Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/511
Tipo do documento: Tese
Título: Inóculo na semente, transmissão de Bipolaris sorokiniana e Drechslera teres e desenvolvimento de epidemia em cevada
Título(s) alternativo(s): Seed inoculum, Bipolaris sorokiniana and Drechslera teres transmission and barley epidemic development
Autor: Agostinetto, Lenita 
Primeiro orientador: Casa, Ricardo Trezzi
Resumo: A mancha-marrom (Bipolaris sorokiniana) e a mancha-em-rede (Drechslera teres) são as principais doenças fúngicas foliares da cevada no sul do Brasil. Os objetivos foram: quantificar a sobrevivência e a viabilidade de B. sorokiniana e D. teres em sementes de cevada durante a entressafra e verificar o efeito de diferentes tratamentos de sementes de cevada na transmissão dos fungos para a parte aérea das plantas, na população de plantas emersas, na intensidade da mancha marrom e da mancha-em-rede, na produtividade, na sanidade de sementes colhidas e no número de conídios capturados no ar. Foram utilizadas sementes de cevada de seis cultivares oriundas de quatro regiões para a análise de viabilidade. Os testes de sanidade foram desenvolvidos durante dez meses. Amostras de 400 sementes foram desinfestadas em hipoclorito de sódio (4%) e água destilada esterilizada, distribuídas em meio de cultura Batata-Dextrose-Ágar e encubadas em câmara de crescimento durante sete a dez dias. Os experimentos de campo foram conduzidos em 2012 e 2013 em duas épocas de semeadura e duas cultivares. Os tratamentos utilizados foram: testemunha (sem tratamento fungicida de sementes), tratamento comercial e tratamentos adicionais testados em laboratório. O modelo experimental foi em blocos casualisados e quatro repetições. O número de plantas sintomáticas com mancha marrom e mancha-em-rede foi quantificado em intervalos de cinco a sete dias até 40 dias após a semeadura. A incidência e a severidade foliar foram quantificadas desde os 40 até os 95 dias após a semeadura em dez perfilhos coletados ao acaso de cada parcela. Foram instalados coletores de esporos tipo cata-vento contendo lâmina de microscopia untada com mistura de fenol+hexano+vaselina+parafina. As lâminas foram trocadas semanalmente, e os coletores permaneceram no campo até o espigamento das plantas. Na colheita, foi quantificado rendimento de grãos, classificação e massa de mil grãos. As sementes colhidas foram submetidas ao teste de sanidade de sementes. Houve redução da incidência e da viabilidade de B. sorokiniana e D. teres com o armazenamento. A redução média viabilidade de B. sorokiniana e D. teres foi de 27% e 30% na entressafra, respectivamente. Nenhum dos tratamentos erradicou os fungos simultaneamente das sementes e possibilitaram transmissão para a parte aérea as plantas. O tratamento comercial de sementes não foi eficiente na erradicação dos patógenos com transmissão para a parte aérea de até 90%. Tratamentos de sementes adicionais reduziram a transmissão dos fungos em até 89%. O tratamento comercial de sementes antecipou as doenças foliares com AACPS de até 519,0 de mancha em rede e 139,0 de mancha marrom. O tratamento de semente mais eficiente (triadimenol + difenoconazol + carbendazim + tiametoxan) reduziu a AACPS das doenças em 11,4 e 120,5, respectivamente. A maior captura de conídios no ar dos fungos ocorreu nas plantas submetidas ao tratamento comercial de sementes havendo correlação positiva e significativa (r = 0,89 B. sorokiniana e r = 0,70 D. teres) entre número de conídios no ar e severidade das doenças. O tratamento de semente utilizado influenciou a qualidade sanitária das sementes de cevada produzidas, com correlação significativa e positiva (r=0,99) entre AACPS da mancha marrom e da mancha-em-rede e incidência de B. sorokiniana e D. teres nas sementes colhidas. O tratamento comercial de sementes não reduziu o inóculo de B. sorokiniana e D. teres das sementes de cevada, antecipa a epidemia da mancha marrom e mancha-em-rede e aumenta custo de produção. Os demais tratamentos apesar de não erradicar os fungos, retardam as doenças e aumentam o lucro do agricultor
Abstract: Brown spot (Bipolaris sorokiniana) and net blotch (Drechslera teres) are the main foliar diseases of barley in southern of Brazil. The objectives of this study were to evaluate the survival and viability of B. sorokiniana and D. teres on barley seeds during the off seasons and verify the influence of different barley seed treatments on: a. The fungi transmission to plants; b. The population of emerged plants; c. The brown spot and net-blotch intensity; d. The productivity; e. The seed health and f. the number of captured spores in the air. Barley seeds of six cultivars from four regions were used for viability analysis. Seed sanity tests were developed during ten months. Samples of 400 seeds were disinfected by sodium hypochlorite (4%) and whashed by sterile distilled water. The samples were plated in the Potato Dextrose Agar medium and incubated in growth chamber for seven to ten days. Field experiments were carried out with two barley cultivars sowed in two different dates of 2012 and 2013 growing season. The experiments were performed with treatments, control (without fungicide seed treatment), commercial treatment and additional laboratory treatments. The experiments were conducted in a randomized block design with four replications. The number of symptomatic plants with brown spot and net-blotch diseases was assessed from five to seven days intervals during 40 days. The incidence and severity foliar were quantified from 40 to 95 days after sowing in ten tillers randomly per plot. Collectors spores like windmill with microscope slide smeared with a mixture of phenol + hexane + Vaseline + paraffin were installed in the field. The microscope slides were changed weekly, and the collectors remained in the field up to the 38 plant ear emergence. Grain yield, grain classification and thousand kernels was assessed during the harvest and the seeds submitted to pathology test. The incidence and viability of B. sorokiniana and D. teres reduced with the storage. The viability average reduction of B. sorokiniana and D. teres was 27% and 30% in the off season, respectively. None of the simultaneus seed treatments eradicated the fungi. Seed treatments allowed fungi transmission to the plant leaves. Seeds commercial treatment was not effective in the fungi eradication, allowing up to 90% transmission to plants. Additional seed treatments reduced up tp 89% the fungi transmission. Commercial seed treatment showed the AUDPCS of 519.0 and 139.0 for net blotch and brown spot, respectively. The most efficient seed treatment was triadimenol + difenoconazol + carbendazim + thiamethoxam, reducing the B. sorokiniana and D. teres AUSPC in 11.4 and 120.5, respectively. The highest fungi conidia capturing occurred in field under commercial treatment seeds. There was a positive and significant correlation (r = 0.89 B. sorokiniana and r = 0.70 D. teres) between the number of spores in the air and severity. Seed treatment influenced the sanitary quality of barley seeds. There is a significant and positive correlation (r = 0.99) between the brown spot and net-blotch AUDPC and the incidence of B. sorokiniana and D. teres in the harvested seed. Commercial seed treatment did not reduce the B. sorokiniana and D. teres inocula in barley seeds. Additional, commercial seed treatment anticipated the begining of brown spot and net blotch epidemic, increasing yield costs. All other treatments did not eradicate the fungi. However, they delayed the bigining of diseases, enabling the farmer profit increase
Palavras-chave: Hordeum vulgare
mancha-em-rede
mancha marrom
transmissão
tratamento de sementes
brown spot
Hordeum vulgare
net blotch
seed treatment
transmission
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Doutorado em Produção Vegetal
Citação: AGOSTINETTO, Lenita. Seed inoculum, Bipolaris sorokiniana and Drechslera teres transmission and barley epidemic development. 2014. 24 f. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/511
Data de defesa: 28-Abr-2014
Aparece nas coleções:Doutorado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV14DA002.pdf373,32 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.