Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/1919
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Quantificação dendrométrica não-destrutiva e relações entre unidades de volume sólido e massa de madeira em povoamentos de Pinus taeda L.
Other Titles: Non-destructive dendrometric quantification and relations between solid volume and mass units of wood in Pinus Taeda L. stands
metadata.dc.creator: Bonazza, Marcelo
metadata.dc.contributor.advisor1: Sampietro, Jean Alberto
metadata.dc.description.resumo: A avaliação de erros oriundos de cubagens não-destrutivas assume fundamental importância, assim como o estabelecimento de relações confiáveis entre unidades de volume sólido e massa, considerando que a quantificação de madeira tem ligação direta a planejamentos eficientes nas empresas florestais. Desta forma, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a exatidão de estimativas volumétricas pelo método não-destrutivo englobando diferentes idades e distâncias horizontais de medição (DH) e, estabelecer relações entre unidades de volume sólido e massa analisando diferentes idades, sortimentos e tempos de estocagem em povoamentos de Pinus taeda L.. Os experimentos foram conduzidos no município de Ponte Alta do Norte SC. As cubagens não-destrutivas foram realizadas utilizando o dendrômetro Criterion RD1000, sendo que as mesmas foram comparadas ao método destrutivo e xilometria dos fustes. O método empregado em ambas às cubagens foi o de Hohenadl 10 seções, em povoamentos de 13 e 21 anos de idade, considerando três DH s (10; 14 e 18 m). Os resultados foram avaliados ao nível de erros absolutos e relativos médios, tomando-se como referência os valores da xilometria. No estudo das relações entre unidades de volume sólido e massa foram considerados povoamentos de nove e 21 anos de idade, sendo que na primeira idade tinham-se sortimentos na ponta fina de 8 18 cm (S1) e 18 24 cm (S2), já na segunda, além desses, existiam mais dois sortimentos, 24 35 cm (S3) e acima de 35 cm (S4). O experimento foi analisado no delineamento em blocos ao acaso, considerando o esquema fatorial, com três repetições, sendo cada uma dessas, composta por cinco toras. As mesmas foram cubadas (método de Smalian) e pesadas, aos 0; 7; 14; 21; 28; 60 e 90 dias de estocagem a céu aberto. As diferenças estatísticas foram avaliadas segundo análise de variância seguidas do teste de Scott-Knott para idade e sortimento e, análise de regressão para tempo de estocagem. As estimativas volumétricas por meio das cubagens não-destrutivas demonstram resultados satisfatórios em todas as DH s estudadas na idade 21 anos. Enquanto na idade de 13 anos observa-se que apenas a DH de 18 m apresentou resultados similares à cubagem destrutiva, demonstrando erros médios de superestimativa de 1,32% superior à mesma. As relações entre volume sólido e massa apresentaram-se diferentes estatisticamente quando se consideraram sortimentos e idades, existindo ainda, interação entre esses fatores. Para o tempo de estocagem, observaram-se diferenças nos caso dos S1 e S2 em ambas as idades, enquanto para S3 e S4 na idade de 21 anos não foram observadas variações significativas. Desta forma, pode-se concluir que as estimativas não-destrutivas se mostraram promissoras, atingindo erros aceitáveis, principalmente na DH de 18 m em ambas as idades e, a adoção de fatores de conversão médios entre unidades de volume sólido e massa por parte das empresas florestais, pode acarretar em erros nas estimativas, sendo que os mesmos apresentaram diferenças a nível de idade, sortimento e tempo de estocagem
Abstract: Evaluation of erros from non-destructive volumetric estimates takes fundamental importance, as well the establishment of trusted relations between solid volume and mass units, whereas the wood quantification is directly linked to eficiente planning in forestry companies. This way, the aim of this study was to evaluate the accuracy of volumetric estimates by the non-destructive method comprinsing diferente ages and horizontal distance measurement (HD) and, establish relations between solid volume and mass units considering diferente ages, assortments and storage time in stands of Pinus taeda l.. the experiments were conducted in themunicipality of Ponte Alta do Norte SC. The non-destructive measurements were performed using dendrometer Criterion RD1000, and they were compared to the destrucrtive and xylometer methods. The method used both volumetric estimates was Hohenadl with 10 sections, in stands of 13 and21 years old, considereing three HD s (10; 14 and 18 m). the results were assessed at the level of mean absolute and relative erros, taking as reference the xylometer values. In the study of relations between solid volume and mass units were considered stands of nine and 21 years old, where in the first age had assortments in fine point of 8 18 cm (S1) and 18 24 cm (S2), while in the second, in addition of these, there were two more assortments, 25 35 cm (S3) andaboce 35 cm (S4). Theexperiment was conducted in a randomized block expedrimental design, considering the a factorial scheme with three replications, each of these being composed of five logs. The logs had their estimated volume (Smalian method) and heavy, at 0; 7; 14; 21; 28; 60 and 90 days of storage in the open. Statistical diferences were evaluated according to analysis of variance followed of Scott-Knott test for factors age and assortment and regression analysis to storage time. The volumetric estimates through non-destructive volumetric estimates demonstrate satisfactoey results in all HD s studied at age 21 years. While in the age of 13 years it s observed that only the HD 0f 18 m showed similar results with destructive volumetric estimate, demonstrating overestimation mean erros of 1.32% aboce the same. Relations between solid volume and mass presented statistical diferences when considering assortments and ages, and there is, intersction between these factors. For the storage time, there were diferences in the case of S1 and S2 at both ages, whereas for S3 and S4 at the age of 21 years significant changes weren t observed. Thus, it can be concluded that the non-destructive estimates proved promising, reaching acceptable erros, especially in the HD 0f 18 m at both ages and, the adoption of mean conversion s factors of solid volume and mass units by the forestry companies, can lead to large erros in estimates, when they showed diferences in age, assortment and storage time
Keywords: quantificação florestal
variação da massa da madeira
cubagem de árvores em pé
comercialização de madeira
forest quantification
wood mass variation
volumetric estimates of standing trees
wood marketing
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Engenharia Florestal
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Engenharia Florestal
Citation: BONAZZA, Marcelo. Non-destructive dendrometric quantification and relations between solid volume and mass units of wood in Pinus Taeda L. stands. 2015. 176 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1919
Issue Date: 19-Feb-2015
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Florestal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PGEF15MA039.pdf2,28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.