Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/463
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeito do tratamento com exercício físico na capacidade funcional em tabagistas com doença arterial coronariana
Título(s) alternativo(s): Effect of treatment on exercise capacity in funcional in smohing with coronary artery disease
Autor: Garcia, Roberto Carlos Barrera 
Primeiro orientador: Benetti, Magnus
Resumo: O tabagismo é identificado como fator de risco entre seis das oito principais causas de morte no mundo, com um óbito registrado a cada seis segundos. As doenças cardiovasculares como a doença arterial coronariana (DAC) é uma possível consequência do consumo do tabaco. Além de prejudicar as atividades físicas, o tabagismo afeta a capacidade funcional expressada na diminuição do consumo máximo de oxigênio (VO2máx). Embora seja conhecido que o exercício físico aeróbio aprimora o VO2máx junto com a capacidade funcional, são poucos os estudos que tratam sobre o efeito do exercício aeróbico sistemático em fumantes e seus níveis de VO2máx. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do tratamento com exercício físico aeróbico sobre capacidade funcional em tabagistas com DAC. Esta pesquisa retrospectiva experimental foi realizada a partir do banco de dados da Clínica Cardiosport em Florianópolis/SC, previamente aprovada pelo Comitê de Ética. A amostra casual sistemática (n=27) foi composta por homens tabagistas com doença arterial coronariana (DAC) diagnosticada com pelo menos dez anos de fumo, apresentando idade média de 61 anos (±8 anos) e índice de massa corporal (IMC) igual a 27 (23-31), Os pacientes foram divididos em dois grupos distintos, sendo um grupo controle com abstinência e sem treinamento (GC) e um grupo experimental sem abstinência e com treinamento aeróbico (GE). A variável analisada para avaliação da capacidade funcional foi o VO2máx. As estatísticas evidenciaram um aumento no VO2máx no GE de 20,33 (17,50-38,70) para 21,00 (17,10-44,20)ml/kg-1/min-1 considerado estatisticamente significativo (p=0.002). No grupo GC não se observou aumento significativo, obtendo valores de 27,10 (17,00-31,90) para 27,40 (16,50-32,20) ml/kg-1/min-1 pré e pós testes respectivamente, Considerando o p=0,05 para ambos os grupos. Conclui-se que embora o aumento no VO2máx no GE tenha sido significativo, tais valores permanecem nas classificações mais baixas dos níveis de capacidade funcional para pessoas saudáveis, e que a abstinência do fumo por oito semanas no resulta em aprimoramento do VO2máx. O exercício físico aeróbico melhora a capacidade funcional em pacientes tabagistas com DAC num período de oito semanas.
Abstract: Cigarette smoking is identified as a risk factor for six of the eight leading causes of death in the world, with one death recorded every six seconds. Cardiovascular diseases such as coronary artery disease (CAD) is a possible consequence of smoking. In addition to harming the physical activity, smoking affects the functional capacity expressed in the decrease of maximal oxygen uptake (VO2max). Although it is known that aerobic exercise improves VO2max with functional capacity, there are few studies that deal with the effect of aerobic exercise in smokers and systemic levels of VO2max. The objective of this study was to evaluate the effects of treatment with aerobic exercise on functional capacity in smokers with CAD. This retrospective trial was performed from the database Cardiosport Clinic in Florianopolis / SC, previously approved by the Ethics Committee. A systematic random sample (n = 27) consisted of male smokers with coronary artery disease (CAD) diagnosed with at least ten years of smoking, with a mean age of 61 years (± 8 years) and body mass index (BMI) to 27 (23-31), patients were divided into two distinct groups, one control group with abstinence and untrained (GC) and an experimental group without withdrawal and aerobic training (GE). The variable analyzed for assessment of functional capacity was VO2max. Statistical analysis showed an increase in VO2max in the GE of 20.33 (17,50-38,70) to 21.00 (17,10-44,20) ml/kg-1/min-1 considered statistically significant. In the CG there was no significant increase, obtaining values of 27.10 (17,00-31,90) to 27.40 (16,50-32,20) ml/kg-1/min-1 pre and post tests respectively, and p = 0.05 for both groups. We conclude that although the increase in VO2max in GE has been significant, these values remain in the lower ratings of functional capacity levels for healthy people, and the abstinence from smoking during eight weeks results in improvement of VO2max. Aerobic exercise improves functional capacity in smokers with CHD over a period of eight weeks.
Palavras-chave: tabagismo
consumo de oxigênio
capacidade funcional
fumo
fumantes
smoking
oxygen consumption
functional capacity
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciência do Movimento Humano
Programa: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citação: GARCIA, Roberto Carlos Barrera. Effect of treatment on exercise capacity in funcional in smohing with coronary artery disease. 2010. 59 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/463
Data de defesa: 8-Abr-2010
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Roberto.pdf793,18 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.