Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/458
Tipo do documento: Dissertação
Título: Comportamento da creatina kinase em participantes de provas de triatlo Ironman; triatlo
Título(s) alternativo(s): Behavior of creatine kinase in participating in triathlon events Ironman
Autor: Goldfeder, Ricardo Teixeira 
Primeiro orientador: Carvalho, Tales de
Resumo: Introdução: A concentração sérica de Creatina Kinase (CK) é importante para o diagnóstico de algumas doenças e avaliação clínica de atletas, mas há contradições na literatura sobre a influência de características individuais nesta concentração. Além disso, os valores de referência podem não ser adequados para atletas Objetivo: Comparar os níveis de CK de triatletas com os valores de referência atuais, e verificar a influência do peso, massa magra, idade, gênero e tempo de esforço na concentração sérica de CK após o exercício Metodologia: Foram convidados a participar do estudo triatletas inscritos nas provas de Ironman, em Florianópolis/SC, de 2003 a 2007. De 2003 a 2006, a amostra foi aleatória, e os atletas tiveram o sangue coletado 2 dias antes da competição e logo após completar a mesma. No ano de 2007, a amostra foi constituída por atletas de uma equipe de Florianópolis/SC, que tiveram o sangue coletado em 5 momentos: 14 dias e 2 dias antes da competição; logo após; 8 e 15 dias depois. Em 2007, além de sangue, foram coletadas as medidas de peso corporal e dobras cutâneas. Não puderam participar do estudo os indivíduos utilizando medicamentos da classe das estatinas. Resultados: Participaram de todas as etapas da pesquisa 96 atletas, sendo 83 do sexo masculino. Estes apresentaram CK antes da prova (CK1) 184 + 104,4 U/L e após a prova (CK2) 2473 + 2181,7 U/L. As mulheres apresentaram CK1 128 + 49,2 U/L e CK2 1728 + 923,7 U/L.Todos os outros marcadores bioquímicos avaliados aumentaram significativamente após a prova: CK-MB, uréia, creatinina, LDH, mioglobina e hematócrito. Na análise de 2007, constatamos que apenas após a prova a CK era diferente entre os 5 momentos de coleta. As análises de correlação mostraram correlação significativa (p<0,05) da CK2 apenas com CK1 e mioglobina pós-prova, e não houve correlação significativa com peso corporal, massa magra, tempo de prova e idade. Conclusão: Os valores de referência para a população não são adequados para a avaliação de triatletas em repouso, e por isso devem ser revistos. A idade, massa magra, peso e tempo de prova não são determinantes nos níveis de CK, e níveis elevados não podem ser justificados por hemoconcentração ou disfunção renal, na maior parte dos atletas. Com relação ao gênero, as mulheres apresentaram níveis mais baixos de CK antes da competição, mas após a competição esta diferença não foi significativa.
Abstract: Introduction: The serum concentration of creatine kinase (CK) is important for the diagnosis of certain diseases and clinical evaluation of athletes, but there are contradictory studies about the influence of individual characteristics in this concentration. Furthermore, the benchmarks may not be suitable for athletes Objective: To compare the CK levels of triathletes with the current benchmarks, and the influence of weight, lean mass, age, gender and exercise time in serum CK after exercise Methodology: They were invited to participate in the study triathletes entered in Ironman events, Florianópolis / SC, from 2003 to 2007. From 2003 to 2006, the sample was random, and the athletes had blood collected 2 days before the competition and soon after completing it. In 2007, the sample consisted of athletes from one team in Florianopolis, who had blood collected in five periods: 14 days and two days before the competition, soon after, 8 and 15 days later. In 2007, along with blood, were collected weight and skin folds. Could not participate in the study subjects using drugs in the class of statins. Results: Participated in all stages of research 96 athletes, 83 male. These showed CK before the test (CK1) 184 + 104.4 U / L and after the race (CK2) 2473 + 2181.7 U / L. Women had CK1 128 + 49.2 U / L and 1728 + CK2 923.7 U / L. All other biochemical markers measured increased significantly after the race: CK-MB, BUN, creatinine, LDH, myoglobin and hematocrit. In the 2007 review, we found that only after proof CK was different among the five times of collection. Correlation analysis showed significant correlation (p <0.05) only with CK2 and CK1 and myoglobin post-trial, and there were no significant correlation with body weight, lean body mass, race time and age. Conclusion: The reference values for the population are not suitable for the evaluation of triathletes at rest, and therefore should be reviewed. The age, lean body mass, weight and test time are not decisive in the CK, and high levels can not be explained by hemoconcentration or renal dysfunction, at least in the majority. Regarding gender, women showed lower levels of CK before the competition, but after the competition this difference was not significant.
Palavras-chave: creatina kinase
exercício
Ironman
creatine kinase
exercise
Ironman
triathlon
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciência do Movimento Humano
Programa: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citação: GOLDFEDER, Ricardo Teixeira. Behavior of creatine kinase in participating in triathlon events Ironman. 2010. 53 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/458
Data de defesa: 15-Mar-2010
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Ricardo Goldfeder.pdf923,6 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.