Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/1918
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Dendrocronologia aplicada na geração de modelos de crescimento biométricos e ambientais para Araucaria angustifolia na fitorregião do planalto serrano, SC
Other Titles: Dendrochronology applied to the generation of biometric and environmental growth models for Araucaria angustifolia in fitorregião the mountainous plateau, SC
metadata.dc.creator: Minatti, Myrcia
metadata.dc.contributor.advisor1: Hess, André Felipe
metadata.dc.description.resumo: A Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze é uma espécie nativa da América do Sul, com importante valor social e econômico. Devido aoseu potencial de crescimento viabiliza ações de manejo sustentável, bem como propicia um papel fundamental no desenvolvimento econômico e cultural da região Sul do Brasil. A legislação atual impede a exploração dessa espécie, contudosua madeira de excelente qualidade fundamenta a necessidade de estudos morfométricos e dendrocronológicos para se conhecer a estrutura da Floresta com Araucária, a capacidade produtiva e compreender a dinâmica de crescimento da espécie. Assim, o objetivo deste trabalho foi analisar o crescimento no tempo de Araucaria angustifolia na fitorregião do Planalto Catarinense, no estado de Santa Catarina e ajustar modelos biométricos e ambientais que expliquem o seu desenvolvimento e ações de manejo sustentado.Os dados foram coletados em fragmentos de floresta nativalocalizada em trêsmunicípios, São Joaquim, Urupema e Painel. Foram amostradas 70 árvores por local. No campo foram feitas as medições de diâmetro a altura do peito, altura total, altura de inserção de copae dos quatro raios de copa seguindo a orientação dos pontos cardeais com o uso de hipsômetro Trupulse 200. De cada árvore foram coletados dois rolos de incremento, perpendicularmente, para obtenção da idade e do incremento médio anual em diâmetro.Os índices morfométricos demostraram que os fragmentos estão em competição e, consequentementemenor produção fotossintética e capacidade produtiva.A análise de covariância demonstrou que há diferenças no padrão de crescimento, na capacidade produtiva e nos índices morfométricos da copa para cada local, havendo a necessidade de ajustar equações separadamente para minimizar erros de estimativa de prognose da produção. Os ajustes dos modelos foram com coeficiente angular positivo para a altura de inserção de copa e diâmetro de copa em função do diâmetro, sendo que as curvas de ajuste assimétricas entre as regiões indicam que os indivíduos maiores obtêm de forma desproporcional maior parte dos recursos e crescimento. O PC ajustou o coeficiente Φ1negativo para a altura total e parao diâmetro. Desta forma, quanto maior a altura e o diâmetro da árvore menor o percentual de copa e maior a idade ou dimensão para a espécie.Os anéis de crescimento foram medidos, contados e analisados. Para São Joaquim se obteve recuo máximo de 153 anos e incremento médio de 0,340cm.ano-1, para Urupena 62 anos e 0,686 cm.ano-1 de incremento médio e Painel 68 anos e 0,903 cm.ano-1 de incremento médio. A análise de covariância demonstrou que há diferenças no incremento médio anual em diâmetro, tanto em função do dapquanto para idadeemcada local, havendo a necessidade de ajustar equações separadamente, indicando diferenças na forma decrescimento e na capacidade produtiva. Os ajustes de incremento-diâmetro, incremento-idade demonstraram coeficiente angularnegativo , como resultado da maior dimensão e idade , tendo ocorrido a redução e estagnação do incremento. O incremento médio anual em diâmetro demonstrou correlação de Pearson negativa com a insolação total e temperatura média máxima para os três locais e com a precipitação total apenas em São Joaquim, e positiva para Urupema e Painel, indicando a importância das variáveis do ambiente no crescimento de araucária.A correlação para incremento com a base física e química do solo mostrou correlação positivia com o cálcio, alumínio, soma de bases, matéria orgânica, pH 7,0, magnésio, carbono orgânico, fosfóro, potássio, CTC efetiva e areia justificando a qualidade do sítio no crescimento e produção para araucária. Os ajustes e equações geradaspermitem concluir sobre a importância do meio ambiente e da capacidade do sítio no crescimento da espécie, bem como propiciam a sustentabilidade do manejo para colheita da madeira e impactos do manejo sobre os recursos do ecossistema florestal e a variação destes nas mudanças do crescimento ao longo da rotação
Abstract: Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze is an indigenous specie of South America with important socio-economical value. It has a growth potential which enables sustainable management actions and plays a role in the cultural and economical development of Brazilian Southern. Current laws prevent the exploitation of this specie; however its good quality wood based upon the need of dendrochronological and morphometric studies to improve knowledge about structure, productive capacity, and to understand the dynamics of Araucaria in forests. Thereby, our main goal was to analyze the A. angustifolia growth across time in Santa Catarina plateau and to fit biometric and environmental models which may explain its development may support strategies of sustainable management. Data were obtained in fragments of indigenous forest in three sites: São Joaquim, Urupema, and Painel. Seventy trees per site were sampled. Diameter at breast height; total height; height at canopy insertion; and the four canopy rays following orientation of cardinal directions with a Trupulse 200 hypsometer. In each tree, we collected two growth increment rolls, perpendicularly, to verify the age and the average annual increment of diameter. Morfometric indexes showed that forest fragments were in competition, with low photosynthetic production and growth capacity. Covariance analysis shown differences for each site in growth pattern, productivity, and in canopy morphometric indexes. For this reason, adjustment equations were fit apart to mitigate the estimative errors of prognosis in production. Adjustments of models presented positive slope for height at canopy insertion and canopy diameter. Assimetric adjustments among sites indicate that higher individuals get most of resources to grown in an out of proportion way. PC adjusteda negative Φ1coefficient for total height and for diameter. Therefor as higher the height and diameter of tree as lower the canopy percent and higher the age or dimension of specie. Annual growth rings were measured, accounted, and analyzed. Maximum recue and average increment were 153 years and 0,340 cm yr-1 for São Joaquim; 62 years and 0,686 cm yr-1 for Urupema; and 68 years and 0,903 cm yr-1 for Painel. Covariance analysis revealed differences in the annual diameter increment, either as a function of diameter as age for each site, suggesting changes in growth pattern and forest productivity.Adjustments increment x diameter and increment x age relationships presented linear negative relationship due to advanced age, which provokes reduction and stagnancy of increment.Average annual increment of diameter showed negative correlation with insolation and average maximum temperature for all sites; only São Joaquim site presented negative correlation with annual precipitation; on the other hand, for Urupema and Painel there was a positive relationship. This points the importance of environmental variables on A. angustifólia growth. In addition, Pearson correlation showed positive relationship between calcium, magnesium, phosphorus, potassium, and cation exchange capacity (CEC) into the soil with Araucaria growth and timber volume indicating the influence of site soil quality on plant growth and productivity. Adjustments allowed concluding about the importance of the environment and its site-specific variables which affect Araucaria growth. Such variables also provide management tools to allow a sustainable timber harvest mitigating impacts on forest ecosystem and their fluctuation on changes of growth during rotation
Keywords: biometria
incremento
manejo florestal
floresta de araucária
biometry
increment
generalized linear models
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Engenharia Florestal
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Engenharia Florestal
Citation: MINATTI, Myrcia. Dendrochronology applied to the generation of biometric and environmental growth models for Araucaria angustifolia in fitorregião the mountainous plateau, SC. 2015. 129 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1918
Issue Date: 20-Feb-2015
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Florestal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PGEF15MA040.pdf1,97 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.