Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/649
Tipo do documento: Tese
Título: Do aprender ao ensinar com as tecnologias digitais : mapeamento dos usos feitos pelos professores na escola
Autor: Souza Neto, Alaim 
Primeiro orientador: Mendes, Geovana M. Lunardi
Resumo: O uso das Tecnologias Digitais (TD) nos contextos educativos e orientações para que sua inserção aconteça na formação de professores são desafios constantes nas agendas educacionais atuais. Em meio a esses desafios contemporâneos, esta pesquisa denominada de mapa social (SILVA; JABER-SILVA, 2015) toma como objeto os usos das TD feitos pelos professores numa escola pública da rede municipal de educação de Florianópolis, investigando que usos são efetivados com mais ou menos frequência nas práticas escolares à luz da fluência digital. O desenho do mapa se desenvolveu sob a égide de iniciativas do Grupo de Pesquisa Observatório de Práticas Escolares (OPE) e, sobretudo, como um dos objetivos do Projeto Tablets, computadores e laptops: análise sobre políticas e aspectos pedagógicos da inserção de novas tecnologias na escola . Para tanto, esta pesquisa foi financiada com uma bolsa de doutorado com recursos do Programa Observatório da Educação (OBEDUC) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), e desenvolvida no PPGE da UDESC no âmbito da linha de pesquisa, Educação, Comunicação e Tecnologia. Assim, a pesquisa é resultado da imersão/observação de um ano e meio na escola para realizar um mapeamento etnográfico de abordagem qualitativa que se inicia de modo exploratório, tendo como fontes primárias, a aplicação de questionário, seguida de observação-participante e entrevista. Como fontes secundárias, fez-se uso dos registros de ações e projetos do OBEDUC/OPE realizados na própria escola. O alicerce teórico problematiza, principalmente, aspectos relacionados aos usos pedagógicos das TD, aos processos de ensinar e aprender com TD, à fluência digital, à apropriação tecnológica e à consciência do professor. Os resultados apontam que os professores, de modo geral, são usuários moderados de TD em sua vida pessoal e pouco usuários na cultura escolar, principalmente, para ensinar os conteúdos curriculares em função de vários impedimentos, em que a falta de confiança e a insegurança se sobrepõem. São lógicas de uso que se estabelecem, diferentemente, na vida pessoal e na escola porque os objetivos de uso não são iguais. Os dados ainda mostram o uso das TD na sala de aula como recurso de exposição, entretenimento, diversificação, complementação e ocupação do tempo da aula. Além disso, os professores afirmam que as TD dão mais trabalho pedagógico e por isso necessitam de mais formação que ora oscila entre a técnica, ora na didático-pedagógica para lidar com as TD. Como tese, defendo a ideia de apropriação tecnológica dos professores por meio da fluência digital para que se sintam mais confiantes e seguros e, assim, usem mais as TD nas suas práticas escolares, ressaltando a importância da sua tomada de consciência para o reconhecimento da importância dos conhecimentos tecnológicos entre os saberes pedagógicos nos processos formativos.
Palavras-chave: Tecnologia educacional
Professores - Formação
Prática de ensino
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Educação
Programa: Doutorado em Educação
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/649
Data de defesa: 10-Nov-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
125262.pdf3 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.