Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/385
Tipo do documento: Dissertação
Título: Proposição de uma metodologia para coleta de dados da virada no nado crawl
Título(s) alternativo(s): Propose a procedure for swimming turns analysis
Autor: Silveira, Graziela Aveline 
Primeiro orientador: Roesler, Hélio
Resumo: Este estudo teve como objetivo propor uma metodologia para realização de coletas de dados na virada no nado Crawl, através de métodos de medições biomecânicas levando em consideração a distância para analise da performance e o número de execuções. É caracterizado como um estudo descritivo. Os dados foram coletados nas dependências da piscina do CEFID/UDESC e tratados no Laboratório de Pesquisas em Biomecânica aquática da mesma instituição. Os sujeitos da pesquisa foram 11 nadadores da Equipe da Academia Limit, Florianópolis, SC, federados junto a Federação Aquática de Santa Catarina (FASC). Para coleta de dados foram utilizadas seis câmeras filmadoras (f=30Hz) e uma plataforma de força subaquática, acoplada a um suporte para fixação na parede da piscina e embutida em uma moldura com a finalidade de fornecer aos atletas a sensação de estarem tocando na parede da piscina. Cada nadador realizou 8 execuções. Os dados dinamométricos foram processados pelo sistema SAD 32 e os cinemático por softwares de edição de imagem. Variáveis analisadas: pico de força (PMn), tempo de contato (TC), impulso (Imp), tempo de virada em 10 metros (TV10M) e tempo de virada em 15 metros (TV15m). Foi utilizada estatística descritiva e para relacionar as variáveis foi utilizado o teste de Spearman (p<0,05). Para determinar o número de execuções foi utilizado o teste U de Mann-Whitney e Kruskal-Wallis, assim como valores de média acumulada e coeficiente de variação acumulado. Através dos resultados foi possível observar que para avaliar um grupo de atletas com características semelhantes as dos atletas deste estudo, a performance na virada deve ser verificada em 10 metros, pois quando analisada a performance em 15 metros, 67% do tempo total de virada corresponde ao nado, enquanto que ao se analisar a performance em 10 metros, o tempo de nado representa 48% do tempo total de virada. Considerando a performance em 10 metros facilita a coleta de dados, utilizando menor número de câmeras focando a análise na virada propriamente dita e não na fase de nado. Com relação ao número de execuções, todos os testes utilizados para comparar os grupos de execuções não mostraram diferenças. Entretanto, os valores de coeficiente acumulado apresentaram graficamente uma estabilização a partir da terceira repetição. Através dos valores de média acumulada foi observado que quando o número de execuções aumenta, a performance da virada diminui, o que poderia ser relacionado a fadiga do nadador. Portanto, sugere-se que a performance da virada, seja avaliada com quatro execuções (uma a mais que observada nos resultados), como forma de segurança para o pesquisador.
Abstract: This study aimed to propose, through biomechanical methods, a procedure for swimming turns analysis, regarding the distance of performance measurement and the number of executions. The study was characterized as descriptive. Data collection was carried out at the swimming pool of CEFID/UDESC and in Aquatic Biomechanics Research Laboratory. The sample was composed by 11 subjects of Limit Swimming Team, from Florianópolis, SC, all of them associated to the Aquatic Federation of Santa Catarina (FASC). Six video cameras (f = 30Hz) and an underwater force plate were used. Because of its thickness, the force plate was placed in a frame in order to simulate the real conditions of the swimming pool wall. Each swimmer performed 8 turns. Dynamic data were analyzed in SAD 32 System and kinematic data were analyzed through image edition software. Analyzed variables: normalized force peak (PMn), contact time (TC), impulse (Imp), total turn time in 10 meters (TV10m) and total turn time in 15 meters (TV15m). Descriptive statistics was used to present data and the relationship between the variables was verified through Spearman s test (p<0,05). In order to determine the number of executions, Mann-Whitney U test and Kruskal-Wallis test were used, and also values of accumulated average and accumulated coefficient of variation. The results showed that for athletes with the same characteristics of the analyzed swimmers, the turn performance should be measured in 10 meters, because when analyzing turn performance in 15 meters, 67% of total time corresponds to stroke time, while in the 10 meters analysis, stroke time represents 48% of total turn time. Besides, the relationship between the PMn, TC and Imp with turn performance is very similar when comparing TV10m and TV15m. On this way, considering turn performance in 10 meters, one could collect data with fewer cameras and still the evaluation would be focused on turn actions and not on the stroke phase. Regarding the number of executions, all of the tests comparing groups of executions showed no difference. Otherwise, the values of accumulated coefficient of variation graphically showed stabilization starting on the third execution. The values of accumulated average showed that increasing the number of executions, the turn performance decreases, which could be related to swimmer s fatigue. So, one suggest that for turn performance analysis, as a safety procedure, four executions should be performed (one more than results observed) in order to be able to ignore a non-valid one.
Palavras-chave: natação
virada
nado crawl
biomecânica
swimming
turn
front crawl swimming
biomechanics
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciência do Movimento Humano
Programa: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citação: SILVEIRA, Graziela Aveline. Propose a procedure for swimming turns analysis. 2007. 77 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/385
Data de defesa: 17-Ago-2007
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Graziela Aveline Silveira.pdf1,3 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.