Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.udesc.br/tede/tede/1084
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Validação do 'CADE Q' : $b questionário para avaliar o conhecimento sobre a doença arterial coronariana em pacientes com DAC em programas de reabilitação
Other Titles: Validation 'CADE Q' questionnaire to evaluate knowledge about coronary artery disease in patients with CHD in rehabilitation programs
metadata.dc.creator: Durieux, Adriana
metadata.dc.contributor.advisor1: Benetti, Magnus
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste estudo foi validar o instrumento CADE Q. questionário para avaliar o conhecimento sobre a Doença Arterial Coronariana em pacientes com DAC em programas de reabilitação cardiopulmonar e metabólico. Este estudo descritivo de campo utilizou duas abordagens para análise e interpretação dos dados: qualitativa e quantitativa. A amostra foi constituída por três grupos: grupo I: formado por 10 profissionais da área de Saúde e Ciências do Movimento Humano e 20 sujeitos, mestrandos do curso Ciência do Movimento Humano, da UDESC; grupo II: formado por 30 pacientes com diagnóstico de DAC, 26 masculinos (86,7%) e quatro femininos (13,3%) (Estudo Piloto); grupo III: constituído por 155 pacientes com diagnóstico de DAC, 114 masculinos (73,5%) e 41 femininos (26,5%). Foram utilizados dois instrumentos de pesquisa: um questionário para a caracterização do paciente e o questionário CADE Q. , composto por 19 itens autopreenchíveis. Os pacientes marcaram apenas uma alternativa em cada questão, de quatro possíveis. Os escores estabelecidos para as alternativas são: correta = 3; incompleta = 1; errada = 0; não sei = 0. A pontuação máxima de cada paciente é de 57 pontos. Os resultados do estudo foram: média de idade = 60,9 anos (36/86 ± 9,26). 67,7% dos pacientes entrevistados têm idades entre 51 a 70 anos. A média do tempo de diagnóstico é de 96 meses (1/480 ± 106,58). Foi observado que 59,4% dos pacientes pesquisados foram diagnosticados há mais de três anos. A média do tempo em que um paciente permanece num Programa de Reabilitação Cardíaca é de 33,5 meses (1/360 ± 46,21). Destaca-se que 45,9% dos pacientes estão na faixa de 01 a 12 meses num programa de reabilitação. O local de realização do programa está distribuído em 60% na Rede Pública e 40% na Rede Privada. A maioria dos pacientes (56,1%) tem renda familiar mensal entre 1 e 10 salários mínimos. A maioria dos pacientes pesquisados (60%) tem grau de escolaridade entre o ensino fundamental incompleto e o ensino médio completo. O tamanho da amostra foi considerado satisfatório para a validação do instrumento. Verificou-se que a maioria dos pacientes pesquisados possui experiência tanto no quesito diagnóstico quanto de programa. Considerou-se de aceitável a bom o nível de conhecimento dos pacientes pesquisados. O nível de conhecimento por sexo indicou que amostra masculina (75,5%) tem maior conhecimento que a feminina (60,9%). O nível de conhecimento por idade não apresentou diferença significativa. Em relação ao nível do conhecimento por renda familiar, observou-se que quanto maior a renda familiar do paciente maior o nível de conhecimento. A mesma tendência ocorreu na análise do conhecimento por grau de escolaridade. Quanto ao nível de conhecimento em relação às comorbidades associadas, os pacientes que possuem alguma patologia associada à DAC têm um nível de conhecimento maior quando comparados aos que não apresentaram alguma comorbidade. A validação de clareza atendeu a oito requisitos de construção de itens (questões + respostas), de doze possíveis, e a quantidade dos itens. A adaptação do CADE Q atendeu aos critérios de validade de conteúdo. Na validade de construto, a solução fatorial não se mostrou adequada, pois os itens do instrumento apresentaram características multidimensionais, abrangendo, em sua maioria, mais de uma área de conhecimento. A consistência interna do instrumento apresentou valores de α=0,68, sugerindo certa homogeneidade entre as questões. A fidedignidade do instrumento, avaliada pelo teste-reteste, apresentou ICC de 0,783, demonstrando estabilidade do instrumento. Pode-se afirmar, portanto, que a validação do instrumento CADE Q permitiu verificar o nível de conhecimento dos pacientes pesquisados, tendo o instrumento elevado grau de clareza.
Abstract: The objective of this study was to validate the instrument 'CADE Q.' - questionnaire to assess knowledge about coronary artery disease in patients with CAD programs in cardiopulmonary and metabolic rehabilitation. This study describes a field used two approaches to analysis and interpretation of data: qualitative and quantitative. The sample consisted of three groups: group I, consisting of 10 professionals from the Health and Human Movement Sciences and 20 subjects, Masters Course Human Movement Science, the UDESC, group II, comprised of 30 patients with CAD , 26 male (86.7%) and four females (13.3%) (Pilot Study), group III consists of 155 patients diagnosed with CHD, 114 men (73.5%) and 41 female (26.5 %). We used two research instruments: a questionnaire for the characterization of the patient and questionnaire 'CADE Q.', consisting of 19 items self-administered. Patients scored only one alternative in each question, four possible. The specific scores for the alternatives are: correct = 3; incomplete = 1; wrong = 0; not know = 0. The maximum score for each patient is 57 points. The results of the study were: mean age = 60.9 years (36/86 } 9.26). 67.7% of patients interviewed are aged between 51 to 70 years. The average time of diagnosis is 96 months (1 / 480 } 106.58). It was observed that 59.4% of patients surveyed were diagnosed more than three years. The average time a patient remains in a cardiac rehabilitation program is 33.5 months (1 / 360 } 46.21). It is noteworthy that 45.9% of patients are in the range 01 to 12 months in a rehabilitation program. The venue for the program is distributed in 60% in public schools and 40% in the private network. Most patients (56.1%) have family income between 1 and 10 minimum wages. Most patients surveyed (60%) have level of education among elementary school and high school. The sample size was considered satisfactory for validation of the instrument. It was found that the majority of patients surveyed have experience both in the question about the diagnosis program. It was deemed acceptable to good level of knowledge of the patients surveyed. The level of knowledge by gender indicated that male sample (75.5%) has greater knowledge than females (60.9%). The level of knowledge by age showed no significant difference. Regarding the level of knowledge by family income, it was observed that the higher the income the higher the patient's level of knowledge. The same trend occurred in the analysis of knowledge by level of education. The level of knowledge in relation to comorbidities, patients who have a pathology associated with CHD have a higher level of knowledge compared to those without any comorbidity. The validation of clarity attended eight construction requirements of items (questions + answers), twelve possible, and the quantity of items. The adaptation of CADE 'Q' met the criteria of content validity. Construct validity, the factorial solution was not adequate, because the items of the instrument presented multidimensional characteristics, including, in most cases, more than one area of knowledge. The internal consistency showed values of α = 0.68, suggesting some commonality between the issues. The reliability of the instrument was evaluated by test-retest ICC of 0.783 presented, demonstrating the stability of the instrument. It can be argued, therefore, that the validation of the CADE 'Q' has shown the level of knowledge of the patients studied and the instrument high degree of clarity.
Keywords: doença arterial coronariana
programas de reabilitação cardiopulmonar e metabólica
validação de instrumentos de pesquisa
coronary artery disease
programs of cardiopulmonary rehabilitation and metabolic
validation of research instruments
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade do Estado de Santa Catarina
metadata.dc.publisher.initials: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Ciência do Movimento Humano
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citation: DURIEUX, Adriana. Validation 'CADE Q' questionnaire to evaluate knowledge about coronary artery disease in patients with CHD in rehabilitation programs. 2009. 160 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1084
Issue Date: 7-Oct-2009
Appears in Collections:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ADRIANA DURIEUX.pdf868,32 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.