Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/534
Tipo do documento: Tese
Título: Caracterização agronômica de variedades locais de arroz sequeiro para produção de sementes no sistema orgânico
Título(s) alternativo(s): Characterization agronomic of local varieties of upland rice for seed production in organic system
Autor: Bortoli, Janice Regina Gmach 
Primeiro orientador: Coelho, Cileide Maria Medeiros
Resumo: Santa Catarina se caracteriza pela predominância de um modelo de agricultura familiar de pequenas propriedades. As variedades locais exercem um papel fundamental no desenvolvimento de sistemas agroecológicos e da agricultura familiar, pois são capazes de manter produções satisfatórias mesmo em condições ambientais adversas, como as frequentemente encontradas na agricultura familiar. O arroz de sequeiro é cultivado em praticamente todo o Estado e apresenta significativa relevância para a agricultura familiar. A produção é feita com sementes de variedades locais, selecionadas pelos próprios agricultores, destinadas ao consumo familiar e comercialização do excedente. A identificação de variedades locais produtivas, com sementes de qualidade e adaptadas ao local de cultivo, podem se constituir em uma maneira de incentivar e diversificar as oportunidades de rentabilidade desses produtores. Esse trabalho foi desenvolvido com o objetivo de caracterizar e determinar a produtividade no sistema de cultivo orgânico de algumas variedades locais de arroz de sequeiro utilizadas pelos agricultores da região de Campos Novos/SC, bem como caracterizar a qualidade fisiológica e a composição química das sementes dessas variedades e indicar as mais promissoras para este sistema de cultivo, em relação à produtividade, potencial fisiológico de sementes e fornecimento de alimento de qualidade. Foram conduzidos três experimentos no município de Campos Novos, SC, nas safras de 2011/2012 (safra 1), 2012/2013 (safra 2) e 2013/2014 (safra 3) com 11 variedades locais (Agulha, Rosa 15, Mato Grosso, Gomes, Preto, Argentino, Kinsel, Camilo, Piriquito, Casca Roxa e Caipira) e duas variedades comerciais (Primavera e Cambará). Na safra 1, o experimento foi conduzido em cultivo orgânico, em blocos ao acaso, com quatro repetições e nas safras 2 e 3 em cultivo orgânico e convencional em blocos ao acaso no arranjo de parcelas subdivididas. Foram avaliados os estádios fenológicos, caracteres morfológicos e componentes do rendimento da cultura. Após a colheita as sementes foram avaliadas quanto a qualidade fisiológica (vigor e germinação) e composição química. Constatou se diversidade genética entre as variedades para todos os caracteres avaliados. A produtividade média das variedades foi de 2.303 kg ha-1 na safra 1, de 1.711kg ha-1 na safra 2 e de 3.534 kg ha-1 na safra 3. As melhores produtividades foram obtidas onde a semeadura foi mais precoce e a temperatura durante a maturação das sementes se manteve próxima a 20 °C. As variedades, Piriquito, Argentino, Gomes e Kinsel apresentaram produtividade superior a 2.000 kg ha-¹ em todas as safras. As variedades Agulha, Rosa 15, Caipira, Gomes e Argentino produziram sementes com percentual de germinação acima de 80% (padrão para comercialização de sementes de arroz) e alto vigor em todas as safras. As variedades Agulha, Preto, Caipira, Casca Roxa, Primavera e Cambará apresentaram sementes com os maiores teores de proteína bruta, fósforo, potássio, ferro e zinco sendo estas as de melhor composição química. As variedades Gomes e Argentino apresentaram alta produtividade e sementes com alta qualidade fisiológica, sendo estas mais adaptadas à região avaliada e indicadas como promissoras para região sob condições de cultivo orgânico. Devido a ampla diversidade genética observada nenhuma das variedades deve ser descartada, e sim preservadas em função de características que estas possam ter e que devem ser resgatas e avaliadas. Com base nesse trabalho foi possível verificar o potencial dessas variedades na condição de cultivo orgânico e a importância da conservação das variedades como fonte de variabilidade genética
Abstract: Santa Catarina is characterized by the predominance of a model of family agriculture of the small farms. The local varieties exercise a fundamental role in developing agroecological systems and family agriculture, because they are able to maintain satisfactory yields in adverse environmental conditions, such as often found in family agriculture. The upland rice is cultivated on almost all the state and has significant relevance to family agriculture. The production is made with seeds of local varieties selected by farmers, destined in their majority consumption by the family and sales only the surplus. The identification of the productive local varieties of upland rice with quality of seeds and adapted to the place of cultivation could be constitute a way to stimulate and diversify opportunities return these farmers. Within this context, this work was developed aiming to characterize and determine the productivity in organic farming system of some local varieties of upland rice used by farmers in the region of the Campos Novos/SC as well as to characterize the physiological quality and the chemical composition of the seeds of these varieties to indicate the most promising for this cultivation system, in relation to productivity, physiological potential seeds and providing quality food. Three experiments have been conducted in the municipality of Campos Novos/SC, in seasons of 2011/2012 (season 1), 2012/2013 (season 2) and 2013/2014 (season 3) with 11 local varieties of upland rice (Agulha, Rosa 15, Mato Grosso, Gomes, Preto, Argentino, Kinsel, Camilo, Piriquito, Casca Roxa and Caipira) and two commercial varieties (Primavera and Cambará). In the first season, the experiment was conducted in organic farming system in randomized blocks with four replications and the second and third season in organic and conventional farming system in randomized blocks the using split plots. In the field were evaluated the phenological stages, morphological characteristics and yield components of culture. After harvesting the the seeds were evaluated for seed quality (germination and vigor) and chemical composition. Is found genetic diversity among the varieties for all traits. The varieties showed mean productivity of 2.303 kg ha-1 in the first season; 1.711kg ha -1 in the second season; 3.534 kg ha-1 in the third season, and the highest yield was obtained where the sowing was earlier and the temperature during seed maturation was maintained near to 20 °C. The varieties Piriquito, Argentino, Gomes and Kinsel produced more than 2.000 kg ha-¹ in all seasons. The varieties Agulha, Rosa 15, Caipira, Gomes and Argentino have produced seeds with germination percentage above 80% (standard for marketing rice seed) and high vigor in the three seasons and two the cultivation systems evaluated. The varieties Agulha, Preto, Caipira, Casca Roxa, Primavera and Cambará had seeds with higher contents crude protein, phosphorus, potassium, iron and zinc these being the best chemical composition. The Gomes and Argentino varieties showed high productivity and seeds with high physiological quality, which are more adapted the region evaluated and indicated as promising for the region under organic growing conditions. Because ample genetic diversity observed none of the varieties should be discarded, but preserved due to other characteristics of these varieties may be and which must be searched and evaluated. Based on this work was possible to verify the potential of these varieties in the organic farming system conditions and the importance of conservation of varieties as genetic variability source
Palavras-chave: Oryza sativa L.
Vvriabilidade genética
potencial fisiológico
Oryza sativa L.
genetic diversity
physiological quality
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Doutorado em Produção Vegetal
Citação: BORTOLI, Janice Regina Gmach. Characterization agronomic of local varieties of upland rice for seed production in organic system. 2015. 160 f. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/534
Data de defesa: 3-Ago-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV15DA027.pdf2,57 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.