Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/318
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeitos físicos e psicológicos da prática de exergames em adolescentes com obesidade
Título(s) alternativo(s): Physical and psychological effects of the paractice of exergames in obese adolescents
Autor: Fernandes, Aline Renata Rentz 
Primeiro orientador: Andrade, Alexandro
Resumo: Objetivos: O estudo objetivou investigar os efeitos físicos e psicológicos da prática de exergames em adolescentes com obesidade e, por meio de revisões sistemáticas: a) analisar os aspectos psicológicos de adolescentes brasileiros com obesidade; b) identificar os benefícios físicos, fisiológicos, psicológicos e cognitivos da prática de exergames para adolescentes. Método: Esta dissertação é composta por dois estudos teóricos e três experimentais. As revisões sistemáticas seguiram a Declaração Prisma e foram realizadas a partir de buscas nas bases de dados eletrônicas LILACS, SciELO, IBECS, MEDLINE, EBSCO, PubMed e Science Direct. Participaram do estudo empírico 24 adolescentes com idade entre 10 e 15 anos, todos com obesidade. As práticas de exergames ocorreram durante 12 semanas, com três sessões semanais com a duração de 80 minutos cada. As variáveis investigadas foram: estado nutricional, gordura corporal, estados de humor (Escala de Humor de Brunel), depressão (Inventário de Depressão Infantil), autoestima (Escala de Autoestima de Rosenberg) e imagem corporal (Escala de Imagem Corporal). Os dados foram analisados por meio do programa Statistical Package for Social Sciences SPSS® versão 20.0. Após a realização de testes de normalidade (Shapiro-Wilk), para comparação de médias pré e pós-intervenção utilizou-se o teste t pareado e o teste de Wilcoxon. Para comparação entre o grupo experimental e o grupo controle utilizou-se o teste t para amostras independentes e o teste U de Mann-Whitney. Foi adotado nível de significância de 95% (p<0,05). Resultados: A primeira revisão sistemática demonstrou que o maior estresse percebido, maiores distúrbios de sono, a insatisfação corporal, a maior compulsão alimentar periódica e a má qualidade de vida estão associados à obesidade em adolescentes brasileiros. A segunda revisão revelou que os exergames podem proporcionar benefícios físicos (sobre o IMC, intensidade e nível de atividade física), fisiológicos (sobre o gasto energético, elasticidade da grande artéria e pressão arterial), psicológicos (sobre a motivação, prazer, autoeficácia e competência percebida) e cognitivos (sobre a função executiva e atenção) para adolescentes com obesidade. A partir dos estudos empíricos, verificou-se que a prática de exergames produziu efeitos psicológicos significativos, como o aumento da autoestima e do vigor, e redução da depressão, insatisfação corporal e confusão mental de adolescentes com obesidade. Em relação aos efeitos físicos, verificou-se redução do IMC. Conclusões: A prática de exergames produz efeitos físicos e psicológicos positivos em adolescentes com obesidade.
Abstract: Objectives: The purpose of this study was to investigate the physical and psychological effects of the practice of exergames in obese adolescents and, through systematic reviews a) analyze the psychological aspects of Brazilian obese adolescents; b) identify the physical, physiological, psychological and cognitive benefits of the practice of exergames in adolescents. Method: This dissertation is composed by two theoretical and three experimental studies. The systematic reviews followed the Prisma Declaration and were constructed from searches in the following electronic databases: LILACS, SciELO, IBECS, MEDLINE, EBSCO, PubMed e Science Direct. 24 obese adolescents with ages ranging from 10 to 15 years old participated in the empirical study. The practices of exergames took place for 12 weeks, with three week sessions lasting 80 minutes each. The investigated variables were: nutritional state, body fat, mood states (Brunel Mood Scale), depression (Child Depression Inventory), self esteem (Rosenberg Self Esteem Scale) and body image (Body Image Scale). The data were analyzed in the software Statistical Package for Social Sciences SPSS® version 20.0. After the normalization tests (Shapiro-Wilk), for the comparison of pre and post intervention averages, the paired t test and the Wilcoxon test were used. For the comparison between the experimental and the control groups the t test for independent samples and the Mann-Whitney U test were used. The adopted level of significance was 95% (p<0,05). Results: The first systematic review demonstrated that the higher level of perceived stress, the higher sleep disorders, the body dissatisfaction, the higher periodical food compulsion and the poorer quality of life are associated to obesity in Brazilian adolescents. The second review revealed that the exergames may provide physical benefits (in BMI, intensity and level of physical activity), physiological benefits (in energy expenditure, elasticity of the great artery and blood pressure), psychological benefits (in motivation, pleasure, perceived self efficiency and competence) and cognitive benefits (in executive function and attention) in obese adolescents. From the empirical studies it was possible to verify that the practice of exergames produced significant psychological effects, such as the increase of self esteem and vigor, the decrease in depression, body dissatisfaction and mental confusion in obese adolescents. Regarding the physical effects, the decrease in the BMI was verified. Conclusions: The practice of exergames produces positive physical and psychological effects in obese adolescents.
Palavras-chave: exercícios físicos
adolescentes
exergames
obesidade
physical exercises
adolescents
exergames
obesity
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Ciência do Movimento Humano
Programa: Mestrado em Ciências do Movimento Humano
Citação: FERNANDES, Aline Renata Rentz. Physical and psychological effects of the paractice of exergames in obese adolescents. 2015. 14 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/318
Data de defesa: 17-Ago-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências do Movimento Humano

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Aline Fernandes.pdf222,86 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.