Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/2350
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Ratoeira não me prende, que eu não tenho quem me solta: música de tradição oral e identidade cultural no litoral de Santa Catarina
Other Titles: Ratoeira don t hold me cause I don t have someone that let me free: music from oral tradition and cultural identity in the Santa Catarina
metadata.dc.creator: Silva, Rodrigo Moreira da
metadata.dc.contributor.advisor1: Piedade, Acácio Tadeu de Camargo
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação de mestrado traz um estudo etnomusicológico sobre a Ratoeira, uma música de tradição oral típica do litoral catarinense. O tema será abordado em seus aspectos musicais e sócio-culturais, buscando compreender o contexto no qual esta prática musical se insere. Para isso falarei do campo científico da etnomusicologia, sobre a etnografia e outros temas ligados ao objeto de estudo como ritual, folclore, identidade cultural, significado musical e relações de gênero. Para compreender o contexto da Ratoeira, apresento alguns dados históricos sobre a ocupação humana no litoral catarinense, dando destaque à influência da colonização açoriana na região. Discutirei sobre os processos de elaboração da identidade cultural no litoral catarinense baseados na origem açoriana da população. O discurso nativo entra como um elemento chave na categorização de alguns conceitos e no esclarecimento das discussões apresentadas no trabalho. Faço um apanhado musical de tudo o que foi coletado em campo, apresentando cantigas de roda e principalmente a Ratoeira, foco desta pesquisa. Apresento algumas transcrições musicais acompanhadas de breves análises sobre o material registrado em campo. Por fim, relaciono dados etnográficos com a bibliografia selecionada, verificando variações musicais regionais nesta prática e comentando outros aspectos culturais
Abstract: This dissertation brings an ethnomusicological study of the Ratoeira, an oral tradition of typical music of the coast of Santa Catarina in Brazil. From this perspective, the issue will be addressed in its socio-cultural and musical aspects, seeking to understand the context in which this musical practice is inserted. For this, I will talk about the scientific field of ethnomusicology, ethnography and other issues like ritual, folklore, cultural identity, musical meaning and gender relations related to the object of study. To understand the context of the Ratoeira, I present some historical data on human settlement in the Santa Catarina coast, highlighting the influence of the Azorean colonization in the region. I talk about the processes of elaboration of a cultural identity in the Santa Catarina coast, based on the Azorean colonization origin. The native speech comes as a key element in the categorization of concepts and in clarifying the arguments presented in the work. I present a musical collection of everything that was collected in the fieldwork, featuring some popular tunes, and especially the Ratoeira, the focus of this research. I present some musical transcriptions accompanied by brief analysis of the material recorded in the fieldwork. Finally, I relate ethnographic data to selected bibliography, checking variations in regional musical practice and commenting on other cultural aspects
Keywords: Ratoeira
Etnomusicologia e identidade cultural
Música folclórica Florianópolis (SC)
Ratoeira
Ethnomusicology and cultural identity
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::MUSICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Música
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Música
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/2350
Issue Date: 16-Dec-2009
Appears in Collections:Mestrado em Música

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SILVA2009.pdf5,79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.