Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/378
Tipo do documento: Dissertação
Título: Uso do EPAP melhora a tolerância ao esforço em indivíduos com limitação do fluxo aéreo
Título(s) alternativo(s): Positive expiratory pressure breathing improves exercise tolerance in patients with airflow limitation
Autor: Zager, Marcelo 
Primeiro orientador: Carvalho, Tales de
Resumo: Introdução: A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é caracterizada pela limitação crônica do fluxo aéreo que não é totalmente reversível, geralmente progressiva e que leva a grande incapacidade funcional. Objetivo: O objetivo deste estudo foi investigar o efeito da pressão expiratória positiva nas vias aéreas (EPAP) sobre a tolerância ao esforço de portadores de DPOC. Métodos: Foram analisados 11 sujeitos com diagnóstico de DPOC, os quais realizaram três testes de caminhada de seis minutos alocados randomicamente: controle(TC), placebo(TP) e experimental(TE). O teste placebo foi realizado somente com máscara sobre o rosto e o teste experimental com máscara acoplada a um resistor expiratório por carga de mola ajustado para oferecer uma pressão de 5 cmH2O. Foi avaliada a distância percorrida, a dispnéia e percepção de esforço em membros inferiores pela escala de Borg e comportamento da freqüência cardíaca em cada teste. As variáveis foram avaliadas através de análise de variância no programa estatístico SPSS. Resultados: Para distância percorrida houve diminuição da distância com a aplicação de placebo (p>0,05) e aumento do TE (p>0,05), mas comparando-se com TP com o TE foi encontrada melhora significativa (p>0,01). Houve redução na dispnéia no TP (p>0,05) e aumento do TE (p>0,05); para esforço percebido houve aumento no TP (p>0,05) como no TE (p>0,05). Comparando-se o TC com TP, dispnéia e esforço perceptivo manifestaram-se mais precocemente no TP. Comparando o TC com TE a dispnéia se manifestou precocememte que no TP, mas a percepção de esforço aumentado em membros inferiores se manisfestou mias tardiamente no TE em comparação com TC. Nenhuma das variações foi estatisticamente significativa para o tempo de manifestação de dispnéia ou percepção de esforço. Houve um incremento médio de 28% na freqüência cardíaca do TC para o TP, mantendo a mesma variação entre o TC e o TE (p>0,05). Conclusão: Ocorreu significativa melhora na tolerância ao esforço com a aplicação de EPAP, mesmo que acompanhada de significativo incremento da dispnéia. A freqüência cardíaca manteve-se mais alta durante a aplicação de EPAP.
Palavras-chave: limitação do fluxo aéreo
doença pulmonar obstrutiva crônica
tolerância ao esforço
respiração artificial
flow limitation
chronic obstructive pulmonary disease
effort tolerancy
artificial respiration
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciência do Movimento Humano
Programa: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citação: ZAGER, Marcelo. Positive expiratory pressure breathing improves exercise tolerance in patients with airflow limitation. 2007. 79 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/378
Data de defesa: 3-Set-2007
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Marcelo Zager.pdf342,08 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.