Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/tede/tede/1200
Tipo: Dissertação
Título: Jogos de profanação dramatúrgicos : sete crianças judias de Caryl Churchill
Título(s) alternativo(s): Profanation s plays in dramaturgy: Seven Jewish Children by Caryl Churchill
Autor(es): Oliveira Júnior, Antonio Carlos de
Primeiro Orientador: Baümgartel, Stephan Arnulf
Resumo: O presente trabalho pretende analisar o texto teatral Sete Crianças Judias de Caryl Churchill como um jogo de profanação política. Escrita em 2009, a obra é uma resposta artística e política da autora à operação militar israelense ocorrida em Gaza em 2008/09 e gerou fortes repercussões no mundo todo, inclusive acusações de antissemitismo. O texto é analisado em seu caráter híbrido que transita entre gêneros líricos e épicos, e entre formas dramáticas/melodramáticas e formas não mais dramáticas. Assim, a estrutura formal será abordada a partir da ideia de texto rapsódico, proposta por Sarrazac (2002). A partir do conceito tradicional de jogo conforme Huizinga (2000) e Caillois (1990), e suas correlações com a forma dramática absoluta, a primeira cena é compreendida como a proposição de um jogo melodramático localizado em um passado longínquo. Acordo esse que não será cumprido. Para compreender o jogo proposto pela autora, recorro a três autores principais. 1 - A visão de jogo infinito de Carse (1986) para descrever o dispositivo de abertura temporal e o descumprimento do acordo melodramático. 2- A noção de Gadamer (1999) sobre a capacidade do jogo de mobilizar e transformar indivíduo e sociedade para descrever os dispositivos de deslocamento e mobilizações intra e extraficcionais do texto. 3- A provocação de Agamben (2007), ao eleger como tarefa política do jogo o ato profanador. Nesse trabalho sustento a hipótese de que Sete Crianças Judias profana simbolicamente o uso consagrado do gênero melodramático para a manutenção de uma moralidade instituída, do uso da concepção moderna do imaginário da criança como objeto de justificativa da guerra, e do caráter mítico do discurso histórico oficial israelense.
Palavras-chave: Jogo
Profanação
Dramaturgia
Caryl Churchill
Política, Israel-Palestina
Play/game
Profanation
Dramaturgy
Politics
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::TEATRO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da Instituição: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Teatro
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Teatro
Citação: OLIVEIRA JÚNIOR, Antonio Carlos de. Profanation s plays in dramaturgy: Seven Jewish Children by Caryl Churchill. 2015. 268 f. Dissertação (Mestrado em Teatro) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1200
Data do documento: 11-Jun-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Teatro

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
123973.pdf2,23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.