Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/2399
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Orleans na economia da colonização : a cultura do fumo na região de Orleans e suas implicações sociais
metadata.dc.creator: Souza, Celso de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor1: Schmitz, Sérgio
metadata.dc.description.resumo: A maior parte das terras que compreendem a região de Orleans tem origem em um dote que a princesa Isabel ganhou quando se casou com o Conde d Eu em 15 de outubro de 1864. Constituíram uma Empresa Colonizadora, lotearam as terras e contratou o Comendador Caetano Pinto Junior para trazer imigrantes europeus. Em 8 de julho de 1882, iniciaram-se os trabalhos de ocupação da Colônia Grão Pará, e os primeiros colonos começaram a permitir que a luz do sol tocasse as terras cobertas pelas matas. As terras desnudadas possuíam grande produtividade, animando todos a construírem uma vida de fartura. Tiveram diversas iniciativas econômicas e nenhuma delas trouxe os resultados que esperavam, pois a técnica de lidar com a terra: derrubar a mata e queimá-la, destruía em quatros anos todo o poder de gerar plantas com viço. Em menos de meio século já tínhamos uma população pobre procurando outras regiões selvagens para sobreviver. Nessa época aparece a cultura do fumo, com muitas implicações sociais, que acabou se tornando uma atividade econômica que tirou todos da miséria e se constituiu em um fato histórico da maior importância para a região Sul de Santa Catarina, demonstrando que a agricultura familiar quando organizada é uma forma de proporcionar equilíbrio social.
Abstract: Most part of the land, which is part of the region, where is Orleans has origin in a gift which princess Isabel earned when she married to Conde d Eu on October 15th 1864. They built a farmland company and shared the land and contrasted Caetano Pinto Júnior in order to bring the European immigrants. On July 8th 1882, it started the occupation in Grão Pará Colony and the first farmers began to allow that light of the sun brighted the land covered by the forest. The lands discovered have great productivity giving to everybody a rich life. There were many economic activities, but they did not have good results because of the techniques. They burned the forest and that way, in four yeas, all possibilities to grow plants were impossible. In less than a century, ther was a poor population looking for other savage regions to survive. At that time, tobacco appeared bringing many social implications/problems, which changed in an economical activity that pulled out everyone from misery. It was a very historic fact to this region in Santa Catarina as an example of family agriculture, when organized, is a way to provide social balance.
Keywords: Colonização
Agricultura Orleans (SC)
Fumo
Economia Orleans (SC)
Economia
Agricultura familiar
Cultura
Implicações sociais
Colonization
Economy
Family agriculture
Tobacco
Culture
Ocial implication
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Educação e Cultura
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Educação e Cultura
Citation: SOUZA, Celso de Oliveira. Orleans na economia da colonização : a cultura do fumo na região de Orleans e suas implicações sociais. 2005. 104 f. Dissertação (Mestrado em Educação e Cultura) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/2399
Issue Date: 15-Mar-2005
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File SizeFormat 
CelsoSouza.pdf6,8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.