Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/2363
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Samba no feminino: transformações das relações de gênero no samba carioca nas três primeiras décadas do Século XX
Other Titles: Samba in the feminine: transformations in gender relations in Rio de Janeiro samba in the first three decades of the 20th century
metadata.dc.creator: Gomes, Rodrigo Cantos Savelli
metadata.dc.contributor.advisor1: Piedade, Acácio Tadeu de Camargo
metadata.dc.description.resumo: Esta investigação lança‐se sobre o samba da cidade do Rio de Janeiro no período preliminar à sua consolidação como símbolo nacional primeiras décadas do século XX de modo a analisar a atuação das mulheres neste processo. A literatura apresenta escassas informações que apontem a figura feminina como sujeito importante para a constituição desta manifestação cultural, o que tem conduzido pesquisadores a apresentar o samba como um espaço essencialmente masculino. O foco inicial foi a Pequena África do Rio de Janeiro , contexto tomado pela maioria dos pesquisadores como o principal ambiente onde o samba teria encontrado um terreno propício para seu desenvolvimento enquanto gênero musical característico da cultura brasileira e símbolo da identidade nacional. Identifiquei neste reduto a presença de musicistas como Ciata, Perciliana, Carmem do Ximbuca, Maria Adamastor, Amélia Aragão, mulheres conhecidas como Tias Baianas , comumente apresentadas apenas como protetoras e acolhedoras do samba. Num segundo momento, examinei a participação das mulheres em outros segmentos da sociedade carioca, tendo como recorte principal o samba no teatro musicado. Parto do princípio que para o samba se estabelecer como símbolo da identidade nacional diversos aspectos da cultura do samba foram reinventados, inclusive no campo das relações de gênero. Esta reinvenção nas relações de gênero se efetuou através da celebração do mito da mestiçagem e da democracia racial, onde a invenção da mulata emergiu como elemento essencial para o fortalecimento do diálogo entre o samba e a incipiente indústria do entretenimento que se formava em torno do teatro musicado
Abstract: This dissertation investigates samba, as music, in Rio de Janeiro during the initial period in its consolidation as a national symbol the first decades of the 20th century in order to analyze the role of women in this process. There is a gap in the literature concerning the female subject as significant to the constitution of this national cultural expression, which has led researchers to represent samba as an essentially male sphere. The initial focus was on Pequena África do Rio de Janeiro , which was the context considered by most authors as the main scenario where samba could professedly find a fertile ground for its development as a typically Brazilian musical genre and as a symbol for national identity. In that place, I have established the presence of actual musicians such as Ciata, Perciliana, Carmem do Ximbuca, Maria Adamastor, Amélia Aragão, women known as Tias Baianas , who are usually considered to be only protectors and supporters of samba. Secondly, I have examined the role of women in samba in other segments of Rio de Janeiro society, focusing especially on musical theater. For samba to be established as a symbol for national identity, I start from the assumption that various aspects of samba culture had to be reinvented, including gendered ones. This gender reconfiguration is deeply related to the exaltation of the traditionally Brazilian myth of racial democracy and miscegenation, in which the invention of the mulatta has emerged as a key element for strengthening the dialogue between samba and the burgeoning entertainment industry that was forming around musical theater
Keywords: Mulheres no samba
Tias baianas
Pequena África do Rio de Janeiro
Teatro musicado
Chiquinha Gonzaga
Gonzaga, Chiquinha, 1847-1935
Música popular Brasil
Samba Rio de Janeiro (Estado)
Negras
Teatro de revista
Mulheres
Relações de gênero
Women in samba
Tias baianas
Pequena África do Rio de Janeiro
Musical theatre
Chiquinha Gonzaga
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::MUSICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Música
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Música
Citation: GOMES, Rodrigo Cantos Savelli. Samba in the feminine: transformations in gender relations in Rio de Janeiro samba in the first three decades of the 20th century. 2011. 157 f. Dissertação (Mestrado em Música) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianopolis, 2011.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/2363
Issue Date: 5-May-2011
Appears in Collections:Mestrado em Música

Files in This Item:
File SizeFormat 
rodrigo.pdf21,53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.