líquido de folhas nos pastos manejados com 15, 20 e 25 cm de altura. No entanto, pastos manejados com 15 cm apresentaram mais semelhanças morfológicas com pastos manejados à 10 cm e devido as baixas taxas de alongamento e aparecimento de folhas e menor número de folhas vivas, o acúmulo líquido de folhas foi mais próximo do acúmulo líquido dos pastos manejados com 10 cm. Manter pastos manejados com 10 cm durante as estações de crescimento (principalmente no verão) pode ser prejudicial para a produtividade do capim-quicuio, uma vez que não há suficiente reposição de área foliar para manter altas taxas de acúmulo de folhas. As semelhanças produtivas dos pastos manejados com 20 e 25 cm de altura (90,5 e 95,5% de IL, respectivamente) em pré-pastejo durante todo o período experimental mostram que a lotação intermitente, desde que utilizadas desfolhações de 50% da altura de entrada, permite uma amplitude de manejo que não prejudica o acúmulo líquido de folhas da mesma forma que em lotação contínua
Abstract: The objective of this study was to verify the existence of times when kikuyu grass pasture (Pennisetum clandestinum Hochst. Ex. Chiov.) Less than 95% (LI), provided that used defoliation of 50% of the input high, that would not undermine the growth of grass and leaves of fluid accumulation rates easing the management also in intermittent stocking. The experiment was conducted from January to June 2012 and from January to May 2013, with the pastures evaluated in two growing seasons (summer and fall). The experimental design was a randomized complete block design and the treatments were defined by 4 times in pre-grazing (10, 15, 20 and 25 cm). As the animals exit criterion was used defoliation severity of 50% of the initial height of the pastures. We evaluated the dynamics of herbage accumulation, the morphogenesis (Phyllochron, leaf elongation rate, stem elongation rate, leaf senescence rate and duration of life of the leaves) and structural (number of green leaves, medium length leaves and stems, tillering and leaf area index). The availability of growth factors, characterized by seasonal patterns of temperature and precipitation, and grazing management strategies used in this study accounted for important morphological and physiological changes, determinants of growth and development of grass kikuyu pastures. Despite higher managed pastures (20 and 25 cm) have lower population density of tillers and leaf senescence rate that lower managed pastures (10 and 15 cm) throughout the experimental period, the higher leaf elongation rate along with high rates of appearance (phyllochron), lifespan of leaves, number of green leaves during the same period indicate that kikuyu grass pastures have a great plasticity in order to compensate for the reduced number of tillers in higher pastures with large tillers and heavier, have the largest leaf accumulation. During the two experimental years there were no differences in the net accumulation of leaves in swards grazed at 15, 20 and 25 cm. However, swards grazed at 15 cm had more morphological similarities with swards grazed at 10 cm and due to the low elongation rate and leaf appearance and fewer fresh leaves, the net accumulation of leaves was closer to the net accumulation of managed pastures 10 cm. Keep swards grazed at 10 cm during the growing seasons (especially in summer) can be detrimental to the productivity of kikuyu grass, since there is not enough leaf area replacement to maintain high leaf accumulation rates. The production of similarities pastures managed with 20 and 25 cm in height (90,5 and 95,5% of LI respectively) for pre-grazing throughout the experimental period showed that intermittent stocking, since 50% of the used defoliation entry point allows a management range which does not affect the net accumulation of sheets in the same manner as continuous stocking
Keywords: altura do dossel
acúmulo de folhas
crescimento dos pastos
interceptação de luz
morfogênese
severidade de desfolha
sward height
leaf accumulation
growth of pastures
light interception
morphogenesis
defoliation severity
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Produção Vegetal
metadata.dc.publisher.program: Doutorado em Produção Vegetal
Citation: ZANINI, Guilherme Doneda. Flexibility of grazing height management in kikuyu grass subjected to the same proportion of defoliation. 2014. 94 f. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2014.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/502
Issue Date: 18-Dec-2014
Appears in Collections:Doutorado em Produção Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PGPV14DA015.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.