Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/639
Tipo do documento: Tese
Título: Atividade física na adolescência: influência da motivação e dos fatores associados
Título(s) alternativo(s): Physical activity during adolescence: influence of motivation and associated factors
Autor: Viana, Maick da Silveira 
Primeiro orientador: Andrade, Alexandro
Resumo: Baseada na Teoria da Autodeterminação, esta tese teve por objetivo analisar as relações entre a motivação e os fatores associados à prática de atividades físicas de adolescentes, identificando como a interação entre estas variáveis influencia o envolvimento dos adolescentes com a prática de atividades físicas. Para tal, foram realizados três estudos de revisão de literatura e quatro empíricos. As revisões sistemáticas da literatura seguiram os critérios da Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses. Quanto aos empíricos, tratam-se de um estudo de validação, realizado com amostra específica, e outros três epidemiológicos. A população investigada é composta por adolescentes de 14 a 19 anos, estudantes do 9º ano do ensino fundamental ao 3º do ensino médio de escolas públicas estaduais administradas pela Gerência de Educação da Grande Florianópolis/SC. Compuseram a amostra 2.285 estudantes da região investigada (3,8% de perda de questionários), sendo 1.224 (53,6%) meninas e 1.061 (46,4%) meninos. Utilizou-se um questionário on-line respondido na própria escola. Foram coletadas informações relacionadas a fatores demográficos, socioeconômicos, ambientais, escolares, psicossociais, comportamentais e físicos. A prática de atividades físicas foi verificada por meio de um questionário de avaliação dos estágios de mudança de comportamento, e a motivação para a prática com o Behavioral Regulation in Exercise Questionnaire - 2. Os dados foram analisados no programa Statistical Package for Social Sciences SPSS® versão 20.0. Meninos foram mais ativos do que as meninas. Após ajustes os fatores associados à prática de atividades físicas, independente do sexo, foram os relacionamentos interpessoais, autoavaliação das experiências com as práticas de atividades físicas e percepção sobre as capacidades físicas. Exclusivamente para as meninas estiveram associados a escolaridade, estados de humor e deslocamento ativo para a escola. Experiências vivenciadas com as práticas de atividades físicas pelas meninas foi o único fator que permaneceu associado à prática de atividades físicas quando considerada sua interação com o perfil motivacional. Quanto às regulações motivacionais, estiveram associadas à maior parte dos fatores investigados, e adolescentes com perfil autodeterminado praticavam mais atividades físicas do que aqueles regulados externamente ou com baixa motivação. Na análise ajustada, o perfil motivacional das adolescentes se associou à prática de atividades físicas independente da interação com série e turno de estudo, qualidade dos relacionamentos interpessoais e transporte ativo para a escola. Para os meninos, a motivação perdeu significância em todos os casos. Os resultados confirmam a importância das motivações autodeterminadas para a aderência à prática de atividades físicas e o valor de experiências positivas. Estratégias que busquem aumentar a atividade física dos adolescentes devem fomentar motivações autodeterminadas.
Abstract: Based on the Self-Determination Theory, this thesis aimed to assess the relationships among motivation and the factors associated to the practice of physical activities by adolescents, identifying how the interaction among these variables influences the involvement of adolescents with the practice of physical activities. In addition, to this end, three studies of literature review and four empirical studies have been performed. The systematic reviews of literature followed the criteria of Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses. With regard to the empirical studies, they are one validation study, performed with a specific sample, and other three epidemiologic studies. The investigated population is compound by adolescents from 14 to 19 years old, students from the 9th grade of junior high school and the 3rd grade of high school in public state schools managed by Gerência de Educação da Grande Florianópolis/SC (Education Management in the Greater Florianópolis Area). The sample was compound with 2,285 students from the analyzed region (3.8% of questionnaire loss), with 1,224 (53.6%) females and 1,061 (46.4%) males. An online questionnaire was used and answered in the school facilities. Information about demographic, socioeconomic, environmental, educational, psychosocial, behavioral and physical factors have been collected. The practice of physical activities was verified through a questionnaire about stages of behavioral changes, and the motivation for the practice with the Behavioral Regulation in Exercise Questionnaire - 2. Data were analyzed in the program Statistical Package for Social Sciences SPSS® version 20.0. Males were more active than females. After adjustments, the factors associated to the practice of physical activities, regardless of gender, were interpersonal relationships, self-assessment on the experiences with the practice of physical activities and perception over the physical capabilities. Exclusively for females, factors such as level of education, mood and active travelling to school were associated. Experiences with the practice of physical activities by females was the only factor that remained associated with the practice of physical activities when its interaction with motivational profile was considered. Regarding the motivational regulations, they were associated to most of the investigated factors, and adolescents with self-determined profile practiced more physical activities than the ones externally regulated or with low motivation. In the adjusted analysis, the motivational profile of adolescents was associated to the practice of physical activities, regardless of grade and shift, quality of interpersonal relationships and active travelling to school. For males, motivation lost significance in all cases. The results confirm the importance of self-determined motivations to the adoption of the practice of physical activities and the value of positive experiences. Strategies that aim to increase physical activities among adolescents should stimulate self-determined motivations.
Palavras-chave: atividade física
motivação
adolescentes
escolares
teoria da autodeterminação
fatores associados
physical activity
motivation
adolescents
scholars
self-determination theory
associated factors
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciência do Movimento Humano
Programa: Doutorado em Ciências do Movimento Humano
Citação: VIANA, Maick da Silveira. Physical activity during adolescence: influence of motivation and associated factors. 2014. 1 f. Tese (Doutorado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/639
Data de defesa: 6-Mar-2014
Aparece nas coleções:Doutorado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Maick da Silveira Viana_Resumo Tese.pdf16,89 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.