Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/tede/tede/1382
Tipo: Dissertação
Título: Intensidade da entomosporiose em folhas de cultivares de pereira europeia em resposta a aplicação de fungicidas
Título(s) alternativo(s): Intensity of entomosporium leaf spot on european pear cultivars in response of fungicides applications
Autor(es): Corrêa, Daiane
Primeiro Orientador: Bogo, Amauri
Resumo: A entomosporiose causada pelo fungo Fabraea maculata (anamorfo: Entomosporium mespili) é a principal doença foliar na cultura da pereira presente no Brasil. O patógeno E. mespili causa infecções em mais de 50 espécies de plantas, sendo a maioria da família Rosaceae, como a pereira, o marmeleiro e a macieira. As lesões causadas pela entomosporiose podem ser observadas uma semana após o início da infecção. Inicialmente, as lesões são visíveis em ambas às faces das folhas, através de lesões pequenas, avermelhadas à púrpuras, que posteriormente tornam-se marrom-escuras, podendo apresentar halo clorótico. Nas folhas severamente infectadas apresentam aspecto necrótico, amarelecem e caem, causando a desfolha precoce em planta. O objetivo deste trabalho foi avaliar a intensidade da entomosporiose em combinações de cultivares copa de pereira europeia (Rocha e Santa Maria) sobre diferentes portaenxertos de marmeleiro (EMA e Adams) em resposta a aplicação de fungicidas durante os ciclos de crescimento 2011/2012 e 2012/2013 no Planalto Catarinense. As diferentes combinações cultivar/portaenxertos foram submetidas aos tratamentos 1: Controle; 2: Tiofanato metílico; 3: Piraclostrobina+Metiram; 4: Tebuconazole; 5: Trifloxistrobina; 6: Mancozeb; 7: Propineb e 8: Clorotalonil. As pulverizações foram iniciadas em 30/09 de cada ciclo agrícola. A incidência e a severidade foram avaliadas semanalmente após o início do aparecimento dos sintomas em 100 folhas aleatórias distribuídas em 4 ramos medianos por planta. A incidência foi calculada pela percentagem das folhas com pelo menos uma lesão em relação ao número total de folhas avaliadas e a severidade através de classes de infecção, sendo: classe 0: sem lesões; classe 1: 1-5 lesões; classe 2: 6-25 lesões; classe 3: 26-50 lesões; classe 4: 51-75 lesões e classe 5: mais de 75 lesões. Com os dados obtidos foram confeccionadas as curvas de progresso da doença e as epidemias comparadas em relação a: a) início do aparecimento dos sintomas (IAS); b) tempo para atingir a máxima incidência e severidade da doença (TAMID e TAMSD); c) valor máximo de incidência e severidade (Imax e Smax) e d) área abaixo da curva do progresso da incidência e da severidade da doença (AACPID e AACPSD). Todas as combinações de cultivares e portaenxertos foram suscetíveis a E. mespili. Em todas as combinações avaliadas, os fungicidas Tiofanato metílico e Mancozeb demonstraram maior eficiência de controle da doença sobre as variáveis IAS, Imax e AACPSD nas condições edafoclimáticas do Planalto Catarinense durante os ciclos de crescimento 2011/2012 e 2012/2013
Abstract: The Fabraea Leaf Spot (ELS) is caused by the fungus Fabraea maculata (anamorph: Entomosporium mespili) and it is the main disease present in pear orchards in Brazil. The pathogen E. mespili infect more than 50 species of plants most from Rosaceae family like pear, quince and apple. The ELS lesions can be observed one week after beginning of infection and visible on both sides of the leaves as small reddish purple lesions. Later, the lesions becomes dark brown, and may have chlorotic halo. Leaves severely infected can show necrotic and yellow aspect and may drop prematurely causing early plant defoliation. The aim of the study was to evaluate the ELS behavior on European pear cultivars (Rocha and Santa Maria) under quince rootstocks (EMA and Adams) in response of fungicides application under edaclimatic conditions of Santa Catarina upland, during the 2011/2012 and 2012/2013 crop seasons. The combinations cultivars/rootstocks were Methyl tiophanate, Pyraclostrobin+Metiram, Tebuconazole, Trifloxystrobin, Mancozeb, Propineb and Chlorothalonil fungicides according to fungicide residual effect. The incidence and severity were quantified weekly from the first symptoms appearance in 100 randomly leaves distributed in four medium-height branches per plant on each eight replications per treatment. The incidence of the ELS was defined as the number of leaves with ELS symptoms divided by the total number of leaves evaluated. The ELS severity was assigned to an infection class based on the following scale: class 0: without lesions; Class 1: 1-5 lesions; class 2: 6 - 25 lesions; class 3: 26-50 lesions, Class 4: 51-75 lesions and class 5: more than 75 lesions. The disease progress curves were constructed and the epidemics were compared in both growing seasons evaluated, using four epidemiological measures: the beginning of symptom appearance (BSA), the time to reach the maximum disease incidence and severity (TRMDI and TRMDS), the maximum value of disease incidence and severity (Imax and Smax) and the area under the incidence and severity disease progress curve (AUDIPC and AUDSPC). All combinations of cultivars and rootstocks were susceptible to E. mespili.The fungicides Methyl tiophanate and Mancozeb showed high and significant efficiency of disease control in all combinations evaluated when BSA, Imax and AUDSPC was taken into account as differentiated variable in the edafoclimat conditions of Southern Brazil during the 2011/2012 and 2012/2013 crop season
Palavras-chave: Entomosporium mespili
Pyrus communis L
intensidade da doença
controle químico
Entomosporium mespili
Pyrus communis L.
intensity disease
chemical control
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da Instituição: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Produção Vegetal
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Produção Vegetal
Citação: CORRÊA, Daiane. Intensity of entomosporium leaf spot on european pear cultivars in response of fungicides applications. 2013. 62 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1382
Data do documento: 9-Set-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PGPV13MA143.pdf1,06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.