Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/1434
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Efeitos do estádio de maturação e do manejo da temperatura sobre a fisiologia e qualidade pós-colheita de araçá-vermelho
Other Titles: Effects of maturity stage and temperature management on postharvest physiology and quality of red strawberry guava.
metadata.dc.creator: Drehmer, Amanda Maria Furtado
metadata.dc.contributor.advisor1: Amarante, Cassandro Vidal Talamini do
metadata.dc.description.resumo: O araçá-vermelho (Psidium cattleianum Sabine) apresenta grande potencial de exploração comercial para consumo in natura, sendo relevante o estudo da sua fisiologia pós-colheita, visando ampliar o período de armazenamento dos frutos, através da preservação de suas características físicas e químicas. Este trabalho foi conduzido visando estudar os efeitos do estádio de maturação, da temperatura de armazenamento e do atraso no resfriamento dos frutos sobre a fisiologia e preservação da qualidade pós-colheita de araçá-vermelho. Frutos colhidos nos estádios de maturação verde (100% da epiderme verde) e maduro (50% da epiderme vermelha) foram armazenados em câmaras BOD a 0, 5, 10, 20 e 30ºC (UR de 85-90%) para a quantificação das taxas respiratórias e de produção de etileno e das alterações na coloração da epiderme (L= lightness e hº=ângulo hue ). Houve aumento substancial na taxa respiratória com o aumento na temperatura de armazenamento de 0 a 30ºC, com valores de Q10 de 3,10 e 3,32 para frutos colhidos nos estádios de maturação maduro e verde, respectivamente. Não foi detectada produção de etileno, mesmo com a elevação da temperatura. Em frutos mantidos a 20ºC, a taxa respiratória decresceu ao longo do período de armazenamento (11 dias), especialmente em frutos colhidos no estádio maduro, enquanto a 0oC a taxa respiratória foi baixa e constante ao longo de todo o período de armazenamento (21 dias). Este comportamento respiratório, aliado a baixa capacidade de produção de etileno, caracteriza um padrão não-climatérico de maturação do araçá-vermelho. Frutos colhidos no estádio de maturação verde apresentaram, em relação a frutos colhidos no estádio maduro, sensível redução na qualidade sensorial, caracterizada pelo menor teor de sólidos solúveis totais e maior acidez, porém uma melhor retenção de firmeza e de cor da epiderme (com menores reduções de hº e L na epiderme, indicando pequena alteração na cor de verde para vermelho), especialmente quando armazenados a 0oC, e menor incidência de podridões quando armazenados a 20oC. O retardo no resfriamento dos frutos após a colheita resultou em reduções significativas na firmeza de polpa, no teor de sólidos solúveis totais e na acidez titulável, e maior alteração na cor da epiderme de verde para vermelho, quantificados após 11 dias de armazenamento a 0oC, mais três dias de comercialização simulada (20oC). Estes resultados demonstram que o araçá vermelho apresenta elevadas taxas respiratórias e acelerado processo de maturação pós-colheita em condições de temperatura ambiente, sendo, portanto, recomendado o imediato armazenamento dos frutos a temperaturas próximas de 0oC, visando prolongar a sua conservação. O fruto colhido em estádio verde apresenta melhor conservação pós-colheita, porém sensível redução na sua qualidade sensorial, em relação a fruto colhido em estádio maduro
Abstract: Red strawberry guava (Psidium cattleianum Sabine) has a high potential for in natura fruit commercialization. However, this requires the characterization of fruit postharvest physiology to improve its storage potential and to preserve its physical and chemical attributes. This research was carried out to study the effects of fruit maturity at harvest and storage temperature on postharvest physiology and ripening of red strawberry guavas. Fruits were harvested at green (100% of epidermis surface with green color) and mature (50% of epidermis surface with red color) stages, stored in BOD type chambers at 0, 5, 10, 20, and 30ºC (RH of 85-90%) and assessed in terms of respiration and ethylene evolution rates, and skin color (L=lightness and hº=hue angle). There was a substantial increment of respiration rate with the increase of storage temperature from 0 to 30ºC, with Q10 values of 3.10 and 3.32 for fruits harvested at green and mature stages, respectively. No ethylene was detected in the fruits with the increase of temperature. For fruits kept at 20ºC, the respiration rate decreased along the storage period (11 days), especially in fruits harvested at the mature stage, while at 0oC the respiration rate was lower than that at 20oC and constant along the entire storage period (21 days). This respiratory trend, associated with the very low ethylene evolution rates, characterize the non-climacteric ripening behavior of red strawberry guavas. Fruits harvested at green stage showed, in comparison to fruit harvested at mature stage, slightly lower sensory quality (with lower soluble solids content and higher acidity) but a better firmness and green color retention (lower reductions of hº and L in the epidermis, indicative of a smaller changes from green to red color), specially for fruits stored at 0oC, and a lower incidence of rots for fruits stored at 20oC. The delay of fruit cooling after harvest resulted in a significant reduction of flesh firmness, soluble solids content and titratable acidity, and in a more substantial change of skin color from green to red, after 11 days of cold storage (at 0oC), followed by three days shelf-life (at 20oC). These results show that red strawberry guavas have high respiratory rates and accelerated ripening process at ambient temperatures. Therefore, it is recommended the immediate fruit storage at 0oC after harvest to prolong its postharvest conservation. Fruit harvested at green stage have a better postharvest conservation, despite of sensible reduction of sensory quality, in comparison to fruit harvested at mature stage
Keywords: Mirtacea
Frutas - Fisiologia pós-colheita
Frutas - Conservação
Frutas - Maturação
Mirtacea
Fruits - Postharvest
Fruits - Conservation
Fruits Ripening
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS::CIENCIA DE ALIMENTOS::FISIOLOGIA POS-COLHEITA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Produção Vegetal
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Produção Vegetal
Citation: DREHMER, Amanda Maria Furtado. Effects of maturity stage and temperature management on postharvest physiology and quality of red strawberry guava.. 2005. 45 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2005.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1434
Issue Date: 21-Dec-2005
Appears in Collections:Mestrado em Produção Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PGPV05MA010.pdf2,31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.