Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/tede/tede/2438
Tipo: Dissertação
Título: Amo a escola, odeio estudar: manifestações sobre a escola nas comunidades do Orkut
Título(s) alternativo(s): School love, hate studying: manifestations of the school communities in Orkut
Autor(es): Oliveira, Edna Araujo dos Santos de
Primeiro Orientador: Mendes, Geovana M. Lunardi
Resumo: Esta pesquisa tem a intenção de trazer reflexões sobre a manifestação dos jovens em comunidades do Orkut a respeito da Escola e sobre como utilizam este espaço virtual para expor, ainda que limitadamente, seus projetos de ser. Partindo dessa problemática a pesquisa objetivou analisar, as manifestações dos veios de amor e ódio bradados pelos alunos em relação à Escola, nas comunidades mais populosas sobre a temática escolar hospedada no Orkut. Tendo como escolha metodológica a Netnografia, utilizou-se de observação para investigar seis comunidades de manifestação de amor e ódio pela Instituição. Paralelamente realizou-se um estudo teórico buscando aprofundar as questões relativas à origem e surgimento das Redes Sociais, assim como o conceito de identidade e o conceito virtual e social de comunidade. A partir de metodologia netnográfica, o processo de análise de dados possibilitou a construção de categorias analíticas, sobre as quais os resultados foram organizados. As análises empreendidas sinalizam que a Escola não considera as necessidades sociais e identitárias dessa geração nascida com a força das TIC, e assim, a autoridade, os mecanismos consolidadores de uma prática educativa que segue imutável, também deixam de fazer sentido. As contribuições que os protestos e os desabafos dos jovens nas redes podem trazer para a Escola estão relacionados com a liberdade da instituição ter em seus laboratórios de informática a possibilidade de explorar as potencialidades que as Redes trazem, procurando entender como os jovens utilizam essa ferramenta e a partir deste uso, inserir-se no processo educativo propondo atividades que estejam contempladas no contexto e valorizem o conhecimento científico
Abstract: These research intendeds to bring reflections about the manifestation of young people inside Orkut communities related to the school, and how they use the virtual for their own exposure. From this perspective, the research aimed to analyze, under an analytical perspective, the students love and hate manifestations about School, inside the most populous communities hosted on Orkut. Using the netnography method, the research investigates six communities related on the topic love and hate for school. At the same time, it is performed a theoretical study concerning the origin and emergence of social networks, as well as the conceptions of identity and virtual and social communities. After netnographic study, the data analysis allows the construction of analytical categories, on which the results are organized. The analyzes indicate that the school does not consider social needs and identity of this new generation. Due to it, the authority and the old same educational mechanisms no longer make sense. The contributions gotten from the protests and outbursts in networks can bring new ways to exploit new ideas and evolution only considering how these young people use the tool, inserting new activities that bring real value for scientific knowledge
Palavras-chave: Redes Sociais
Orkut
Comunidades
Escola
Jovens
Redes sociais on-line
Ensino auxiliado por computador
Tecnologia educacional
Educação do adolescente
Social networks
Orkut
Communities
School
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da Instituição: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Educação
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/2438
Data do documento: 2-Mai-2012
Aparece nas coleções:Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
edna.pdf1,51 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.