Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/792
Tipo do documento: Dissertação
Título: Alternativas para maximizar a capacidade reprodutiva de bovinos
Título(s) alternativo(s): Alternatives to maximize bovine reproductive capacity
Autor: Cruz, Fabiano Buss 
Primeiro orientador: Mezzalira, Alceu
Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a capacidade reprodutiva de touros da raça Devon, criados em Santa Catarina, bem como propor alternativas para maximizar a capacidade produtiva de bovinos de corte. Os conteúdos foram agrupados em quatro capítulos. No Capítulo 1, procedeu-se a revisão bibliográfica do exame andrológico do touro, incluindo o exame clínico, a coleta do ejaculado, a avaliação seminal e a avaliação da capacidade de serviço. No Capítulo 2, foram avaliados dados obtidos de exames andrológicos de 207 touros da raça Devon, sendo determinado o percentual de animais aptos à reprodução, com base no exame clinico, exame seminal e comportamento sexual, bem como as potenciais causas de reprovação. A média de touros aprovados foi de 71,6%. A média de circunferência escrotal (CE) nas diferentes faixas etárias foram 35,2 ± 2,93 cm para animais de 18 a 22 meses, 37,3 ± 2,75 cm para animais de 23 a 27 meses e 38,2 ± 3,6 cm para animais com mais de 30 meses. No Capítulo 3, foi avaliada a metodologia da vagina artificial interna (VAI) proposta pelo Dr. Albert Barth, como forma de coleta do ejaculado e simultânea avaliação do comportamento e a fertilidade de touros da raça Devon. Dos 52 animais examinados, 60,0% foram considerados aptos. A VAI possibilitou a coleta do ejaculado de 45 animais (86,5%). Dos touros coletados com a VAI (n=45) 69% foram considerados aptos à reprodução e 31% inaptos. Quando se considerou o total de touros examinados (n=52), 60,0% dos touros foram aprovados após coleta de sêmen e avaliação da capacidade de cópula com a VAI. Concluiu-se que a VAI foi efetiva na coleta dos ejaculados, permitindo a avaliação simultânea da capacidade de serviço. A técnica mostrou-se importante, já que vi 11,1% dos animais reprovados no teste seriam inadequadamente considerados aptos à reprodução, se apenas os exames clínico e de qualidade seminal fossem empregados. O Capítulo 4 reporta um estudo para avaliar a taxa de recuperação e a eficiência da vitrificação de oócitos imaturos obtidos por OPU, ou de ovários de abatedouro, de fêmeas bovinas das raças Devon e Nelore. O número médio de oócitos por sessão de OPU foi de 4,6 na raça Devon, sendo inferior (p<0,05) aos 16,3 obtidos na raça Nelore. Após o reaquecimento, maturação, fecundação e cultivo dos oócitos vitrificados, foram observadas taxas de clivagem de 17,6% no grupo OPU / Devon, 29,1% no grupo OPU / Nelore, 22,8% no grupo ovários abatedouro / Devon e 14,5% no grupo ovários abatedouro / Nelore, não havendodiferença (p>0,05) entre os grupos. Na avaliação do desenvolvimento embrionário, apenas um embrião atingiu o estágio de blastocisto, no grupo OPU / Devon. As fêmeas da raça Nelore possibilitaram um número significativamente maior de oócitos recuperados por sessão quando comparadas com fêmeas da raça Devon. Concluise que a associação da técnica de OPU com vitrificação dos oócitos, em condições de campo, não produz taxas aceitáveis de desenvolvimento embrionário. O estudo demonstra que existem alternativas para melhorar a capacidade reprodutiva de bovinos que, todavia, devem ser previamente avaliadas e adequadas às condições existentes
Abstract: The aims of this work were to perform a breeding soundness evaluation in Devon bulls in the State of Santa Catarina, in Southern Brazil, and to propose alternatives to maximize beef cattle production capacity. The contents of this dissertation were divided in four chapters. Chapter one is a review on the breeding soundness evaluation of bulls, which includes clinical exam, semen collection and evaluation, and serving capacity. In Chapter two, the evaluation of the breeding soundness of 207 Devon bulls was used to determine approval rate, based on clinical and seminal evaluation and serving capacity, and potential causes for failure. The bulls approval mean rate was 71.6%. The mean scrotal circumference (CE), according to distinct age periods, was 35.2 ± 2.93 cm for bulls between 18 to 22 months of age; 37.3 ± 2.75 cm for 23 to 27 months, and 38.2 ± 3.6 cm for 30 months or above. In Chapter 3, the internal artificial vagina (IAV) methodology, designed by Dr. Albert Barth, was tested in Devon bulls, simultaneously evaluating their serving capacity and fertility. Out of 52 bulls tested, 60.0% were satisfactory. A semen sample was obtained with the aid of the IAV in 45 bulls (86.5%), from which, 69.0% were approved in the breeding soundness evaluation, and 31.0% were reproved. When the total umber of bulls (n=52) was considered, 60.0% were approved after semen collection and serving capacity using the IAV. The IAV was an effective alternative for semen collection, allowing the simultaneous evaluation of semen quality and serving capacity. The IAV procedures were proven very effective and important, as 11.1% of failed bulls would have been inadequately approved if only clinical and seminal exams were performed. Chapter 4 reports a study to evaluate OPU recovery and efficiency of vitrification in immature OPU or slaughterhouse oocytes, from Devon viii and Nelore cows. Devon OPU mean collection rate was of 4.6 oocytes/female, hich was significantly lower (p<0.05) than in Nelore cows (16.3 oocytes/female). After warming, in vitro maturation, fertilization and culture of vitrified oocytes, cleavage rates were 17.6% in the OPU/Devon group, 29.1% in OPU/Nelore, 22.8% in the slaughterhouse/Devon, and 14.5% in the slaughterhouse/Nelore group. No statistical difference was observed between groups (p>0.05). Only one embryo developed to the blastocyst stage in the OPU/Devon group. Nelore cows had a higher OPU recovery per session in comparison to Devon. We concluded that immature oocyte vitrification obtained by OPU, under field conditions, did not allow acceptable in vitro embryo developmental rates. In conclusion, this study demonstrated the feasibility oftechnical alternatives to improve bovine reproductive capacity, but such alternatives should be tested beforehand and properly adapted previously to the use under field conditions
Palavras-chave: touros
avaliação andrológica
sêmen
VAI
oócito
vitrificação
bull
breeding soundness evaluation
semen
IAV
oocyte
vitrification
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciências Veterinárias
Programa: Mestrado em Ciência Animal
Citação: CRUZ, Fabiano Buss. Alternatives to maximize bovine reproductive capacity. 2007. 72 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/792
Data de defesa: 15-Jun-2007
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGCV07MA024.pdf1,14 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.