Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/tede/tede/1144
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação da da reprodutibilidade da mobilidade diafragmática pelo método ultrassonográfico indireto
Título(s) alternativo(s): Reproducibility assessment of the diaphragmatic mobility by indirect ultrasonographic method
Autor(es): Grams, Samantha Torres
Primeiro Orientador: Paulin, Elaine
Resumo: Objetivo: Analisar a reprodutibilidade da medida ultrassonográfica do deslocamento crânio-caudal do ramo esquerdo da veia porta como método de avaliação da mobilidade do hemidiafragma direito de adultos jovens saudáveis. Métodos: Foram avaliados 41 indivíduos saudáveis, com idade entre 20 e 30 anos. Os participantes do estudo foram submetidos a exame físico para mensuração dos parâmetros cardiorrespiratórios e das variáveis antropométricas, prova de função pulmonar, avaliação da força muscular respiratória e avaliação ultrassonográfica da mobilidade do hemidiafragma direito. A execução e interpretação dos exames de ultrassom foram realizadas por dois observadores (A e B), de forma independente, em dois momentos distintos (1º e 2º exame). A reprodutibilidade intra e interobservadores e a repetibilidade das medidas ultrassonográficas foram determinadas pelo coeficiente de correlação intraclasse (ICC[2,1]) e pelo intervalo de confiança (IC) de 95%. A disposição gráfica de Bland & Altman também foi utilizada por permitir melhor visualização da concordância entre as medidas. O nível de significância adotado para o tratamento estatístico foi de 5% (p&#61500;0,05). Resultados: Dos 41 sujeitos, 27 pertenciam ao sexo feminino (66%) e 14 ao sexo masculino (34%); com média de idade de 24,8 ± 2,7 anos. Na análise da reprodutibilidade interobservadores, o ICC[2,1] indicou alta correlação tanto para o 1º quanto para o 2º exame ultrassonográfico (ICC[2,1] = 0,83, IC 95% de 0,70 a 0,91 e ICC[2,1] = 0,79, IC 95% de 0,61 a 0,89, respectivamente). Na análise da reprodutibilidade intra-observador, o ICC[2,1] indicou moderada correlação para o observador A (ICC[2,1] = 0,69, IC 95% de 0,45 a 0,84) e para o observador B (ICC[2,1] = 0,65, IC 95% de 0,39 a 0,81). Na análise da repetibilidade das medidas ultrassonográficas, o coeficiente de correlação intraclasse indicou alta correlação para todos os exames realizados (ICC[2,1] = 0,86; 0,80; 0,71; 0,79, p<0,001). Conclusão: A medida ultrassonográfica do deslocamento crânio-caudal do ramo esquerdo da veia porta demonstrou ser um método reprodutível para avaliação indireta da mobilidade do hemidiafragma direito de adultos jovens saudáveis.
Abstract: Objetive: Assessing the reproducibility of the ultrasonographic measurement of craniocaudal displacement of the left branches of the portal vein as a method to evaluate the right hemidiaphragm mobility in healthy young adults. Methods: Forty-one healthy subjects were selected, with age range between 20 and 30 years. The participants of the study were underwent physical examination to measure the cardiorespiratory parameters and anthropometric variables, pulmonary function test, respiratory muscle strength assessment and ultrasonographic evaluation of the the right hemidiaphragm mobility. The implementation and interpretation of ultrasound imaging were performed by two observers (A and B), independently, at two different times (1st and 2nd test). The intra-observer and inter-observer reproducibility and the repeatability of ultrasound measurements were determined by intraclass correlation coefficient (ICC[2,1]) with 95% confidence interval (CI). The Bland & Altman plot was also used, because it allows better visualization of agreement between measures. The level of significance for statistical treatment was 5% (p&#61500;0,05). Results: From the forty-one subjects participated in study, 27 were females (66%) and 14 males (34%), with means age of 24,8 ± 2,7 years. In the analysis of inter-observer reproducibility, the ICC[2,1] indicated "high correlation" for both the 1st and the 2nd test (ICC[2,1] = 0.83, 95% CI = 0.70 to 0.91 and ICC[2,1] = 0.79, 95% CI = 0.61 to 0.89, respectively). In the analysis of intra-observer reproducibility, the ICC[2,1] indicated "moderate correlation" for observer A (ICC[2,1] = 0,69, 95% CI = 0.45 to 0.84) and for observer B (ICC[2,1] = 0.65, 95% CI = 0.39 to 0.81). In analyzing the repeatability of ultrasound measurements, the ICC[2,1] indicated a "high correlation" for all tests performed (ICC[2,1] = 0.86, 0.80, 0.71, 0.79, p<0.001). Conclusion: The ultrasonographic measurement of craniocaudal displacement of the left branches of the portal vein is a reproducible method for indirect assessment of the right hemidiaphragm mobility in healthy young adults.
Palavras-chave: diafragma
ultrassonografia
reprodutibilidade dos testes
respiração
diaphragm
ultrasonography
reproducibility of results
respiration
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da Instituição: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Ciência do Movimento Humano
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citação: GRAMS, Samantha Torres. Reproducibility assessment of the diaphragmatic mobility by indirect ultrasonographic method. 2011. 65 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1144
Data do documento: 11-Mar-2011
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SAMANTHA.pdf856,07 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.