Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/1904
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Remoção e predação de sementes de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze pela fauna em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista em Lages/SC
Other Titles: Removal and seed predation of Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze by fauna in an Araucaria Forest fragment in Lages/SC
metadata.dc.creator: Lopes, Diego Küster
metadata.dc.contributor.advisor1: Castilho, Pedro Volkmer de
metadata.dc.description.resumo: A Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze é com certeza uma das espécies de maior importância econômica e ecológica na Floresta Ombrófila Mista. Em virtude da disponibilização de suas sementes para a fauna silvestre, é considerada uma planta-chave, tendo nessa relação com os animais a garantia de sua propagação. Da mesma forma, a fauna que utiliza esses propágulos como fonte alimentar, funciona como filtro, podendo expandir ou limitar o crescimento populacional de determinada espécie com base na disponibilidade do recurso e nas interferências antrópicas sobre o ambiente. Buscando compreender quais os processos envolvidos na relação planta-animal determinantes para a dispersão dessa espécie, este trabalho tem como objetivo avaliar as taxas de remoção e predação de sementes de A. angustifolia em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista. Para isso, o padrão de distribuição espacial da população estudada foi avaliado, assim como a remoção e predação das sementes na fase de dispersão secundária, as distâncias percorridas e o destino das sementes removidas e a composição da fauna responsável pela utilização desses diásporos. Tais avaliações foram realizadas nos anos de 2012 e 2013, em quatro períodos distintos de oferta que variaram entre a escassez e a abundância do recurso. Os dados coletados demonstraram que a população estudada possui alta densidade e um padrão de distribuição espacial agregado, o que pode ser considerado como um fator limitante para a dispersão de sementes e consequentemente, para o recrutamento da espécie. As taxas de remoção e predação foram altas e podem ser atribuídas a baixa produtividade de sementes nos anos em que o estudo foi realizado. Constatou-se, entretanto, uma menor taxa de consumo das sementes na época de maior disponibilidade desse recurso, ou seja, o mês de abril. Esse fenômeno pode estar ligado a uma estratégia adaptativa da espécie chamada Hipótese do Predado Saciado, onde eventos de alta produção de sementes tenderiam a saciar os predadores, que assim, consumiriam menos sementes e aumentariam a probabilidade de sobrevivência das mesmas. A distância de disponibilização das sementes não demonstrou relação com a quantidade de sementes consumidas, o que pode indicar que a utilização da metodologia aplicada tenha sido insuficiente para essa avaliação, uma vez que o modelo de Janzen-Connell indica que quanto mais próximo da planta-mãe, maior a possibilidade de predação, e consequentemente, menor sua dispersão. As curtas distâncias de remoção e os locais inadequados de deposição das sementes efetivamente dispersas demonstraram que a fauna pode estar sendo ineficiente nessa intermediação, acomodando-se e reduzindo sua mobilidade em função do padrão de agregado da população. A composição da fauna registrada foi a mesma de outros relatos similares. Entende-se que o aprofundamento na avaliação dos impactos causados pelas diversas pressões humanas exercidas sobre a Floresta Ombrófila Mista, principalmente o pastoreio do gado, o uso do fogo, a fragmentação do habitat e a defaunação pela caça predatória, é imprescindível para o pleno entendimento dos processos que limitam e prejudicam a eficiente dispersão de sementes nessa formação, e que podem estar comprometendo significativamente o êxito da espécie no que tange a sua propagação
Abstract: The Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze is certainly one of the species of largest economic and ecological importance in the Araucaria Forest. Due to the availability of their seeds for wild animals, is considered a key plant, in that relationship with animals is the warranty of his propagation. Similarly, animals using propagules as food source, work as filter, being able expand or limit the population growth of certain species based on resource availability and the anthropogenic interferences in the environment. Trying to understand the processes involved in plant-animal relationship determinants for the dispersion of this species, this study aims to assess the rates of removal and seed predation of A. angustifolia in a Araucaria Forest fragment. For this, the spatial distribution standard of the study population was evaluated, as well as removal and predation on seed in the phase secondary dispersal, the covered distances and the fate of seeds removed, and the fauna composition responsible for the use of these seeds. These evaluations were performed in the years 2012 and 2013, in four separate offering periods ranging between scarcity and abundance of the resource. The data collected showed that the study population has a high density and aggregate spatial distribution pattern, which can be regarded as a limiting factor to seed dispersal and consequently, for the recruitment of the specie. Removal rates and predation were high and can be assigned to low seed yield in years when the study was conducted. It was found, however, a lower rate of consumption of the seeds at the time of increased availability of this feature, ie the month of April. This phenomenon may be linked to an adaptive strategy of the species called Hypothesis of the Predator Satiated, where high seed production events would tend to satiate the predators, consuming fewer seeds and increasing the likelihood of their survival. The distance of availability of seeds showed no relationship with the amount of consumed seeds, which may indicate that the use of the applied method has been insufficient for this evaluation, since the Janzen-Connell model indicates that the closer the parent plant, the greater the possibility of predation, and therefore smaller the dispersion. The removal short distances and inadequate disposal sites of seeds effectively dispersed demonstrated that animals may be being inefficient in this intermediation, accommodating and reducing their mobility because of the aggregate spatial distribution pattern. The composition of the fauna was same as other similar studies recorded. It is understood that the deepening in the assessment of impacts of various human pressures exerted on Araucaria Forest, mainly by grazing of the cattle, the use of fire, the habitat fragmentation and reduction of animals by predatory hunting, is essential for the full understanding of the processes that limit and hinder the efficient seed dispersal in this formation, and which may be significantly compromising the success of the species with respect to their propagation
Keywords: Araucaria angustifolia
remoção e predação de sementes
fragmento de Floresta Ombrófila Mista
Araucaria angustifolia
removal and seed predation
Araucaria Forest Fragment
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Engenharia Florestal
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Engenharia Florestal
Citation: LOPES, Diego Küster. Removal and seed predation of Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze by fauna in an Araucaria Forest fragment in Lages/SC. 2014. 80 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2014.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1904
Issue Date: 30-May-2014
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Florestal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PGEF14MA016.pdf1,08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.