Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/1475
Tipo do documento: Dissertação
Título: Acervo Professor Elpídio Barbosa : nacionalização do ensino, culturas políticas e escolares. (Santa Catarina, 1930-1940)
Autor: Gentil, Flávio Welker Merola 
Primeiro orientador: Silva, Cristiani Bereta da
Resumo: A presente pesquisa buscou analisar o contexto educacional das décadas de 1930 e 1940 por meio do Acervo Professor Elpídio Barbosa (1909-1966), localizado no Instituto de Documentação e Investigação em Ciências Humanas (IDCH) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Essa análise tem como objetivo identificar e pensar, principalmente por meio dos guardados do Professor Elpídio, os intelectuais, os sujeitos e a rede de sociabilidades que constituíram o processo de nacionalização do ensino no Estado. Em um primeiro momento foi necessário discutir a construção do acervo desse professor por meio do sentido de proveniência, coleção de si e monumentalização do sujeito. Com uma jornada de mais de 20 anos entre os cargos administrativos da educação catarinense, Elpídio Barbosa figurou como inspetor escolar (1931- 1934), diretor técnico do Departamento de Educação (1935-1940), Diretor Geral no Departamento de Educação (1940-1951) e hoje empresta o nome ao maior prêmio concedido aos educadores em Santa Catarina pelo Conselho Estadual de Educação (CEE). Desse movimento, foi possível fazer um levantamento dos nomes em atas de reuniões, conferências, circulares, resoluções, sendo possível identificar os sujeitos que desempenharam funções relevantes nos rumos dos projetos políticos e educacionais em Santa Catarina. Distinguir os sujeitos e as experiências compartilhadas é um movimento sine qua non para compreender como determinado grupo mobilizou culturas políticas e escolares e teceram novos prognósticos sociais para o projeto de nacionalização do ensino. O período recortado é percebido como um momento traumático e de exacerbações nacionalistas, muitas vezes com uma narrativa e ações violentas sobre os imigrantes europeus, especialmente ocorridas no Estado Novo sob o governo do interventor Nereu Ramos. A proposta aqui é menos tratar diretamente dessas violências e sim associá-las a uma determinada vertente do movimento escolanovista que tomou conta do Departamento de Educação e do Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos (INEP) para a elaboração das leis que possibilitaram a nacionalização do ensino no Estado. Esta pesquisa pertence ao domínio da história do tempo presente ao tratar de um passado e de políticas que ainda ressoam nas relações cotidianas da sociedade catarinense.
Abstract: This research aims to analyze the educational context of the 1930s and 1940s through the Acervo Professor Elpídio Barbosa (Collection Teacher Elpídio Barbosa) (1909-1966) located at the Instituto de Documentação e Investigação em Ciências Humanas (Institute for Documentation and Research in Humanities - IDCH) at Universidade do Estado de Santa Catarina (State University of Santa Catarina - UDESC), aiming to identify, especially through the stored of Teacher Elpidio, the subjects and sociabilities that were part of the nationalization of education in Santa Catarina. At first it was necessary to discuss the construction of the collection through the sense of origin, collection of themselves and monumentalization the subject. With a journey of over than 20 years between the administrative offices of Santa Catarina education, he figured as a school inspector (1931-1934), technical director of the Department of Education (1935-1940), General Director at the Department of Education (1940-1951) and now lends his name to the highest award given to educators in Santa Catarina by Conselho Estadual de Educação (State Board of Education - CEE). With this movement, it was possible to do a full survey of the names in the minutes of meetings, conferences, newsletters, resolutions of the guys that had important roles in the course of social projects for the state of Santa Catarina. To distinguish the subject and the shared experiences is a movement sine qua non to understand how mobilized the political cultures and school and through certain interpretive-key wove new social predictions, understanding language and social experience to create the concept of nationalization of education. Finally, the period is perceived as a traumatic time and with nationalist exacerbation, often with a narrative and violent actions over the European immigrants, especially during the Estado Novo under the government of the interventor Nereu Ramos. The proposal here is not just to deal directly the violence, but also to associate it with a shed of the New School movement that took over the Department of Education and the Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos (National Institute of Pedagogical Studies - INEP) for the drafting of laws that created the nationalization of education. This research belongs to the field of history of the present time to deal with a past and a trauma that still lives in Santa Catarina society.
Palavras-chave: Cultura politica
Presidente Getúlio (SC)
Era Vargas
Nacionalização do ensino
Movimento escolanovista
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: História
Programa: Mestrado em História
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1475
Data de defesa: 12-Ago-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em História

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
125058.pdf1,89 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.