Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/517
Tipo do documento: Tese
Título: Seleção de genótipos de Pyrus communis L. com potencial para portaenxerto e desenvolvimento de protocolo de micropropagação
Título(s) alternativo(s): Genotype selection of Pyrus communis L. with rootstock potencial and development of a micropropagation protocol
Autor: Grimaldi, Fernanda 
Primeiro orientador: Rufato, Leo
Resumo: O desenvolvimento de um programa de melhoramento para a cultura da pereira é de grande importância para a expansão da cultura e a criação/seleção de novos portaenxertos com características de interesse é capaz de impulsionar sua produtividade. Diante disto o objetivo principal deste trabalho foi selecionar novos genótipos de portaenxertos originários de seedlings de Pyrus communis L. que confiram menor vigor às plantas, e desenvolver um protocolo de micropropagação para estes genótipos, visando à sustentabilidade da cultura da pereira no sul do Brasil. Os experimentos foram conduzidos no Centro de Ciências Agroveterinárias da Universidade do Estado de Santa Catarina (CAV/UDESC). Foram utilizadas para os experimentos plantas da espécie Pyrus communis L. com potencial de portaenxerto para a cultura da pereira. O delineamento experimental utilizados foi inteiramente casualizado, as variáveis avaliadas foram: altura de planta, diâmetro do caule, número de gemas, número e comprimento de ramos do ano, número de lenticelas (artigo I) contaminação bacteriana, contaminação fúngica, sobrevivência de explantes (artigo II) número e comprimento de brotos, número de gemas, número de folhas, percentagem de enraizamento, número e comprimento de raiz, comprimento de parte aérea, intensidade de calo, sobrevivência de explantes (artigo III) produção de AIA, percentagem de enraizamento, número e comprimento de raiz, comprimento de parte aérea e intensidade de calo (artigo IV). Os genótipos 409, 548, 570 e 577 se mantiveram constantes no grupo de vigor médio e foram selecionados para a micropropagação, a fim de avaliar seu potencial em condições de pomar. No estabelecimento in vitro o PPM é um biocida eficaz no controle de contaminações microbianas e em baixas concentrações não afeta a sobrevivência do explante. A assepsia com álcool 70% + hipoclorito de sódio 2,5% + PPM 2 mL L-1 no meio de cultura é eficaz para explantes oriundos de plantas matrizes acondicionadas em câmara de crescimento e as assepsias PPM 5% e PPM 5% + PPM 2 mL L-1 no meio de cultura são eficazes para explantes oriundos de plantas do campo. O meio QL modificado acrescido de 3,5 mL L-1 de BAP apresentou maior multiplicação dos explantes durante o estádio de multiplicação in vitro. O meio QL modificado acrescido de AIB na faixa entre 1,0 e 1,5 mg L-1 apresentou melhor enraizamento in vitro durante o estádio de enraizamento. Maior sobrevivência foi verificada na aclimatização em copos transparentes com tampa, contendo a mistura substrato comercial + vermiculita + fibra de coco (2:2:1). Os explantes de Pyrus communis L. devem ser aclimatizados 60 dias após o enraizamento in vitro, possuindo raízes com até 30 mm. Conclui-se que foi possível selecionar genótipos com características superiores dentro da população de portaenxerto de Pyrus communis L., bem como, foi possível desenvolver um protocolo de micropropagação para as seleções
Abstract: The development of a breeding program for the pear culture has great importance to the expansion of the culture and the creation/selection of new rootstocks with traits of interest is able to impulse its productivity. Thus, main objective of this study was to select new genotypes from rootstocks seedlings of Pyrus communis L. providing plants of low vigor, and to develop a micropropagation protocol for these genotypes, aiming at sustainability of the pear culture in southern Brazil. The experiments were conducted at the Agroveterinaries Sciences Center at University of Santa Catarina State (CAV / UDESC). Plants used for the experiments were Pyrus communis L. with potential as rootstock for pear culture. The experimental design was completely randomized and the variables evaluated were: plant height, trunk diameter, bud number, branches of the year number and height, lenticels number (paper I) bacterial contamination, fungal contamination, explant survival (paper II) shoots number and height, bud number, leaf number, rooting percentage, root number and height, shoot height, callus intensity, explant survival (paper III) IAA production, rooting percentage, root number and height, shoot height and callus intensity (paper IV). Genotypes 409, 548, 570 and 577 remained constant in the group of medium vigor and were selected for micropropagation, in order to assess its potential in orchard conditions. At the in vitro establishment PPM is an effective biocide for controlling microbial contamination and in low concentrations do not affect survival of the explant. The asepsis with alcohol 70% + sodium hypochlorite 2,5% + PPM 2 mL L-1 in media culture is effective for explants derived from mother plants placed in a growth chamber and the asepsis with PPM 5% and PPM 5 % + PPM 2 mL L-1 in media culture are effective in explants derived from field mother plants. The QL modified medium plus 3,5 mL L-1 BAP showed higher multiplication of explants during the stage of in vitro multiplication. The QL modified medium with IBA in the range between 1,0 and 1,5 mL-1 showed better rooting during the rooting stage. The longest survival of explants was observed in the acclimatization using transparent cups with lid, containing the mix commercial substrate + vermiculite + coconut fiber (2:2:1). The explants of Pyrus communis L. should be acclimated 60 days after in vitro rooting having roots up to 30 mm. It was concluded that it was possible to select genotypes with superior characteristics within the population of Pyrus communis L. rootstocks, and it was possible to develop a micropropagation protocol for selections
Palavras-chave: pereira comum
melhoramento vegetal
propagação in vitro
reguladores de crescimento
common pear
plant breeding
in vitro propagation
growth regulators
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Doutorado em Produção Vegetal
Citação: GRIMALDI, Fernanda. Genotype selection of Pyrus communis L. with rootstock potencial and development of a micropropagation protocol. 2014. 128 f. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/517
Data de defesa: 30-Jul-2014
Aparece nas coleções:Doutorado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV14DA008.pdf1,48 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.