Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/889
Tipo do documento: Dissertação
Título: Valor alimentar da dieta em ruminantes alimentados com azevém e diferentes níveis de forragem suplementar a base de silagem de milho
Título(s) alternativo(s): Feed value of ruminant diets based on ryegrass haylage with different levels of corn silage
Autor: Almeida, João Gabriel Rossini 
Primeiro orientador: Ribeiro Filho, Henrique Mendonça Nunes
Resumo: As interações ingestivas e digestivas decorrentes do fornecimento de dietas com mais de um tipo de forragem não têm sido suficientemente estudadas. Objetivou-se neste trabalho determinar a influência da inclusão de diferentes níveis de silagem de milho (Zea mays) para ovinos recebendo silagem pré-secada de azevém (Lolium multiflorium Lam.), sobre o valor alimentar da dieta. Os tratamentos experimentais consistiram de silagem pré-secada de azevém sem suplementação ou com suplementação de silagem de milho + farelo de soja (9:1 na MS) em níveis de 5 (SM5), 10 (SM10) ou 15 (SM15) g de MS/kg PV. Oito ovinos mestiços Texel × Ile de France, machos, castrados, com idade de aproximadamente 10 meses e peso vivo médio inicial de 27,6 ± 3,5 kg, foram distribuídos em um delineamento experimental em quadrado latino 4×4, com quatro períodos de 18 dias (12 de adaptação e 6 de coleta). O consumo total de MS não foi afetado pelos tratamentos, mas o consumo de azevém diminuiu nos animais suplementados em comparação aos não suplementados. As taxas de substituição de silagem pré-secada de azevém pelo suplemento foram 1,6, 1,1 e 0,86 nos tratamentos SM5, SM10 e SM15, respectivamente. A digestibilidade aparente da matéria orgânica não foi afetada pela suplementação, mas o consumo de energia metabolizável e a retenção diária de N foram inferiores no tratamento SM5 em comparação às médias dos tratamentos SM10 e SM15. O fluxo duodenal de nitrogênio proveniente de origem microbiana aumentou com o nível de suplementação, mas fluxo duodenal de N não amoniacal foi semelhante entre tratamentos. O fornecimento de forragem suplementar em quantidades inferiores a 10 g de MS/kg PV associada a redução do tempo de acesso ao suplemento em uma refeição principal pode diminuir o consumo de energia metabolizável e a retenção diária de nitrogênio
Abstract: The ingestive and digestive interactions when diets with more than one type of forage are used have not been sufficiently studied. Thus, the aim of this study was to assess the effects of maize silage supplementation to weathers receiving ryegrass haylage on feed value of diet. The four treatments consisted of ryegrass haylage (RH, Lolium multiflorum Lam.) offered ad libitum without supplementation (WS) or supplemented with maize silage + soybean meal (9:1 on DM basis) in proportion of 5 (MS5), 10 (MS10) or 15 g (MS15) of DM/kg of live weight. Eight castrated male sheep (27.6 ± 3.5 kg live weight) were assigned in a 4 × 4 Latin square design with four periods of 18 days, with a 12 days of adaptation and 6 days of measurements. The total DM intake was not affected by treatments, but ryegrass DM intake decreased in animals receiving maize silage compared with animals without supplementation. The substitution rate was 1.6, 1.1 and 0.87 in animals receiving 5, 10 and 15 g/kg LW of supplement, respectively. The OM digestibility was not affected by supplementation, but the metabolisable energy intake and daily N retention were lower in animals receiving treatment MS5 compared with average of animals receiving treatments MS10 and MS15. The duodenal flow of microbial N increased with the level of supplementation, but duodenal flow of non-amonia N was similar between treatments. The lower level of maize silage supplement distributed during a single meal can negatively affect the energy intake and N retention
Palavras-chave: consumo voluntário
Lolium multiflorum L.
ovinos
taxa de substituição
Zea mays
Lolium multiflorum L.
sheep
substitution rate
voluntary intake
Zea mays
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciências Veterinárias
Programa: Mestrado em Ciência Animal
Citação: ALMEIDA, João Gabriel Rossini. Feed value of ruminant diets based on ryegrass haylage with different levels of corn silage. 2013. 59 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/889
Data de defesa: 2-Ago-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGCA13MA109.pdf701,93 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.