Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/960
Tipo do documento: Dissertação
Título: Padronização de técnicas de diagnóstico para Circovirus Suíno Tipo 2 e estudo do papel do macho na epidemiologia da doença
Título(s) alternativo(s): Diagnostic techniques patterns for Swine Circovirus Tipe 2 and study of the male role on the disease epidemiology
Autor: Gava, Danielle
Primeiro orientador: Zanella, Janice Reis Ciacci
Resumo: A Síndrome Multissistêmica do Definhamento do Suíno (SMDS) é uma doença multifatorial, causada pelo Circovirus Suíno Tipo 2 (PCV-2). Clinicamente está caracterizada por definhamento, aumento de tamanho dos linfonodos, palidez e/ou icterícia e sinais digestivos e respiratórios. As lesões afetam principalmente tecidos linfóides, pulmão, rim e fígado. Os achados microscópicos consistem principalmente em infiltração linfo-histiocitária em vários órgãos e depleção dos folículos linfóides. Entretanto, para estabelecer o diagnóstico conclusivo da SMDS, é necessário associar sinais clínicos, lesões macroscópicas e microscópicas, além da demonstração do antígeno ou DNA viral. Assim, o objetivo deste trabalho foi padronizar duas técnicas de diagnóstico: imunocitoquímica (ICQ) em duas linhagens celulares (ST e VERO), utilizando dois tipos de anticorpos primários anti PCV-2 (policlonal produzido em coelho e policlonal produzido em suíno) para determinação de anticorpos anti PCV-2 em soro suíno e, imunohistoquímica (IHQ) em diversos tecidos parafinizados de suínos (linfonodo, pulmão, fígado, timo, rim e intestino), utilizando dois tipos de anticorpos primários (monoclonal produzido em camundongo e policlonal produzido em coelho) para demonstração do antígeno viral. Na ICQ, ambos cultivos celulares foram suscetíveis à infecção, podendo-se detectar o antígeno tanto no núcleo quanto no citoplasma das células, com os dois anticorpos primários. A IHQ foi padronizada nos diversos tecidos com os dois anticorpos, sendo que o antígeno foi verificado principalmente em macrófagos, histiócitos e outras células inflamatórias. Com o objetivo de verificar a transmissão via sêmen de PCV-2 e sua capacidade infecciosa para a fêmea e para a progênie, 20 fêmeas negativas para PCV-2 foram inseminadas, 10 com sêmen de macho negativo e 10 com sêmen de macho positivo. Após a inseminação, as 20 fêmeas foram acompanhadas clinicamente e foi coletado sangue para pesquisa de DNA de PCV-2 por nested-PCR . Baseado no resultado, 4 fêmeas das 20 foram selecionadas (1 fêmea soronegativa inseminada com sêmen negativo, 2 fêmeas soronegativas inseminadas com sêmen positivo e 1 fêmea soronegativa inseminada com sêmen positivo, mas que soroconverteu ao redor dos 30 dias de gestação). Após o parto, 12 leitões machos, 3 de cada fêmea, foram selecionados e mantidos em isolamento. Amostras de sêmen e soro foram coletadas para pesquisa de DNA de PCV-2 por nested-PCR . Para verificar quais órgãos abrigam o PCV-2, os leitões sofreram eutanásia ao redor dos nove meses de idade, e amostras de órgãos linfóides, sistêmicos e reprodutivos foram coletadas para avaliação por nested-PCR , histopatologia (HE) e IHQ. Ao avaliar o soro por ICQ, todos os 12 leitões soroconverteram (4 foram fortemente positivos, 3 moderadamente positivos e 5 fracamente positivos). Ao avaliar as amostras por nested-PCR , vários tecidos foram positivos em 10 dos 12 suínos. Ao avaliar as mesmas amostras por IHQ, várias foram positivas em 8 dos 12 suínos. No geral, os resultados obtidos nas diferentes amostras nos 4 testes (ICQ, nested-PCR , HE e IHQ) colaboraram entre si. Assim, estes resultados evidenciam a provável transmissão do PCV-2 pelo sêmen para a leitegada e também o potencial infeccioso do vírus entre os suínos
Abstract: Postweaning multisystemic wasting syndrome (PMWS) is a multifactorial disease caused by a Porcine Circovirus Type 2 (PCV-2). It is clinically characterized by wasting, enlargement of lymph nodes, pallor, jaundice, and respiratory and digestive signs. The lesions affect mainly lymphoid tissues, lungs, kidneys and liver. Pathological findings consist of lymphohistiocytic infiltration of various organs and depletion of lymphoid follicles. However, to establish the conclusive diagnosis of PMWS, it is necessary the association of clinical signs, gross and microscopic lesions, besides the evidence of the antigen or viral DNA. Thus, the aim of this work was to establish two techniques of diagnosis: immunocitochemistry (ICC) in two cell lines (ST and VERO), using two types of primary antibodies against PCV-2 (a polyclonal produced in rabbit and a polyclonal produced in pig), to determine antibodies against PCV-2 in swine serum, and immunohistochemistry (IHC) in various parraffined swine tissues (lymph node, lung, liver, thymus, kidney and intestine), using two types of primary antibodies (a monoclonal produced in mouse and a polyclonal produced in rabbit) to show the viral antigen. In ICC, both cells cultures were susceptible to infection, where the antigen could be detected in the nucleum as much as in cytoplasm of the cells, with both primary antibodies. The IHC was established in the different tissues with both antibodies, where the antigen was verified mainly in macrophages, histiocytes and others inflammatory cells. Intending to verify the transmission of PCV-2 by semen and its infection power to the sow and to the piglets, 20 negative sows to PCV-2 were inseminated, 10 with a negative boar semen and 10 sows with a positive boar semen. After the insemination, the 20 sows were clinically attended and blood was collected to PCV-2 DNA investigation by nested-PCR. Based on the results, 4 sows between the 20 were selected (1 sow was serum negative inseminated with a negative semen, 2 sows were serum negative inseminated with a positive semen and 1 sow was serum negative inseminated with a positive semen, but serum converted around the 30 days of pregnancy). After the parturition, 12 male piglets, 3 of each sow, were selected and isolated. Samples of semen and serum were collected to PCV-2 DNA investigation by nested-PCR. Intending to verify which organs shelter the PCV-2, the piglets were submitted to euthanasia around 9 months of age, and samples of lymphoid, systemic and reproductive organs were collected to investigation by nested-PCR, histopathology (HE) and IHC. Evaluating the serum by ICC, all 12 piglets serum converted (4 were strongly positive, 3 were moderate positive and 5 were weakly positive). Evaluating the samples by nested-PCR, various tissues were positive in 10 of 12 piglets. Evaluating the same samples by IHQ, various samples were positive in 8 of 12 piglets. In general, the results had, in different samples, in the 4 tests (ICC, nested-PCR, HE and IHC) completed themselves. Thus, these results show the probable PCV-2 semen transmission to the piglets and also the infectious potential among pigs
Palavras-chave: Suíno - Doenças
Swine - Diseases
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::PATOLOGIA ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciências Veterinárias
Programa: Mestrado em Ciência Animal
Citação: GAVA, Danielle. Diagnostic techniques patterns for Swine Circovirus Tipe 2 and study of the male role on the disease epidemiology. 2006. 96 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/960
Data de defesa: 17-Mar-2006
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGCV06MA010.pdf5,18 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.