Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/513
Tipo do documento: Tese
Título: Caracterização ecológica de populações naturais de Podocarpus lambertii Klotzsch em ambientes fragmentados do Planalto Serrano
Título(s) alternativo(s): Ecological characterization of natural populations of Podocarpus lambertii Klotzsch in fragmented environments of the Planalto Serrano
Autor: Manfredi, Silvana 
Primeiro orientador: Mantovani, Adelar
Resumo: Esta pesquisa foi inspirada na concepção de trabalho do Grupo de Pesquisa em Uso e Conservação de Recursos Florestais, o qual considera que devido à complexidade da Floresta Ombrófila Mista (FOM), há necessidade da condução de pesquisas acerca da ecologia das populações que compõem essa fitofisionomia. Nesse sentido, Podocarpus lambertii Klotzsch (pinheiro-bravo) é uma espécie que aparece em alta frequência nos estudos de comunidades, além de ser uma das duas gimnospermas nativas no Sul do Brasil. Para entendimento da ecologia do pinheiro-bravo, a pesquisa e os resultados foram organizados em quatro etapas: I - estudos em nível de comunidade, visando identificar similaridades florísticas entre os locais de estudo do Planalto Serrano: Bom Jardim da Serra, Lages (localidade de Coxilha Rica) e São José do Cerrito, bem como, entre setores (transição floresta e campo - FOM/CAM, transição floresta e banhado FOM/BAN e interior do fragmento de floresta - FOM) que, aparentemente, compõe os capões característicos dessa fitofisionomia; II - descrição da estrutura dessas populações e das variáveis ambientais com influências sobre as mesmas, em todas as classes de desenvolvimento; III - identificação de condições ambientais preferenciais ao ingresso e sobrevivência da regeneração e IV - descrição de eventos fenológicos observados em indivíduos adultos. Para tal foram alocadas três parcelas permanentes de 50x50m, divididas em subparcelas de 10x10m em cada local, nas quais todos os indivíduos de pinheiro-bravo foram marcados e avaliados em 2011, sendo a regeneração reavaliada em 2013. Aspectos reprodutivos foram investigados em 10 plantas femininas e 10 plantas masculinas. Os resultados observados permitiram concluir que: i. Ocorre diferença florística entre os locais de estudo. Dentro dos locais a composição florística dos setores de transição FOM/CAM e FOM/BAN é similar. As espécies indicadoras dos setores, para cada local, não coincidem; ii. todas as populações assumiram o padrão diamétrico de J invertido e o mesmo foi observado dentro de todas as parcelas, com distribuição agregada somente em uma parcela. Sendo que a regeneração se concentrou principalmente nas bordas das parcelas, em ambientes de maior declividade e pedregosidade. Os adultos se concentram em solos de baixada, mais úmidos e profundos; iii. o ambiente preferencial para a regeneração demonstrou ser aqueles com declividade superior a 7,8%, onde os solos são mais profundos (PR>24 cm), mais úmidos e de melhor drenagem porque estão em encosta, menos resistentes à penetração e com teor de matéria orgânica inferior a 6,65%; e iv. a diferenciação dos estróbilos masculinos inicia-se em novembro de um ano e a liberação do pólen ocorre em novembro do ano seguinte, sendo que os mesmos estão presentes ao longo de todo o ano em desenvolvimento; a diferenciação dos estróbilos femininos inicia-se, em novembro, no interior da brotação terminal, de forma sincronizada com a liberação do pólen. A dispersão das sementes ocorre em abril, quando o pedúnculo carnoso apresenta-se com coloração escura
Abstract: This study was inspired by the work concept from the Research Group on Conservation and Use of Forest Resources, which considers that due to the complexity of the Araucaria Forest (FOM), there is a need for conducting population ecology research that comprises this vegetation type. Thus, the species, Podocarpus lambertii, appears in high frequency in community studies, besides being one of the two native gymnosperms. In order to investigate the ecology of this species, whose common name is pinheiro-bravo (literal translation: wild pine), the research and results were organized into four phases. First phase included studies at the community level, to identify floristic similarities between the study sites in Planalto Serrano (Bom Jardim da Serra, Lages (locality Coxilha Rica) and São José do Cerrito), as well as between sections, (forest to field transitions - FOM/CAM, forest to marsh transitions FOM/BAN and interior forest fragment - FOM), which apparently compose the characteristic clumps of this vegetation type. Phase two was the description of the population structures and environmental variables that influence the populations, in all development stages. The third phase identified the preferred environmental conditions for regeneration entry and survival. The fourth and final stage was the description of phenological 16 17 events observed in adult individuals. In order to carry out this research three permanent 50x50m plots, divided into subplots of 10x10m were established in each location, where all the pinheiro-bravo individuals were marked and evaluated in 2011, and the regeneration was re-evaluated in 2013. Reproductive aspects were investigated in ten female plants and ten male plants. First, the observed results concluded that there are floristic differences between the study locations. The local floristic composition of the transition sections FOM/CAM and FOM/BAN are similar. The indicator species for each location do not coincide. Secondly, the results showed that all populations assumed an inverted J diametric pattern, the same was observed for all plots, with aggregated distribution only occurring within one plot. The regeneration was focused mainly on plot edges in environments with greater steepness and stoniness. The adults are concentrated in lowland soils, which are more humid and deep. Third result shows that the preferred environment for the regeneration is a slope superior to 7.8%, where soils are deeper (PR>24 cm), more humid and have better drainage since they are sloped, the soils are less resistant to penetration and have an organic matter content lower than 6.65%; Lastly, the fourth result shows that the differentiation of male strobili begins in November of one year and the pollen liberation occurs in the following year, and these are found present throughout the year in development. The female strobili differentiation begins in November, in the interior terminal bud, synchronously with the release of the pollen. Seed dispersal occurs in April, when the fleshly stalk shows dark coloring
Palavras-chave: floresta ombrófila mista
ecologia florestal
pinheiro
araucaria forest
forest ecology
pine
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Doutorado em Produção Vegetal
Citação: MANFREDI, Silvana. Ecological characterization of natural populations of Podocarpus lambertii Klotzsch in fragmented environments of the Planalto Serrano. 2014. 136 f. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/513
Data de defesa: 29-Ago-2014
Aparece nas coleções:Doutorado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV14DA004.pdf1,87 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.