Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/528
Tipo do documento: Tese
Título: Qualidade pós-colheita de peras Rocha armazenadas em atmosfera controlada e a relação do escurecimento da polpa com a composição mineral dos frutos
Título(s) alternativo(s): Postharvest quality of Rocha pears stored in controlled atmosphere and relationship of browning disorders with mineral composition of fruits
Autor: Martin, Mariuccia Schlichting de 
Primeiro orientador: Steffens, Cristiano André
Resumo: Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de condições de atmosfera controlada (AC) sobre a qualidade de peras Rocha , bem como a relação da composição mineral da polpa com a incidência de escurecimento de polpa nos frutos. Foram realizados dois experimentos, onde no primeiro experimento objetivou-se avaliar o efeito de diferentes condições de atmosfera controlada (AC) sobre a qualidade de peras Rocha produzidas na região Sul do Brasil. Na safra 2012/2013, peras Rocha foram colhidas durante a maturação comercial no município de Vacaria, RS, e submetidos a cinco diferentes condições de AC, sendo elas: 0,5 kPa O2+<0,03 kPa CO2; 1,0 kPa O2+<0,03 kPa CO2; 1,0 kPa O2+1,0 kPa CO2; 1,0 kPa O2+2,0 kPa CO2; e 1,0 kPa O2+3,0 kPa CO2. Os frutos permaneceram armazenados durante nove meses sob temperatura de -0,5±0,1ºC e UR de 96±2%. Os frutos foram avaliados em relação às taxas respiratória e de produção de etileno, cor da casca (h º), firmeza de polpa, atributos de textura, acidez titulável (AT), teor de sólidos solúveis (SS), análises sensoriais, incidência e severidade de escurecimento de polpa, cor da polpa (L) e incidência de podridões. O segundo experimento teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes condições de AC sobre ocorrência de escurecimento de polpa em peras Rocha , bem como identificar os teores minerais associados à ocorrência de escurecimento de polpa e verificar quais os atributos minerais que melhor discriminam os frutos quanto à suscetibilidade a esse distúrbio. Para esse experimento, os frutos foram colhidos e armazenados durante nove meses de acordo com as mesmas condições de AC descritas para o experimento anterior. Posteriormente, os mesmos foram avaliados com relação à incidência e severidade de escurecimento de polpa sendo, em seguida, separados em dois grupos: com e sem incidência de escurecimento de polpa. Após a separação, a polpa dos frutos foi avaliada com relação aos teores minerais de Ca, Mg, K, N e suas relações. A condição de AC de 1,0 kPa O2+<0,03 kPa CO2 proporcionou menor perda de firmeza de polpa e coloração da casca mais amarelada em relação às demais condições avaliadas. Não houve diferenças em relação aos atributos sensoriais, ao teor de SS e à AT dos frutos. A condição de 1,0 kPa O2+3,0 kPa CO2 apresentou maior incidência (48%) e severidade de escurecimento de polpa, em relação às demais condições de armazenamento. As condições de AC de 0,5 kPa O2 + <0,03 kPa CO2 e 1,0 kPa O 2+ 1,0 kPa CO2 foram as mais indicadas para o armazenamento de peras Rocha , uma vez que as mesmas propiciaram amadurecimento adequado dos frutos sem, contudo, proporcionar aumento na incidência ou severidade de escurecimento de polpa. Frutos sem incidência de escurecimento de polpa apresentaram teores mais elevados de Ca, bem como menores teores de K e menores relações K/Ca, Mg/Ca e N/Ca, comparativamente a frutos com incidência do distúrbio. A relação K/Ca foi o atributo mineral que melhor discriminou peras Rocha com e sem incidência de escurecimento de polpa e, portanto, frutos com menor relação K/Ca apresentam menor suscetibilidade ao desenvolvimento do distúrbio
Abstract: This study aimed to evaluate the effect of controlled atmospherre (CA) conditions on Rocha pears quality, as well as the relationship of the mineral composition of the flesh with browning disorders incidence in fruits. Two experiments were conducted. The first experimente aimed to evaluate the effect of diferente CA conditions on quality of Rocha pears geown in Southern Brazil. In 2012/2013 season Rocha pears were harvested at comercial maturity in Vacaria, RS, and submitted to five diferente CA conditions, as follws: 0.5 kPa 02 + &#706;0.03 kPa CO2; 1.0 kPa O2 + &#706;0.03 kPa CO2; 1.0 kPa O2 + 1.0 kPa CO2; 1.0 kPa + 2;0 kPa CO2; e 1.0 kPa O2 + 3.0 kPa CO2. The fruits were stored for nine months at -0.5 ± 0.1°C and 96 ± 2% RH. The fruits were evaluated regarding to respiratory rate, ethylene production, skin color (h°), flesh firmness, texture atributes, titratable acidity (TA), soluble solids concetration (SSC), sensory analysis, incidence and severity of browining disorders, flesh color (L) and decay incidence. The second experimente aimed to evaluate the effect of diferente CA conditions on browing disorders ocurrence in Rocha pears, as well as identify the mineral contente associated with the incidence of browning disorders and determine which minerals atributes that best discriminate fruits for susceptibility to this physiological disorder. For this experimente, the fruit were harvested and stored for nine months according to the same CA conditions described for the previous experimente. Subsequently, they were evaluated for browning disorders incidence and severity, and then separated into two groups; with and without browning disorders incidence. After separation, the flesh the fruits were evaluated regarding to mineral Ca, Mg, K, N contend and their ratios. The fruits stored at 1.0 kPa O2 + &#706; 0.03 kPa CO2 showed a lower loss of firmness and yellower skin compared to other evaluated conditions. There were no diferences in sensory atributes, SSC and TA of the fruits. The condition of 1.0 kPa O2 + 3.0 kPa showed the highest incidence (48%) and severity of browning disorders, compared to other storage conditions. The CA conditions of 0.5 kPa O2 + &#706; 0.03 kPa CO2 and 1.0 kPa O2 + 1.0 kPa CO2 were the most appropriated for Rocha pears storage, since they have provide adequate ripening to fruit without, however, incresead browning disorders incidence or severity. Pears without browning disorders had higher Ca contente, as well as lower L leverls and lower K/Ca, Mg/Ca and N/Ca ratios, compared to fruits with disorder incidence. The K/Ca ratio was the mineral atribute that best discriminate rocha pears with or without browning disorders and, therefore, fruit with lower K/Ca ratio show less susceptibility to browning disorders
Palavras-chave: Pyrus communis
armazenamento
pós-colheita
amadurecimento
distúrbio fisiológico
teores minerais
Pyrus communis
storage
postharvest
ripening
physiological disorder
mineral content
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Doutorado em Produção Vegetal
Citação: MARTIN, Mariuccia Schlichting de. Postharvest quality of Rocha pears stored in controlled atmosphere and relationship of browning disorders with mineral composition of fruits. 2015. 90 f. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/528
Data de defesa: 9-Jul-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV15DA020.pdf857,98 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.