Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/911
Tipo do documento: Dissertação
Título: Flamenga, uma raça em extinção:caracterização do desenvolvimento folicular de bovinos da raça Flamenga no Sul do Brasil
Autor: Goetten, André Lucio Fontana 
Primeiro orientador: Mezzalira, Alceu
Resumo: Em função da drástica redução no número de animais, a raça Flamenga corre risco de extinção. Este estudo teve objetivo de gerar conhecimento sobre o perfil de desenvolvimento folicular e de Progesterona sérica (P4) hormonal em fêmeas da raça Flamenga criadas no Sul do Brasil, visando subsidiar a escolha das biotécnicas reprodutivas mais apropriadas para multiplicação desta raça. Dois grupos de fêmeas púberes, não lactantes com idade variando entre quatro e seis anos, Flamenga (FLA, n=7) e Holandesa (HOL, n=7), tiveram seus estros sincronizados com Cloprostenol. A partir do estro, os ovários foram avaliados a cada 24 horas por ultrassonografia transretal até que a segunda ovulação fosse detectada. Os diâmetros do folículo dominante (FD) e do subordinado (FS) foram registrados em função do dia do ciclo. Foram avaliados o diâmetro do FD e do FS na emergência folicular, o dia e o diâmetro do FD na divergência, o crescimento diário de FD e FS, o diâmetro máximo do folículo ovulatório e do dominante não ovulatório. Amostras de sangue foram coletadas a cada cinco dias para dosagem de progesterona sérica (P4) por radioimunoensaio. Nenhuma das variáveis avaliadas no grupo FLA diferiu significativamente do grupo HOL ou dos valores descritos para outras raças taurinas. Na emergência da onda os FD mediram 3,97 ± 0,19 mm para vacas Flamengas e de 4,00 ± 0,35 mm para as Holandesas, enquanto o FS chegou a 3,40 ± 0,22 mm nas Flamengas e 3,07 ± 0,26 mm nas Holandesas. O crescimento folicular diário das Flamengas foi de 1,10 ± 0,04 mm para o FD e de 0,67 ± 0,06 mm para o FS; já nas Holandesas o crescimento diário foi de 1,01 ± 0,05 mm para o FD e de 0,72 ± 0,09 mm para o FS. Desde a emergência o FD foi maior que o FS e a divergência ocorreu no terceiro dia, com o FD medindo 8,04 ± 0,37 mm e 8,39 ± 0,47, em Flamengas e Holandesas, respectivamente. O diâmetro máximo do folículo ovulatório em vacas Flamengas foi de 13,16 ± 0,33 mm e o valor médio do diâmetro máximo do folículo dominante não ovulatório foi de 13,01 ± 0,48 mm. Vacas Holandesas apresentaram valores de 14,20 ± 0,60 mm e 13,00 ± 0,59 mm, respectivamente, para as mesmas medidas. Estes valores estão de acordo com os normalmente aceitos para raças taurinas, situados entre 13 20 mm. A concentração de progesterona sérica ajustou-se a um modelo cúbico de regressão e, em vacas Flamengas variou de 0,155 ± 0,016 ng/ml até 6,651 ng/ml ± 1,868 ng/ml. Para vacas Holandesas os limites da concentração da progesterona oscilaram entre 0,300 ± 0,048 ng/ml e 5,957 ± 1,233 ng/ml. Conclui-se que vacas da raça Flamenga possuem desenvolvimento folicular e perfil de P4 semelhantes ao de vacas Holandesas, sugerindo ser possível a utilização das biotecnologias reprodutivas aplicáveis em animais da raça Holandesa em animais da raça Flamenga
Abstract: Due to the drastic reduction of the number of animals, the Flemish Red breed is endangered. This study aims to generate knowledge on the follicular development and serum progesterone (P4) profiles in females of the Flemish Red breed, created in Southern Brazil, in order to subsidize the choice of reproductive biotechniques more adequate for the reproduction of the breed. Two groups of non-lactating pubescent females with ages between four and six years old, Flemish Red (FLE, n=7) and Holstein (HOL, n=7), received two doses of Sodium Cloprostenol in order to synchronize their estrus. Starting from the estrus, the ovaries were assessed through the use of transrectal ultrasound every 24 hours for 21 days or until the second ovulation was detected. The diameter of the dominant follicle (DF) and the subordinate follicle (SF) were recorded according to the day of the cycle. The diameter of the DF and the SF were assessed when the follicle emerged, the day and the diameter of the DF in the divergence, the daily growth of the ovulatory follicle and the non-ovulatory dominant follicle (NODF). Blood samples were collected every five days for P4 administration by radioimmunoassay. None of the variables assessed in the FLE group differed significantly of the HOL group or of the values described for other European cattle breeds. In wave emergence DF measured 3.97 ± 0.19 mm for FLE and 4.00 ± 0.35 mm for the HOL, while the SF reached 3.40 ± 0.22 mm in FLE and 3 , 07 ± 0.26 mm in the HOL. The FLE daily growth rate was 1.10 ± 0.04 mm for DF and 0.67 ± 0.06 mm for the SF , whereas the HOL daily growth rate was 1.01 ± 0.05 mm for DF and 0.72 ± 0.09 mm for the SF . Since the emergence DF was larger than the SF and divergence occurred on the third day , with the DF measuring 8.04 ± 0.37 mm and 8.39 ± 0.47 in FLE and HOL, respectively. The maximum diameter of the ovulatory follicle in FLE cows was 13.16 ± 0.33 mm and the average maximum diameter of the non- ovulatory dominant follicle was 13.01 ± 0.48 mm . Holstein cows showed values of 14.20 ± 0.60 and 13.00 mm ± 0.59 mm , respectively, for the same measurements . These values are in accordance with generally accepted for European breeds, situated between 13-20 mm . The P4 concentration was adjusted to a cubic regression , and in FLE group ranged from 0.155 ± 0.016 ng/ml to 6.651 ± 1.868 ng/ml. In HOL group, P4 ranged from 0.300 ± 0.048 ng/ml to 5.957 ± 1.233 ng/ml.The conclusion was that cows of the Flemish Red breed have similar follicle development and P4 profile to the Holstein cows, which suggests it is possible to use reproductive biotechnologies applicable to animals of the Holstein breed in animals of the Flemish Red breed
Palavras-chave: conservação
reprodução
dinâmica folicular
conservation
reproduction
follicle dynamics
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciências Veterinárias
Programa: Mestrado em Ciência Animal
Citação: GOETTEN, André Lucio Fontana. Flamenga, uma raça em extinção:caracterização do desenvolvimento folicular de bovinos da raça Flamenga no Sul do Brasil. 2013. 67 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/911
Data de defesa: 1-Nov-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGCA13MA135.pdf260,74 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.