Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/372
Tipo do documento: Dissertação
Título: Utilização de biomaterial bovino em falhas tendíneas
Título(s) alternativo(s): Biomaterial in tendon defects
Autor: Pimentel, Gilnei Lopes 
Primeiro orientador: Roesler, Hélio
Resumo: O presente estudo teve como objetivo avaliar o comportamento biomecânico do tendão calcaneano de coelhos, quando utilizado um componente biológico para o preenchimento de uma falha. Os biomateriais são substâncias biologicamente ativas, que apresentam efeito osteogênico e formador de partes moles, isto é, ativam a formação de osso e colágeno novos nos organismos vivos. Neste estudo o biomaterial foi o colágeno bovino. A amostra foi caracterizada por dezoito coelhos da raça Nova Zelândia, adultos, machos em que foi criada uma falha cirúrgica de 2 mm no tendão calcaneano de todos os animais. Em nove animais foi realizada simples sutura sem biomaterial, nos restantes nove animais foi realizada a implantação dos biomateriais nas falhas criadas. No período de seis semanas estes animais foram sacrificados e os tendões submetidos ao teste de tração. A comparação foi utilizada pelo tendão não operado, como forma de obter-se o padrão de normalidade da resistência dos tendões. Foram utilizadas as garras para o ensaio de tração, próprias da máquina de ensaios biomecânicos. Os resultados da carga máxima aplicada para a ruptura destes espécimes e o deslocamento, a partir da curva carga-deslocamento foram registrados e avaliados o comportamento biomecânico destes espécimes. Utilizando-se a análise da variância (ANOVA) com um p£ 0,05 não foram observados diferenças estatisticamente significantes entre os grupos de estudo e o grupo controle. O coeficiente de variação (CV%) em relação à variável carga máxima à falência no grupo controle foi de 30%, no grupo biomaterial 25% e no grupo sutura 18%. Na análise do grau de deslocamento, o grupo controle apresentou um CV de 37%, o biomaterial de 25% e 42% para o grupo controle. Em análise do coeficiente de variação acumulado, houve uma tendência para estabilização da curva nos grupos apresentados. Os dados acima apresentados não demonstraram um efeito benéfico na adição do colágeno bovino nestes grupos estudados. Ainda assim, em observação qualitativa, as curvas do grupo biomaterial apresentaram um traçado semelhante aos da normalidade.
Abstract: A variety of reconstructive surgical procedures rely on the strength improvement of tendon-to-tendon linkage. Thus, methods to improve tendon ruptures may allow earlier rehabilitation and fast return to the daily living. The purpose of this study was to evaluate the mechanical strength of aquilles tendon 2-mm defect in male rabbits. The created gap was filled with bovine collagen (biomaterial) in nine specimens and a suture with no filling in other nine specimens. The other aquilles tendons were the control group as pattern of normality. In all eighteen tendons (eighteen animals) the strength were tested in a material testing machine for a pull-out strength. Ultimate strength and dislocation were analyzed in all groups. One-way analysis of variance (ANOVA) at a p£ 0.05 was used to compare the biomechanical data in the sixth week period of time. There were no obvious slipping at the interface between the clamp and the muscle-tendon fixation. There was no significantly difference among the groups. For the strength variable p=0.0467 and for the displacement p=0.1950. The coefficient of variation of 30% for the control group, 25% for the biomaterial group and 18% for the suture group when analyzing the tendon strength. In the displacement data, the control group presented a coefficient of variation of 37%, biomaterial group of 25% and the 42% for the control group. The presented data have not shown any improvement using biomaterial. However, the collagen group has shown similar curves compared to the control group.
Palavras-chave: biomecânica
resistência mecânica tendínea
biomaterial
enxerto ósseo
biomechanics
tendon pull-out strength
biomaterial
grafting of bone
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciência do Movimento Humano
Programa: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citação: PIMENTEL, Gilnei Lopes. Biomaterial in tendon defects. 2001. 4 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2001.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/372
Data de defesa: 21-Dez-2001
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
RESUMO.pdf25,71 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.