Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/910
Tipo do documento: Dissertação
Título: Viabilidade econômica do sistema intensivo de produção de trutas na serra catarinense
Título(s) alternativo(s): Economic viability of an intensive production system of trout in Santa Catarina mountains
Autor: Barbosa, Andressa Steffen 
Primeiro orientador: Fabregat, Thiago El Hadi Perez
Resumo: A aquicultura mundial vem apresentando um crescimento constante com destaque para a piscicultura. Nas águas interioranas de regiões de altitude no Brasil, a truticultura é um exemplo de crescimento exponencial de produção. A truta arco-íris Oncorhynchus mykiss é uma espécie de peixe exótica, originária do oeste da América do Norte e foi introduzida no Brasil para povoar os rios das regiões serranas, naturalmente pobres em ictiofauna nativa. A produção de trutas caracteriza-se como sendo uma cultura intensiva, alcançando alta produtividade em pequenas áreas, representando uma atividade econômica alternativa. Entretanto, como é um alto investimento para a implantação e manutenção do cultivo, é necessário avaliar a viabilidade econômica da atividade. Assim sendo, o objetivo do presente estudo foi analisar a viabilidade econômica da truticultura em pequena, média e grande escala de produção com base nos resultados econômicos obtidos. Para a obtenção dos dados econômicos, foram tomados como base três produtores localizados nos município de Bocaina do Sul, Painel e Urubici, sendo caracterizados como pequeno e médio (realizam a engorda) e grande produtor (produz em ciclo completo), respectivamente. A partir da análise de viabilidade econômica do pequeno e médio produtor foi possível observar que as duas escalas de produção foram viáveis economicamente, e a maior escala de produção proporcionou maior renda anual (RA) e maior valor presente líquido (VPL), mas de maneira geral os outros indicadores foram bem semelhantes para os dois produtores. Os resultados para o pequeno e médio produtor respectivamente foram as seguintes: período de retorno do capital investido (PRC) 5,3 e 5,6 anos; relação benefício custo (RBC) 1,54 e 1,63 e uma taxa interna de retorno (TIR) 18 e 19%. Para o grande produtor foi possível observar que a produção em ciclo completo é viável economicamente, inclusive mostrando excelentes indicadores econômicos. Na grande escala de produção foi observado uma renda anual de R$ 1.123.467,00, um período de retorno de capital rápido (em média 4,1 anos), a relação benefício custo de 2,08 e a taxa interna de retorno de 24%. A partir dos resultados pode-se concluir que a truticultura em pequena e média escala é viável economicamente e que a produção em pequena escala exige dedicação integral do produtor. A partir da criação de diferentes cenários para as diferentes escalas de produção se observou que na média escala é viável a contratação de um responsável técnico, sem comprometer os resultados econômicos, o que não foi possível com o pequeno produtor. A produção em ciclo completo gera excelentes resultados econômicos e aumenta a autonomia do produtor em relação à cadeia produtiva, e fazer somente a engorda diminui a lucratividade e aumenta os riscos para o produtor. Produzir insumos como a ração melhora os resultados econômicos e diminui a dependência do mercado, mas em contrapartida piora a conversão alimentar. Trabalhar apenas com frigorífico foi menos rentável que produção em ciclo completo, e neste caso produtor fica dependente da produção de outras propriedades para manter sua unidade beneficiadora operando. Finalmente, foi demonstrado que todas as escalas de produção são viáveis economicamente, porém um manejo alimentar inadequado pode inviabilizar a atividade, já que a ração foi o maior item de custeio em todas as escalas analisadas
Abstract: World aquaculture has shown a steady growth with emphasis on fish farming . In the inland waters of altitude regions in Brazil, raising trout is an example of exponential growth of production. The rainbow trout Oncorhynchus mykiss is a exotic fish species, native to western North America and was introduced in Brazil to populate the rivers of naturally poor in native fish fauna highlands. The trout production is characterized as an intensive culture, achieving high productivity in small areas, representing an alternative economic activity. However, considering the high investment for the implementation and maintenance of cultivation, it is necessary to evaluate the economic viability of the activity. Therefore, the objective of this study was to analyze the economic viability of raising trout in small, medium and large-scale production based on the economic results obtained. In order to obtain economic data were taken as a basis three producers located in the cities of Bocaina do Sul, Painel and Urubici, being characterized as small and medium (perform fattening) and major producer (produces full-cycle), respectively. Based on the analysis of the economic viability of small and medium producers was observed that the two scales of production were economically viable, and larger scale production provided higher annual income (AI) and higher Net Present Value (NPV), but in general other indicators were very similar for the two producers. The results for the small to medium producer respectively were: Payback period on capital invested (PRC) 5.3 and 5.6 years; Cost Benefit Ratio (CBR) 1.54 and 1.63, Internal Rate of Return (IRR) of 18 and 19%. For large producer was possible to observe that the full production cycle is economically viable, showing excellent economic indicators. The large-scale production provided an annual income of R $ 1,123,467.00, the Payback period was fast (4.1 years on average), the Cost Benefit Ratio was 2.08 and the Internal Rate of Return was 24%. Based on the results it can be concluded that raising trout in small and medium scale is economically viable and that the small-scale production requires full time from producer. From the creation of different scenarios for the different scales of production was observed that the average scale is feasible to hire a technical manager, without compromising the economic results, which was not possible with the small producer. The full production cycle generates excellent economic results and increases the autonomy of the producer in relation to the supply chain, and do only fattening reduces profitability and increases the risks for the producer. Produce supplies such as ration improves economic outcomes and decreases the dependence on the market, but in return makes feed conversion worse. Working only with an industry was less profitable than full production cycle, and in that case the producer is dependent on the production of other properties to keep his unit operating. Finally, it was demonstrated that all scales of production are economically viable, but improper food handling can make the activity unviable, since the feed was the largest item of costing on all scales analyzed
Palavras-chave: indicadores econômicos
piscicultura
truticultura
Economic indicators
Fish farming
Trout farming
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciências Veterinárias
Programa: Mestrado em Ciência Animal
Citação: BARBOSA, Andressa Steffen. Economic viability of an intensive production system of trout in Santa Catarina mountains. 2014. 90 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/910
Data de defesa: 25-Fev-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGCA14MA136.pdf1,61 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.