Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/1282
Tipo do documento: Dissertação
Título: Vestígios e mutações : a coreografia de Gícia Amorim
Título(s) alternativo(s): Traces and mutations: the choreography of Gícia Amorim
Autor: Saccol, Débora Matiuzzi Pacheco 
Primeiro orientador: Nunes, Sandra Meyer
Resumo: Refletir sobre composição coreográfica é a proposta deste trabalho de pesquisa intitulado: Vestígios e mutações: a coreografia de Gícia Amorim. Tendo como apoio a exposição e análise do trabalho coreográfico da bailarina brasileira Gícia Amorim, este estudo é uma reflexão sobre os elementos que se fazem presentes na coreografia. E especialmente, sobre a forma como convivem os vestígios do que o corpo já vivenciou e as mutações ocorridas, que são capazes de fazer com que esse corpo imprima sua própria assinatura no trabalho coreográfico, apontando para uma discussão acerca da noção de autoria na obra artística. Será também enfatizada a proposta do coreógrafo Merce Cunningham pois, além de ser um dos artistas de grande relevância para o estudo da dança e especialmente da composição coreográfica, sua proposta é a principal referência no trabalho de Gícia Amorim. Nesse estudo, serão tomadas as proposições de autores como José Gil, Laurence Louppe, André Lepecki, Roger Copeland, Michel Foucault, Roland Barthes, dentre outros, para guiar a compreensão das questões aqui abordadas. Aliado à pesquisa bibliográfica, este estudo contempla a análise de duas coreografias compostas por Gícia Amorim - D (K) in MC e Desdobramentos - e a realização de entrevistas com a artista, com relatos de seu percurso artístico e sobre questões relativas ao seu processo criativo, incluindo o período em que frequentou aulas na escola de Merce Cunningham, em Nova Iorque.
Abstract: Reflecting about choreographic composition is the purpose of this research titled: Traces and mutations : the choreography of Gícia Amorim. This study is a reflection on the elements that are present in the choreography work of the Brazilian dancer Gícia Amorim. Especially about how living traces and the mutations of the body are experienced, and how the body print your own signature in choreographic work, pointing to a discussion of the notion of authorship in artistic work . Will also emphasized the proposal of the choreographer Merce Cunningham because, besides being one of the artists of great relevance to the study of dance and especially of the choreography, your proposal is the main reference on the Gícia Amorim s work. In this study, will be used the propositions of authors like José Gil , Laurence Louppe , André Lepecki , Roger Copeland , Michel Foucault , Roland Barthes, among others, to guide the understanding of the issues raised in this research. Combined with the literature research, this study includes the analysis of two choreographies composed by Gícia Amorim - D (K) in MC and Desdobramentos - and interviews with the artist , with reports of her artistic career and about questions relating to her creative process, including the period when she attended classes at the School of Merce Cunningham in New York.
Palavras-chave: Dança
Coreografia
Autoria na arte
Técnica
Composição
Authorship in art
Technique
Dance
Composition.
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::TEATRO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Teatro
Programa: Mestrado em Teatro
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1282
Data de defesa: 10-Mar-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Teatro

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
116028.pdf797,11 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.