Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/tede/handle/436
Tipo: Tese
Título: Adubação para a cultura da beterraba (Beta vulgaris L.) na região do Alto Vale do Itajaí
Título(s) alternativo(s): Fertilization for beet (beta vulgaris l.) at Alto Vale do Itajaí region
Autor(es): Oliveira, Robinson Jardel Pires de
Primeiro Orientador: Gatiboni, Luciano Colpo
Resumo: A recomendação de fertilizantes para a cultura da beterraba no âmbito de Santa Catarina ainda carece de ajustes e, por isso, este trabalho foi conduzido com o objetivo avaliar a resposta da cultura da beterraba à adubação com nitrogênio (N), fósforo (P), potássio (K), enxofre (S), boro (B), zinco (Zn) e molibdênio (Mo). Foram conduzidos três experimentos à campo e um em casa-de-vegetação no IFC, em Rio do Sul (SC), sob solo Cambissolo Háplico. O experimento 1 foi conduzido em dois cultivos. No primeiro cultivo utilizou-se o delineamento blocos ao acaso em esquema fatorial 4 x 4 com três repetições, nas quais foram testadas as doses de P (0, 200, 400 e 600 kg ha-1 de P2O5) e K (0, 150, 300 e 450 kg ha-1 de K2O). No segundo cultivo avaliaram-se as doses de reposição de 0, 33% e 66% das doses iniciais. Em ambos, foram transplantadas as mudas no espaçamento de 0,25 x 0,08 m e a colheita foi efetuada 60 dias após o transplante. Determinaram-se o diâmetro de raiz e a massa fresca e seca de folhas e raízes, o teor de P e K no tecido vegetal. No primeiro cultivo, a beterraba aumentou a produtividade com a aplicação de até 379 kg ha-1 de P2O5, não tendo sido observada resposta ao K. No segundo cultivo a máxima produtividade foi obtida nas parcelas com as maiores doses de P e K do primeiro cultivo, acrescidas da maior dose de reposição. No experimento 2, conduzido no esquema fatorial 5x2, no delineamento blocos ao acaso com quatro repetições, foram testadas as doses de N (0, 50, 100, 150 e 200 kg ha-1) na presença ou ausência de adubação conjunta com S, Zn, B e Mo (doses de 30, 2, 1 e 0,01 kg ha-1, respectivamente). A beterraba respondeu positivamente à aplicação de doses de N até 100 kg ha-1, acrescida da adubação com os demais nutrientes. Com base nestes resultados, foi instalado o experimento 3, em casa-de-vegetação, com o objetivo de determinar qual dos nutrientes do experimento 2 foi responsável pela resposta. Os tratamentos foram: B, Zn S, Mo, completo (B+Zn+S+Mo) e testemunha, arranjados em delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. Os resultados evidenciaram que o nutriente determinante na produtividade foi o S. A partir desses resultados, instalou-se a campo o experimento 4 no delineamento em blocos ao acaso com quatro repetições testando as doses de S (0, 30, 60, 90, 120 e 150 kg ha-1). A beterraba respondeu positivamente à adubação com S até a dose de 60 kg ha-1
Abstract: The recommendation of fertilizer for beet cultivation in Santa Catarina still lacks adjustments and, therefore, this study was conducted to evaluate the crop response to fertilization with nitrogen (N), phosphorus (P), potassium (K), sulfur (S), boron (B), zinc (Zn) and molybdenum (Mo). Three experiments were conducted on the field and one at greenhouse in the IFC, Rio do Sul (SC), using a Cambisol. In the first study, it was used the randomized block design in a factorial 4 x 4 with three replications, in which it were tested P (0, 200, 400 and 600 kg ha-1 of P2O5) and K rates (0, 150, 300 and 450 kg ha-1 K2O). On the second crop it was evaluated the replacement rates of 0, 33% and 66% of the initial doses. In both cases, the seedlings were transplanted and harvested 60 days after transplantation. It was determined the root diameter and the fresh and dry weight of leaves and roots, and the P and K content in the plant tissue. In the first crop beet reached maximum yield with 379 kg ha-1 P2O5 and it has not been observed response to K. On the second crop the maximum yield was obtained with the highest levels of P and K of applies on the first crop plus the largest replacement rate. In experiment 2, conducted in a 5x2 factorial arrangement in randomized blocks design with four replications, it were tested N rates (0, 50, 100, 150 and 200 kg ha-1) in the presence or absence of fertilization with S, Zn, B, Mo (rates of 30, 2, 1 and 0.01 kg ha-1 respectively). The beet responded positively to N rates up to 100 kg ha-1, increasing production when other nutrients were applied. Based on these results, the experiment 3 was installed in a greenhouse in order to determine which of the nutrients from experiment 2 was responsive. The treatments were: B, Zn, S e Mo, complete (B + Zn + S + Mo) and control, arranged in a completely randomized design with four replications. The results showed that the responsive nutrient was S. From this result, it was installed the field experiment 4 in a randomized block design with four replications testing S rates (0, 30, 60, 90, 120 and 150 kg ha-1). The beet answered positively to fertilization with S up to 60 kg ha-1
Palavras-chave: Beta vulgaris
calibração da adubação
nutrição
nitrogênio
fósforo
potássio
enxofre
micronutrientes
Beta Vulgaris
calibration of fertilization
nutrition
nitrogen
phosphorus
potassium
sulfur
micronutrients
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da Instituição: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Ciência do Solo
metadata.dc.publisher.program: Doutorado em Ciência do Solo
Citação: OLIVEIRA, Robinson Jardel Pires de. Fertilization for beet (beta vulgaris l.) at Alto Vale do Itajaí region. 2015. 73 f. Tese (Doutorado em Ciência do Solo) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/436
Data do documento: 13-Mar-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Ciência do Solo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PGCS15DA027.pdf835,84 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.