Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/1818
Tipo do documento: Dissertação
Título: Recuperação sensório-motora em camundongos após lesão por esmagamento dos nervos mediano e ulnar
Título(s) alternativo(s): Sensory-motor Recovery in mice after crush injury of the median and ulnar nerves
Autor: Aguiar, Ana Elisa Speck 
Primeiro orientador: Swarowsky, Alessandra
Resumo: O objetivo deste estudo foi caracterizar a recuperação funcional através da avaliação da função sensório-motora em diferentes períodos após lesão dos nervos mediano e ulnar por esmagamento com força controlada em camundongos machos adultos, padronizar a escala IBB-Forelimb Scale neste modelo experimental e relacionar a recuperação sensório-motora com parâmetros da regeneração axonal após 21 dias de lesão. Trinta camundongos Suíços machos adultos (30- 40g) foram utilizados: Controle (Sham) ou Lesão (axonotmese dos nervos mediano e ulnar). As avaliações ocorreram a nível basal e no 1°, 3°, 7°, 10°, 14° e 21° dia pós-operatório (PO). Testes realizados: força de preensão (Grasping Test); alodinia ao Frio (teste da Acetona); propagação dos dígitos (teste da Marca da Pata); teste da escada horizontal, avaliação da funcionalidade de membro anterior/pata dianteira (IBB-Forelimb Scale). Aos 21 dias após lesão, foi realizada análise morfológica e bioquímica dos nervos. Os resultados foram expresso como média ± erro padrão da média, análise de variância (ANOVA) para valores repetidos e nível de significância de 5%. Escores representados média ± intervalo interquartil. O grupo lesão diferiu do grupo controle em todos os parâmetros analisados: alodinia ao frio - recuperação da nocicepção no 10 º dia; força de preensão - recuperação no 14° dia; propagação entre o primeiro e quarto dígito, recuperação no 10º dia; coordenação motora (escada horizontal) - recuperação dos índices no 10º dia; escala IBB recuperação dos níveis de funcionalidade no 21º dia. Após 21 dias de lesão, foram observadas diferenças na análise morfológica (não quantificadas) entre grupos bem como na quantificação da proteína da mielina P0. No entanto, na expressão da PMP22 não houve diferença. A recuperação sensório-motora ocorreu entre os dias 10 e 14 após a lesão nos teste realizados e 21 dias após lesão na escala IBB. A escala IBB demonstrou ser sensível as alterações demonstradas e sugere- se que a mesma possa ser utilizada como ferramenta para avaliar a recuperação da funcionalidade neste modelo de lesão. Embora observadas diferenças na análise morfológica e bioquímica (P0) 21 dias após lesão, não são observadas diferenças significativas entre grupos em relação aos diversos parâmetros de recuperação sensório-motora avaliados neste período.
Abstract: The aim of this study was to characterize the functional recovery by evaluating the sensory-motor function at different times after injury of median and ulnar nerves crush with standardized strength in adult male mice, standardize the IBB Forelimb Scale in these experimental model and relate the sensorimotor recovery with parameters of regeneration after 21 days of injury.Were used thirty adult male Swiss mice (30 - 40g/8-10 weeks old). Control (sham) or Lesion (axonotmesis of median and ulnar nerves). Assessments occurred at baseline and at 1 °, 3 °, 7 °, 10 °, 14 ° and 21 ° postoperative day (PO). Tests performed: grip strength (Grasping Test), the Cold allodynia (Acetone test); propagation of digits (Brand Pata test), the horizontal ladder test and IBB (evaluating the functionality of forelimb / forepaw). At 21 days after injury, were analyzed morphology and biochemical markers of nerves. Results were expressed as mean ± standard error of the mean, analysis of variance (ANOVA) for repeated measures and significance level of 5%. Score data were present as the median ± interquartile interval. The injury group differed from the control group: allodynia to cold - recovery of sensitivity on the 10th; grip strength - recovery on the 14th day, spread between the first and fourth digit, recovery on the 10th day; motor coordination (horizontal ladder) - recovery rates on the 10th day; range IBB - recovery levels of functionality at day 21. After 21 days of injury, quantification of myelin protein P0 and morphological differences were observe between groups. However, the expression of the PM22 does not differ. The scale IBB shows to be sensitive to changes and suggest that it may be used as a tool to evaluate the recovery of function in this model of injury. Although were observed differences on morphology and biochemical markers of myelin (P0) after 21 days of injury, there was no significant differences between groups in relation to sensorimotor recovery in this period.
Palavras-chave: recuperação sensório-motora
lesão dos nervos mediano e ulnar
funcionalidade
sensorimotor recovery
median and ulnar nerves lesion
functionality
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Avaliação e intervenção em fisioterapia
Programa: Mestrado em Fisioterapia
Citação: AGUIAR, Ana Elisa Speck. Sensory-motor Recovery in mice after crush injury of the median and ulnar nerves. 2013. 2 f. Dissertação (Mestrado em Avaliação e intervenção em fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1818
Data de defesa: 12-Jul-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em Fisioterapia

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
RESUMO Ana Elisa Speck Aguiar.pdf14,51 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.