Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/tede/tede/1972
Tipo: Dissertação
Título: Argonautas do superagui : identidade, território e conflito em um parque nacional brasileiro
Título(s) alternativo(s): Argonauts of Superagui : identity, territory and conflict in a brazilian national park
Autor(es): Duarte, Letícia Ayumi
Primeiro Orientador: Martins, Pedro
Resumo: O objetivo desta dissertação é investigar os conflitos territoriais decorrentes do estabelecimento do Parque Nacional do Superagui no território tradicionalmente ocupado da comunidade de Barbados, no município de Guaraqueçaba - PR. Os conflitos são decorrentes da sobreposição de interesses de diferentes agentes em um mesmo espaço. A comunidade de Barbados deseja o livre acesso ao seu território e seus recursos como forma de se reproduzir cultural e economicamente, mas sofre restrições em suas atividades tradicionais devido aos objetivos de conservação da Unidade de Conservação em questão. O problema da pesquisa consistiu no levantamento de como se dá a formação sócio-espacial da área de estudo (levando em conta os embates locais travados no âmbito da sociedade civil durante o períodon imperialista do modo de produção capitalista) e de que forma este contexto tem gerado conflitos materiais e imateriais na comunidade de Barbados. Os conflitos territoriais são identificados em parte da literatura consultada, e demonstram o caráter polissêmico da temática bem como do posicionamento dos pesquisadores que se propõem a discuti-la. Os conceitos norteadores utilizados como referencial teórico são os de Formação Sócio-espacial, Identidade, Territorialidade Específica, Comunidades Tradicionais e Sociedade Civil. A abordagem qualitativa utilizada na metodologia envolveu a adoção do método etnográfico possibilitado pela observação participante, entrevistas semi-estruturadas e mapeamentos participativos. Conclui-se que a identidade dos moradores de Barbados está sendo formada a partir da relação deles com determinados agentes contrastivos. A partir de uma leitura gramsciana busquei identificar os aparelhos privados da hegemonia que estão atuando na região e trazendo, com isso, a discussão acerca das comunidades tradicionais, tratando-a de maneira reificada e em prol do gerenciamento ao invés da resolução dos conflitos locais. O levantamento da formação sócioespacial da região possibilitou a identificação de diversos agentes e acontecimentos que influenciaram a configuração sócioespacial atual de Barbados. O conflito vivido pela comunidade e a Unidade de Conservação se configura em duas perspectivas: uma mais imediata e aparente que se refere à oposição de interesses no acesso aos recursos e gestão do território, e outra mais universal, resultante das exigências do modo de produção atual em relação à região. De maneira geral, a luta das comunidades tradicionais e a formação das identidades locais são legítimas, mas é preciso que os sujeitos envolvidos nesta luta estejam atentos à pedagogia da hegemonia imbuída nos discursos de algumas organizações não-governamentais, bem como em políticas públicas que instrumentalizam este fragmento da classe proletária como uma ferramenta do capital ao invés de contribuírem ao enfrentamento dele
Palavras-chave: Conflitos étnicos
Territorialidade humana - Paraná
Parques nacionais - Paraná
Áreas de conservação de recursos naturais
Comunidades tradicionais
Conflitos territoriais
Parque Nacional do Superagui
Unidades de Conservação
Traditional Communities
Territorial conflicts
Superagui National Park
Natural protected areas
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO::PROJETO DE ARQUITETUTA E URBANISMO::PLANEJAMENTO E PROJETO DO ESPACO URBANO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da Instituição: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Gestão sócio-ambiental
metadata.dc.publisher.program: Mestrado Profissional em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Sócio-Ambiental
Citação: DUARTE, Letícia Ayumi. Argonauts of Superagui : identity, territory and conflict in a brazilian national park. 2013. 211 f. Dissertação (Mestrado em Gestão sócio-ambiental) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópólis, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1972
Data do documento: 26-Fev-2013
Aparece nas coleções:Mestrado Profissional em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
leticia.pdf3,3 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.