Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/631
Tipo do documento: Tese
Título: Espaços públicos para a prática de atividade física : o caso das academias da melhor idade de Joinville-SC
Título(s) alternativo(s): Public facilities for physical activity practice: the academy of the best age case from Joinville-SC
Autor: Salin, Mauren da Silva 
Primeiro orientador: Mazo, Giovana Zarpellon
Resumo: Este estudo objetivou analisar a percepção dos idosos participantes da Academia da Melhor Idade (AMI) de Joinville, SC, quanto aos motivos de ingresso e permanência, nível de atividade física (NAF) e serviços prestados. Trata-se de um estudo epidemiológico, transversal e descritivo. Participaram 255 idosos, ambos os sexos, frequentadores de 17 AMIs. Os instrumentos utilizados foram: ficha diagnóstica, entrevista semiestruturada sobre motivos; satisfação e sugestões. Aplicou-se o IPAQ, adaptado para idosos, para avaliar o NAF. Para análise dos dados utilizou-se estatística descritiva, para variáveis categóricas o Teste Qui-Quadrado e para variáveis numéricas o Teste Kruskal-Wallis. Para a associação das variáveis e o NAF utilizou-se Regressão logística. A maioria dos sujeitos é mulher (62,7%), média de idade 67,75(6,28) anos, 47,2% considera sua saúde boa, porém 72,2% possui alguma doença, destacando a hipertensão arterial (47,5%). Dos idosos, 82,3% estão satisfeitos com os serviços prestados e 55,3% com a infraestrutura. Metade ingressou para melhorar a saúde e 57,3% permanece por sentir-se bem. Cerca de 60% sugeriu ampliação do horário de atendimento, 27,1% sugeriu melhorar a limpeza da praça e 24,7% a instalação de coberturas. A maioria (84,7%) classificou-se como suficientemente ativa. Não houve associação entre dados sociodemográficos e NAF e entre a percepção de saúde e NAF. Observou-se associação entre dores lombares e NAF e entre NAF e estado de saúde dificultar a prática de atividade física (AF). Não houve associação entre a satisfação dos idosos com os serviços prestados e infraestrutura com o NAF. O mesmo ocorreu entre motivos de ingresso e NAF. Observou-se associação entre o motivo permanecer na AMI pela saúde e NAF. Sugestões para aperfeiçoar os serviços prestados não associaram-se ao NAF. Houve associação entre NAF e sugestão instalação de cobertura . Na análise bruta da regressão logística observou-se que não ingressar pelo motivado saúde e considerar o estado de saúde ruim aumentam as chances dos idosos serem insuficientemente ativos. Na análise ajustada, renda entre 2 e 3 salários mínimos e estado de saúde não dificultar a prática de AF são fatores que diminuem as chances dos idosos serem insuficientemente ativos. O estudo da AMI revelou que esse público aderiu à novidade e interessa-se pelo aperfeiçoamento. As condições de saúde e o NAF dos idosos podem melhorar através destes programas, desde que ofereçam infraestrutura e atendimento apropriados. Considera-se o presente estudo um passo inicial em pesquisas relacionadas às academias em espaços públicos para idosos, visto que as ATIs crescem de forma acelerada, assim como o ingresso dos idosos nestas. A revisão de literatura aponta estudos relacionados a parques públicos, percepção do ambiente e AF. Entretanto em relação às ATIs, existem lacunas na literatura. Sugere-se que novos estudos sejam desenvolvidos tanto para avaliar as características, interesses e NAF dos idosos, como verificar o impacto dessas academias na saúde e qualidade de vida desse público.
Abstract: This study aimed the analysis of the elderly perception who participated in the Academy of the Best Age (AMI) from Joinville, SC, related to the enrollment and permanency reasons, the activity level (NAF) and services provided. It´s an epidemiological, crossed and descriptive study. 255 elderly, both genres, goers from 17 AMIs participated. The tools used were: a diagnostic record, a semi structure interview about the reasons, its satisfaction and suggestions. The IPAQ was applied adapted for seniors to evaluate the NAF. To analyze the data, descriptive statistics was used, to the categorical variables, the Qui-Square Test and for the numerical variables the Kruskal-Wallis Test. For the variable associations and the NAF, the Logistic Regression was used. Most of the participants are women (62, 7%) age average 67,75(6,28), from which 47,2% consider their health good however 72,2% have some disease highlighting hypertension (47,5%). From the seniors 82,3% are happy with the services and 55,3% with the infrastructure. Half of them started the program to improve their health and 57,3% went on because they feel well. Around 60% suggested an extension on the opening hours, 27,1% suggested cleaning the park and 24,7% installing roofing. Most of them (84,7%) was categorized as active enough. There was no association among socio demographic data and NAF neither between NAF and that the health condition turns the physical activity (AF) practice difficult. There was no association between the senior s satisfaction and the services and the infrastructure with NAF. The same happened with the enrollment reasons and NAF. There was an association between the reason to stay in AMI due the health and NAF. The suggestions to improve the services were not linked to NAF. There was an association with NAF and suggested roofing . In the logistic regression crude analyses, it was observed that don t enroll due health reason and considering a bad health state enlarged the chances to be not enough active by the elderly. In the adjusted analyses income between 2 or 3 salaries and health status doesn t impair the AF practice are the factors that decrease the seniors chances to be not enough active. The AMI study revealed the public subscribed the novelty and improvement. The elderly health conditions and NAF can improve due these programs, since they offer appropriate infrastructure. The systematic revision shows studies related to public parks, environment perception and AF. However on ATIs, there are blanks in literature. This study is a first step, since ATIs grow and so do the seniors in them. It is suggested that the new studies evaluate the seniors characteristics, interests and NAF as well as the impact of these gyms and the public life quality.
Palavras-chave: academia da melhor idade
idosos
nível de atividade física
percepção
motivos
academias de ginástica
espaços públicos
elderly gym
seniors
physical activity level
perception
reasons
gymnasiums
public spaces
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciência do Movimento Humano
Programa: Doutorado em Ciências do Movimento Humano
Citação: SALIN, Mauren da Silva. Public facilities for physical activity practice: the academy of the best age case from Joinville-SC. 2013. 114 f. Tese (Doutorado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/631
Data de defesa: 28-Fev-2013
Aparece nas coleções:Doutorado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Mauren.pdf2,34 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.