Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/1435
Tipo do documento: Dissertação
Título: Costume proibido : a rinha de galos na Grande Florianópolis (1980-2011)
Título(s) alternativo(s): Banned Custom: the cockfighting in the Grande Florianopolis (1980-2011
Autor: Corrêa, Misael Costa
Primeiro orientador: Falcão, Luiz Felipe
Resumo: Em história do tempo presente somos jogados frente a inúmeros problemas e dilemas, sobretudo aqueles que tangem a nossa existência, estes são os que mais nos chamam para si e nos consomem. E são as brigas de galos, ou melhor, os discursos, percepções e significados sobre ela os que mais me ocupam no campo das ideias. Por isso, a opção por apresentá-la como parte de um problema social, que toca várias pessoas de diferentes formas, sobretudo ao que se refere às sensibilidades, porém, indo mais além, pensar que sensibilidades são estas, por quais territórios permeiam. É neste instante que surge a conceito de cidade como um campo de estudos a ofertar possibilidades ímpares de pesquisa, e não é qualquer cidade, é uma cidade, ou melhor, uma região metropolitana, de recente urbanização e integração a certo cosmopolitismo, apresentando repulsa por determinadas práticas consideradas inapropriadas para o ambiente urbano, ou para a sociedade de uma maneira geral. Assim, temos como objetivo central a observação das alterações que acontecem com a prática da briga de galos, ou rinha de galos, na região da Grande Florianópolis, entre 1980 e 2011. A partir de uma pesquisa que tem como metodologia a História Oral, busco, através da memória de pessoas que tiveram ou tem contato com essa prática, compreender como se davam ou como se dão as relações de sociabilidades e qual era a difusão dessa prática. Nesta perspectiva, essas vozes de uma cultura ordinária funcionam como um meio de desenvolver e aprofundar questões que dizem respeito a estudos sobre cidades. Por isso, cabe ainda aprofundar algumas questões, e na medida do possível, compreender este espaço que se moderniza e altera o modus vivendi de uma sociedade, ou melhor, como novas sensibilidades e sociabilidades se desenvolvem nesse espaço que se urbaniza. Tentar entender como a criação destes animais, bem como a própria rinha, precisa de certo espaço - cada vez mais restrito (e controlado) nos meios urbanos, seja pela própria estruturação física do urbano, como pelas novas restrições e limitações que este espaço vem a produzir. Para isso, se faz necessário um levantamento acerca dos locais onde se praticava a rinha de galos, como se dava a sua difusão e quais alterações são possíveis de se perceber a partir desse novo paradigma, buscando localizar em que momento a briga de galos começa a ser considerada como um "problema"
Abstract: When writing about the History of Present Time we are challenged by different problems, especially those that refer to our very existence, which are the ones that hold our attention most. It is the cockfighting, that is, the discourses, perceptions and meanings about it that concerned us more in the field of ideas. Therefore, the option of presenting cockfighting as part of a social problem that involves different people in different ways, especially when it refers to people s sensitiveness, however, going even deeper, we want to think about this sensitiveness and what territories it invades. At this moment, the concept of city arises as a field of study that creates unique research possibilities, and it is not any city, but a metropolitan region of recent urbanization and integration to certain cosmopolitism, showing refusal to some practices considered inappropriate to the urban environment, or to the society as a whole. Thus, our main goal is to observe the modification that take place with the cockfighting practice in the region of the Greater Florianópolis between 1980 and 2011. From a research based on oral history methodology, we will seek, through people s memory that had or have contact with that practice, to understand how sociable relationship took/take place and what the diffusion of cockfighting was. In this perspective, these voices from an ordinary culture work as a way of developing and deepening issues that concerns to studies on cities. In this sense, we will deepen some issues and, when it is possible, we will try to understand this space that modernize itself and shifts the modus vivendi of a society, that is, how new sensitivities and sociability develop in this urban space. We will try to understand how the fowl breeding, so as the very cockpit, needs restrict and controlled space in urban regions, because of the very urban physical structure, so as by the new restrictions and limitations that this space produces. In this sense, we will make a survey about the spots where the cockfighting used to take place, how its diffusion was, and what alterations are possible to notice from this new paradigm, seeking to find in what moment the cockfighting started being considered like a problem
Palavras-chave: Briga de galo
Florianópolis (SC)
Urbanização
Cultura popular
Rinhas de galos
Práticas culturais
Memória
Cockfighting
Florianópolis
Urbanization
Cultural practices
Memory
Florianópolis - História
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: História
Programa: Mestrado em História
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1435
Data de defesa: 8-Mar-2012
Aparece nas coleções:Mestrado em História

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Misael.pdf12,48 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.