Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/321
Tipo do documento: Dissertação
Título: Nível de satisfação com a vida de atletas segundo sexo, perfil psicológico de gênero e status social subjetivo nas modalidades esportivas
Título(s) alternativo(s): Level of satisfaction with the live of athletes according to sex, psychological profile and subjective social status in sports
Autor: Vieira, Mariluce Poerschke 
Primeiro orientador: Cardoso, Fernando Luiz
Resumo: O presente estudo teve como principal intuito avaliar uma possível associação entre o nível de satisfação com a vida de atletas catarinenses do sexo masculino e feminino, com a satisfação pelo esporte, o status social subjetivo, os esquemas de gênero do autoconceito e o perfil idiocêntrico-alocêntrico nas modalidades esportivas. Trata-se de uma pesquisa não probabilística, descritiva, exploratória, quali-quantitativa com delineamento transversal. Participaram deste estudo 529 atletas catarinenses distribuídos em 10 modalidades individuais e 04 coletivas, sendo 307 do sexo masculino com média de idade de 21,51 anos e 222 do sexo feminino, com média de idade de 20,37 anos. Como instrumentos foram utilizados questionários, com informações sobre as situações sociodemográficas, econômicas e esportivas dos atletas, incluindo o nível de satisfação com a vida e satisfação com o esporte. A Escala MacArthur de Status Social Subjetivo versão para jovens, o Inventário Masculino dos Esquemas de Gênero do Autoconceito Masculino e Feminino (IMEGA e IFEGA) e, por último, o Perfil Idiocêntrico-Alocêntrico foram aplicados. Os dados foram analisados por meio de análises descritivas, freqüência absoluta e relativa, média e desvio padrão. Além dessas, foram utilizados o teste U de Mann-Whitney e o Quiquadrado, com um nível de significância de 5% para todas as análises. Os resultados apontam que, tanto nas modalidades individuais, como nas coletivas, a maioria dos atletas catarinenses apresentou um nível alto de satisfação com a vida e com o esporte que praticam, em especial, os atletas do sexo masculino. Em ambas as modalidades, percebem suas famílias com um status elevado perante a comunidade, percebem-se com um status médio no clube, mas gostariam de estar em um status mais elevado na equipe. Além disso, há uma predominância do perfil isoesquemático, principalmente no sexo masculino, tanto nas modalidades individuais como nas coletivas. E, no que diz respeito ao perfil idiocêntrico-alocêntrico, nas modalidades individuais há um predomínio do perfil heteroalocêntrico em ambos os sexos, mas nas modalidades coletivas, há uma predominância maior do perfil isocêntrico no sexo masculino e do heteroalocêntrico no sexo feminino. Por fim, os resultados mostram que, o nível de satisfação com a vida está associado com: o nível de satisfação com o esporte, o status social subjetivo na família e o perfil idiocêntrico-alocêntrico. Diante disso conclui-se que, embora haja uma predominância de determinados perfis, não é possível definir um perfil ideal para os atletas. A partir destes resultados, sugerem-se novos estudos com esta temática para uma melhor compreensão das variáveis, as quais podem auxiliar os técnicos, psicólogos e dirigentes das equipes na busca de um melhor rendimento do atleta como um todo em termos físico, técnico, tático e psicológico.
Palavras-chave: atletas
satisfação com vida
status
esquemas de gênero
perfil idiocentrismo-alocentrismo
athletes
life satisfaction
status
gender schemas
idiocentrism-allocentrism profile
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciência do Movimento Humano
Programa: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citação: VIEIRA, Mariluce Poerschke. Level of satisfaction with the live of athletes according to sex, psychological profile and subjective social status in sports. 2015. 140 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/321
Data de defesa: 29-Jun-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Mariluce Vieira.pdf1,55 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.