Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/433
Tipo do documento: Dissertação
Título: Análise cinemática do salto vertical de crianças em diferentes estágios de desenvolvimento motor
Título(s) alternativo(s): Kinematic analysis of the vertical jump of children in different motor development stages
Autor: Alves, Josiele Vanessa 
Primeiro orientador: Melo, Sebastião Iberes Lopes
Resumo: Com este estudo descritivo exploratório objetivou-se avaliar as características cinemáticas do salto vertical de crianças em diferentes estágios de desenvolvimento motor. Especificamente: identificar o estágio de desenvolvimento motor das crianças por segmento corporal e nas diferentes fases do salto vertical; identificar e comparar os ângulos inter segmentares (joelho, quadril, tronco e membro superior) entre crianças em diferentes estágios de desenvolvimento motor durante a execução do salto vertical. Participaram deste estudo 91 crianças da Grande Florianópolis/SC, de ambos os sexos, com idade entre 5 e 15 anos. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética da UDESC sob nº 023/06. As coletas de dados foram realizadas no laboratório de Biomecânica do CEFID/UDESC e utilizou-se como instrumentos uma câmera de vídeo do Sistema Peak Motus (60Hz) e a matriz de análise qualitativa do salto vertical de Gallahue (1989). As crianças passaram por um período de familiarização com o ambiente e equipamentos e após foi preenchida a ficha de identificação e realizada demarcação dos eixos articulares com marcadores refletivos. Demonstrou-se a tarefa através de um vídeo e, em seguida, realizou-se a aquisição dos dados antropométricos (massa e estatura) e cinemáticos com a execução de três saltos verticais válidos (a partir da posição estática e iniciados com ambos os pés.), sendo analisada apenas a melhor tentativa do sujeito (com melhor padrão de movimento). Selecionou-se as variáveis: ângulo de joelho, ângulo de quadril, ângulo de tronco e ângulo de membro superior nas fases de propulsão, vôo e de aterrissagem do salto vertical. Os dados cinemáticos foram filtrados com Butterworth 4ª ordem, passa baixa com freqüência de corte variando entre 6 e 8 Hz. A análise dos dados consistiu de uma parte qualitativa e uma quantitativa: a primeira composta pela classificação dos segmentos corporais em estágios inicial (EI), elementar (EE) e maduro (EM); a segunda, pela captura dos ângulos, ambas em instantes específicos das fases de propulsão, vôo e aterrissagem do salto, conforme sistemática definida no estudo piloto, baseada na matriz analítica de Gallahue (1989). Utilizou-se estatística descritiva para caracterização das variáveis e para a comparação entre as médias dos três estágios aplicou-se ANOVA One way ou Kruskal Wallis; para verificar entre quais estágios houve diferenças, aplicou-se o Post hoc de Scheffé ou Teste U de Mann Whitney. Adotou-se p_0,05. Na avaliação qualitativa verificou-se que os membros superiores apresentaram o padrão motor mais tardio em relação aos outros segmentos e a fase de propulsão foi aquela que mostrou padrão motor mais avançado. Na comparação dos ângulos segmentares encontraram-se diferenças estatísticas entre todos os estágios de desenvolvimento motor em todas as fases do salto vertical, exceto na fase de propulsão entre o EI e EE. Para o ângulo do joelho verificou-se valores significativamente maiores no EI, seguido do EE e EM na fase de propulsão e aterrissagem. E na fase de vôo maiores valores angulares para o EM, seguido do EE e EI. Para o ângulo do quadril verificou-se valores significativamente maiores no EI seguido do EM e do EE na fase de propulsão e aterrissagem. E na fase de vôo maiores valores no EM, seguido do EE e do EI. Para o ângulo do tronco verificou-se valores estatisticamente maiores no EE, seguido do EM e EI na fase de propulsão e aterrissagem. E na fase aérea valores em módulo maiores para o EI seguido do EE e EM. Para o ângulo do membro superior verificou-se valores em módulo estatisticamente maiores para o EM, seguido do EE e EI na fase de propulsão e vôo. Na fase de aterrissagem maiores valores em módulo para o EE, seguido do EM e EI. Conclui-se que os segmentos corporais apresentaram diferentes tempos de desenvolvimento motor; e que ângulos de joelho, quadril, tronco e membro superior mostraram ser bons indicadores do posicionamento dos segmentos corporais, discriminando o estágio de desenvolvimento motor das crianças deste estudo.
Abstract: With this descriptive study the evaluation of the kinematic characteristics of the vertical jump in children with different levels of motor development were aimed. More specifically: identify the motor development stages in children by body parts and in different phases of vertical jump; identify and compare the inter-part angles (knee, hip, trunk and upper limb) from children in different stages of motor development during the vertical jump. The sample was composed of 91 subjects from Florianópolis/S.C., from both genders, within age range 5-15 years. The study was approved by the Ethical Committee of Research on Human Beings from the University of Santa Catarina State (UDESC) under the protocol number 023/06. The data collect was done in UDESC Biomechanics Laboratory with the following instruments: a Peak Motus System video camera (60Hz) and the Gallahue s matrix of qualitative analysis of the vertical jump (1989). Children were given a time for familiarization with the place and equipments, and afterwards, the identification form was completed and the joint axis points were located with reflective markers. After the skill was demonstrated with a video, the anthropometric (mass and height) and kinematic data acquisition were done based on three valid vertical jumps (starting from static position and with both feet), from which only the best attempt was chosen. Four variables were chosen for propulsion, flight and landing phases: knee, hip, trunk and upper limb angles. Kinematic data were filtered with Butterworth of fourth order, which selects low frequency cuts from 6 to 8 Hz. The data analysis was shared in a qualitative and a quantitative part. The first was the classification of the body parts on initial (SI), elementary (SE) and mature (SM) stages; the second was the angle capture. Both were analyzed in specific moments of propulsion, flight and landing phases of the jump, according to the systematic defined on the pilot project, based on Gallahue s matrix of qualitative analysis (1989). Descriptive statistics were used in order to characterize the variables (X, sd, CV% ), in addiction, for the comparison between the three moments averages ANOVA One way or Kruskal Wallis were used; to check in which moments there has been differences, Post hoc from Scheffé or Mann Whitney s U test were used. The adopted significance was p_0,05. The qualitative evaluation suggested that upper limbs show a later motor pattern when compared to other segments, and the propulsion phase showed the more advanced motor pattern. When comparing body-part angles, significant statistical differences between all stages of motor development for all moments of the vertical jump were found, except for the propulsion between initial (SI) and elementary (SE) periods. For the knee angle, significant higher values were found in SI, followed by SE and SM in propulsion and landing phases. In addiction, during the flight phase, higher values were found in SM, followed by SE and SI. For the hip angle, significant higher values were in SI, followed by SM and SE in both propulsion and landing phases. Moreover, during the flight phase, higher values were found in SM, followed by SE and SI. For the trunk angle, significant higher values were found in SE, followed by SM and SI in both propulsion and landing phases. On the other hand, during the flight phase, higher module values were found in SI, followed by SE and SM. For the upper limb angle, statistically higher module values were found in SM, followed by SE and SI in both propulsion and flight phases. During the landing phase, higher module values were found in SE, followed by SM and SI. It is concluded that the different body parts show different motor development stage durations; and that knee, hip, trunk and upper limb angles are good indicators of the body part position, differing the level of motor development of the analyzed children.
Palavras-chave: cinemática
desenvolvimento motor
salto vertical
crianças
kinematics
motor development
vertical jump
children
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciência do Movimento Humano
Programa: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citação: ALVES, Josiele Vanessa. Kinematic analysis of the vertical jump of children in different motor development stages. 2009. 150 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/433
Data de defesa: 12-Jun-2009
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Josiele Vanessa Alves.pdf2,74 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.