Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/tede/handle/2110
Tipo: Dissertação
Título: Efeito do uso de um selante interno de tetos na profilaxia de novas infecções intramamárias durante o período seco e no pós-parto
Título(s) alternativo(s): Prophylaxis of new intramammary infections during the dry and early lactation periods by the use of an internal teat sealant.
Autor(es): Carneiro, Deolinda Maria Vieira Filha
Primeiro Orientador: Vaz, Adil Knakfuss
Resumo: Este é o primeiro estudo desenvolvido no Brasil para demonstrar a eficácia de um selante interno de tetos na proteção de quartos mamários contra infecções intramamárias (IIM). O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um selante interno de tetos à base de subnitrato de bismuto na profilaxia de novas IIM adquiridas durante o período seco, a taxa de cura neste período e o número de IIM durante as três primeiras semanas após o parto. Foram observados os efeitos deste selante interno de tetos quando usado isoladamente ou quando em associação com um antibiótico intramamário para vacas secas à base de gentamicina e compararam-se estes efeitos com os do mesmo antibiótico utilizado isoladamente. A seleção dos animais foi baseada no California Mastitis Test (CMT) e análise microbiológica de amostras de leite de cada quarto mamário. Foram analisados dois grupos: G1, quartos livres de IIM (n=215) e G2, com infecção intramamária (n=105). Foram coletadas amostras de leite de 320 quartos mamários (80 vacas, seis granjas leiteiras) em quatro ocasiões: sete dias antes da secagem, à secagem, oito e 21 dias pós-parto. Todas as amostras foram analisadas por CMT e cultura microbiológica. No momento da secagem, exatamente após a última ordenha, um quarto foi infundido com o selante interno de tetos (T1, n= 80 quartos), um quarto foi infundido com o antibiótico para vaca seca à base de gentamicina e o selante interno de tetos (T2, n= 80 quartos), e dois quartos ipsilaterais foram infundidos somente com o antibiótico (T3, n= 160). A análise estatística (Teste Exato de Fischer, P>0,05) indicou que não houve diferença entre a ocorrência de mastite clínica no pós-parto entre T1 (1,25%, 1 quarto), T2 (0%) ou T3 (1,8%, 3 quartos). Não houve ocorrência de mastite clínica durante o período seco e no pós-parto imediato. A análise dos dados do grupo G1 indicou não haver diferença estatística na incidência de novas IIM entre os três tratamentos aos oito dias pós-parto (T1=1,8%, 1 quarto; T2=0%; T3=1,85%, 2 quartos); bem como aos 21 dias pós-parto (T1=5,35%, 3 quartos; T2=1,96%, 1 quarto; T3=9,25%, 10 quartos). No grupo G2, também não houve diferença estatística na incidência de IIM entre os tratamentos aos oito dias pósparto (T1=8,3%, 2 quartos; T2=3,4%, 1 quarto; T3=7,7%, 4 quartos); e nem aos 21 dias pós-parto (T1=16,6%, 4 quartos; T2=10,3%, 3 quartos; T3=19,2%, 10 quartos). A taxa de cura do G2 no período seco não foi significantemente diferente entre T1 (87,5%), T2 (93,1%) e T3 (90,4%). Estes dados indicam que não houve diferença significativa entre o uso de um antibiótico para vaca seca e o selante interno de tetos na incidência de infecções intramamárias, nas condições deste estudo. Também não houve benefício aparente na aplicação simultânea do selante e do antibiótico
Abstract: This is the first controlled study to demonstrate the efficacy of an internal bismuth subnitrate teat sealant in protecting quarters against IMI, under Brazilian field conditions. The objectives of this study were to determine the efficacy of an internal dry period teat sealant containing bismuth subnitrate, when used alone or in association with a dry cow antibiotic (gentamicin), and in comparison with the infusion with the dry cow antibiotic alone. It was assessed the number of new intramammary infections (IMI) acquired during the dry period, the dry period cure rate and the number of IMI during the three first weeks after calving. Selection of animals was based on the California Mastitis Test (CMT) and bacteriological culture data. Two groups were analyzed: G1, free of IMI (n=215 quarters) and G2, not free of IMI (n=105 quarters). Milk samples were taken from 320 quarters (80 cows, six herds) on four occasions: seven days before dry off, at dry off, seven days after calving and 21 days after calving. All the samples were analyzed by the CMT and bacteriological culture. Immediately after the last milking, one quarter was infused with a teat sealant (T1, n= 80 quarters), one quarter was infused with teat sealant plus a dry cow therapy antibiotic (gentamicin) (T2, n=80), and two contralateral quarters were infused with gentamicin only (T3, n=160). Data analysis (Fischer s Exact Test) indicated that there was no statistical difference in the occurrence of post-calving clinical mastitis among T1 (0,43%, 1 quarter), T2 (0%) or T3 (1,3%, 3 quarters). There was no occurrence of clinical mastitis during the dry period. Analysis of the data in the group free of IMI at drying off showed no statistical differences in the incidence of new IMI in the three groups at 8 days after calving (T1=1,8%, 1 quarter; T2=0%; T3=1,85%, 2 quarters); and neither 21 days after calving (T1=5,35%, 3 quarters; T2=1,96%, 1 quarter; T3=9,25%, 10 quarters). In the group with IMI at dry off, there were no statistical differences in the incidence of IMI between the quarters at 7 days after calving (T1=8,3%, 2 quarters; T2=3,4%, 1 quarter; T3=7,7%, 4 quarters); neither 21 days after calving (T1=16,6%, 4 quarters; T2=10,3%, 3 quarters; T3=19,2%, 10 quarters). The dry period cure rate in the G2 group was not significantly different among T1 (87,5%), T2 (93,1%) and T3 (90,4%). These findings demonstrate that there were no significant differences between the use of a dry cow antibiotic or a teat sealant at dry-off on IMI, under the conditions of this study. Furthermore, there was no apparent benefit with the simultaneous application of the teat sealant and a dry cow antibiotic
Palavras-chave: Bovino
mastite
bovine
mastitis
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da Instituição: UDESC
metadata.dc.publisher.department: Ciências Veterinárias
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Ciência Animal
Citação: CARNEIRO, Deolinda Maria Vieira Filha. Prophylaxis of new intramammary infections during the dry and early lactation periods by the use of an internal teat sealant.. 2006. 76 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/2110
Data do documento: 10-Fev-2006
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PGCV06MA007.pdf1,19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.