Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/1251
metadata.dc.type: Dissertação
Title: O bobo da corte : uma perspectiva da bobagem trágica em Shakespeare
metadata.dc.creator: Farias, Paula Bittencourt de
metadata.dc.contributor.advisor1: Faleiro, José Ronaldo
metadata.dc.description.resumo: A pesquisa objetiva investigar a composição dramática dos Bobos de três peças de Shakespeare, verificando a função do humor no desenrolar da trama. Os Bobos estudados são: Toque de ―Do seu Jeito; Feste de ―Noite de Reis; e o Bobo de ―Rei Lear. A partir da reconstituição dos aspectos cômicos de figuras ancestrais e da cultura cômica popular da Idade Média e do Renascimento, é investigado no primeiro capítulo, a história dos Bobos verídicos, seus tipos, suas características e influências. No segundo capítulo é feita uma descrição dos Bobos na dramaturgia shakespeariana com base nas suas principais características e uma análise embasada nas ―categorias primeiramente do Bobo ―Fool, ou seja, aquele que joga, que diverte, parte do corpo, das paixões e da loucura. E depois do Bobo ―Jester, que é mais filosófico, que joga com o sagrado e que parte da razão. Por fim, conclui-se que os Bobos de Shakespeare mostram a expressão verdadeira dessas figuras, e sua força universal, que ultrapassa tempo e espaço, mantendo-se sempre atuais
Abstract: The research aims to investigate the composition of dramatic Fools of three Shakespearean plays, checking the function of humor in the unfolding plot. The Fools studied are: Touch in "As You Like It"; Feste in "Twelfth Night" and the Fool in "King Lear". By reconstructing the comic aspects of ancestral figures and popular culture comic medieval and Renaissance, is investigated in the first chapter, the history of real Fools, their types, characteristics and influences. The second chapter is a description of Fools in Shakespearean plays centered on their main characteristics and an analysis based on the "categories", first of the Fool "Fool", as the one that plays, which amuses, that part of the body, of the passions and of the madness. Second the Fool "Jester", which is more philosophical, playing with the sacred and that part of the reason. Finally, a conclusion that fools of Shakespeare show the true expression of these figures, and its universal force surpasses time and space, keeping always contemporary
Keywords: Bobo
Shakespeare
Riso
Shakespeare, William, 1564-1616
Crítica e interpretação
Fool
Shakespeare
Laughter
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::TEATRO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Teatro
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Teatro
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1251
Issue Date: 5-Jun-2011
Appears in Collections:Mestrado em Teatro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Paula.pdf1,12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.