Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/71
Tipo do documento: Dissertação
Título: Fair play financeiro da União Européia de Futebol
Título(s) alternativo(s): The financial fair-play in the Union of European Football Associations - UEFA
Autor: Borges, Milton Freitas 
Primeiro orientador: Amboni, Nério
Resumo: A presente dissertação tem como escopo a regulamentação introduzida pela União Européia de Futebol - UEFA no futebol europeu no ano de 2009 denominada Fair-play financeiro. A indústria do esporte é uma das que mais cresce no mundo. O futebol inserido neste contexto, por si só, movimenta mais de 48% de toda a arrecadação global. O futebol europeu é o que tem mais atratividade e lucratividade dentre todos os continentes que praticam este esporte. Todavia, o futebol na Europa tinha e tem sérios problemas como o endividamento dos clubes, a falta de controle da gestão, o desequilíbrio nas competições além da entrada de recursos duvidosos no esporte com o surgimento de investidores, de bilionários e de especuladores no esporte. A UEFA ciente deste problema convidou todos os stakeholdes do futebol para debater e criar algum mecanismo que pudesse controlar as receitas dos clubes a fim de que eles equilibrassem seus orçamentos e mantivessem a competitividade nos campeonatos. O presente trabalho faz uma análise detalhada das cinco principais ligas européias, as chamadas big Five que são a Premier League inglesa, a Bundesliga alemã, a Premier Ligue francesa, a Lega Serie A italiana e a Liga BBVA (Banco Bilbao Vizcaya Argentaria) espanhola que juntas detém mais de 70% da arrecadação das principais competições européias. Verificam-se as diferenças entre elas e os motivos pelas quais há um desequilíbrio quando as equipes se juntam nas competições européias principalmente na Liga dos Campeões. Em seguida observa-se a análise da legislação do fair-play financeiro mostrando os acertos, os erros, os primeiros resultados, a evolução e as criticas feitas por alguns dos segmentos envolvidos. A pesquisa valeu-se de uma análise documental eminentemente estrangeira visto que não se encontrou nenhuma publicação nacional. Além desta fase de sedimentação do conhecimento foi necessária a busca de mais informações sendo imprescindível o contato com entidades e pesquisadores que atuam em prol desta regulamentação em solo europeu. A pesquisa mostrou que após a implementação do fair-play financeiro, os resultados ao futebol europeu foram expressivos. As dívidas dos clubes que eram de 1,7 bilhões de Euros caíram para 800 milhões em duas temporadas. As despesas dos clubes com salário de jogadores que eram, em média de aproximadamente 70%, caiu para 59%, o nível mais baixo desde 1999. Ao final do trabalho, como sugestão o autor mostra as dificuldades de se implantar tal regulamento em solo brasileiro.
Abstract: The work has as main objective, the regulation rules introduced by the Union of European Football Associations - UEFA in European football in 2009 called financial fair-play. The sports industry is one of the fastest growing in the world. Inserted in this context, football moves more than 48% of the world total value. European football is the most attractive and profitable between the countries that practice the sport. However, football in Europe had and has serious problems such as debt of the clubs, lack of management control, the imbalance in competition and the entrance of doubtful resources in sport with the appearance of investors, billionaires and speculators in the sport. The UEFA action aware of this problem was to call all football stakeholders to discuss and introduce measures that could control the revenues of clubs in order to balance their budgets and keep the balance in competitions. This paper provides a detailed analysis of the five major European leagues called "Big Five". Between those leagues are the English Premier League, the German Bundesliga, the French Premiere Ligue, the Italian Lega Serie A and the Spanish Liga BBVA (Bilbao Vizcaya Argentaria Bank) which together holds 70% of the total amount collected in European football competitions. The work shows the differences between them and the reason why there is an imbalance when teams get in European competitions mainly in Champions League. Then, analyzes the financial fair- play legislation, showing the successes, mistakes, first results, evolution and criticism made by some of the segments involved. The research was conducted essentially with internationals paper and documents analysis, once there were no national publications on the theme. In addition to this very important phase knowledge consolidation it was necessary to seek more information and essential contact with organizations and researchers working in favor of this regulation on Europe. This research has shown that after the implementation of the FPF, the results were significant to European football. The debts of the clubs that were 1.7 billion Euros fell to 800 million in two seasons. The costs of the clubs to pay players who were on average approximately 70%, fell to 59%, the lowest level since 1999. Finally, this paper shows that legislation to the public, since there is a desire to implement financial fair play in Brazilian football without however having knowledge of this regulation. At the end of the work, the author shows the difficulties of implementing this kind of regulation in Brazilian football.
Palavras-chave: Futebol
Administração financeira
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Administração
Programa: Mestrado em Administração - Acadêmico
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/71
Data de defesa: 18-Nov-2015
Aparece nas coleções:Mestrado Acadêmico - Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
125384.pdf4,09 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.