Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/1205
Tipo do documento: Dissertação
Título: Produção e qualidade de rosas em três densidades de plantio e uso de soluções conservantes com sacarose na colheita de rosas
Título(s) alternativo(s): Production and quality in three planting density and use of preservative soltions with sucrose in crop of roses
Autor: Bastos, Fernanda Espíndola Assumpção 
Primeiro orientador: Kretzschmar, Aike Anneliese
Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a produtividade das cultivares de rosa Avalanche‟ e Carola‟, de coloração branca e vermelha, respectivamente, em três densidades de plantio bem como a qualidade e conservação pós-colheita da cultivar Carola‟, no município de Lages-SC. O experimento referente à densidade de plantio foi implantado em janeiro de 2013, no campus da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), com espaçamento de 1,0 m entre fileiras e de 30, 40 e 50 cm entre plantas, totalizando 168 m² de experimento em ambiente protegido. Foram realizadas ao todo 19 colheitas ao longo de um ano. Durante a colheita as hastes foram cortadas com o maior comprimento de haste possível, deixando uma gema para a próxima brotação. As variáveis avaliadas foram: comprimento de haste (cm), comprimento de botão floral (cm), massa fresca de flor (g), número de flores por planta e flores por m². O delineamento experimental utilizado foi um trifatorial 3x2x6 em blocos casualizados, com três densidades de plantio, duas cultivares de rosas e seis meses de produção, com quatro repetições de 36 plantas por unidade experimental. Os dados foram analisados pela análise de variância e subsequente comparação múltipla de médias, utilizando o teste de Tukey a 5%. O espaçamento de 30 cm entre plantas conferiu maior produtividade por m² para ambas as cultivares. Houve também aumento no número de flores por planta, massa de flor e comprimento de haste no mês de dezembro. Para a variável comprimento de botão floral houve significância com relação aos fatores mês de colheita e cultivar. O experimento de conservação pós-colheita de rosas foi implantado em março de 2014, no Laboratório de Tecnologia de Alimentos, na Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC, em Lages-SC. O experimento foi realizado durante 10 dias. As variáveis avaliadas foram escurecimento de pétalas, turgescência, curvatura do pedúnculo floral e abertura floral. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com cinco soluções conservantes como tratamentos (sacarose; sacarose + ácido cítrico; sacarose + ácido cítrico + hipoclorito de sódio; sacarose + ácido cítrico + óleo de alecrim e sacarose + ácido cítrico + óleo de gengibre) e quatro repetições, com duas flores por unidade experimental. Os dados experimentais foram analisados pela análise de variância e subsequente comparação múltipla de médias, utilizando o teste LSD. Não houve diferença entre as variáveis analisadas entre tratamentos, ou seja, as rosas conservaram-se de forma semelhante durante 10 dias em câmara fria a 3ºC
Abstract: The aim of this study was to evaluate the productivity of rose cultivars Avalanche and Carola , of a White and red coloration, respectively, in three planting densities as well as the quality nd postharvest of the Carola , cultivar, in the city of Lages-SC. The experimente regardinf the planting density was implanted in january 2013, the State University of Santa catyarina (UDESC) campus, with spacing of 1.0 m between rows and 30, 40 and 50 cm between plants, making 168 m² of experimente in greenhouse. Along one year, 19 crops were performed in total. During harvest the stems were cut with the greatest possible length of stem, leaving a gem for the next shoot. The variables evaluated were: stem length (cm), length of flower bud (cm), fresh mass of flower (g), number of flowers per plant and flowers per m². the experimental delineation was a triple factorial 3x2x6 in randomizes vlocks with three planting densities, two cultivars of roses and six months of production, with four repetitions of 36 plants per experimental unit. The data were analyzed by analysis of variance and subsequente multiple comparison of averages using the Tukey testa t 5%. The spacing of 30 cm between plants produced a bigger productivity per m² for both cultivars. There was also na increase in the number of flowers per plant, mass and length of flower stem in december. For variable length of flower bud was a significance regarding the factors month of harvest and cultivate. The experimental postharvest of roses was implemented in March 2014, at the Laboratory of Food Technology, at the University of the State of Santa Catarina UDESC in Lages-SC. The experimente lasted 10 days. The evaluated variables were browning petals, turgor, curvature of the floral peduncle and flower opening. The experimental delineation was randomized blocks with five treatments as preservative solutions (sucreose, sucrose + citric acid, sucrose + citric acid + sodium hypochlorite: sucrose + citric acid + Rosemary oil and sucrose + citric acid + ginger oil) and four repetitions, with two flowers per experimental unit. The experimental data were analyzed by analysis of variance and subsequente multiple comparison of averages using theLSD test. There was no difference in the variables analyzed between treatments, ie, the roses preserved in a similar manner for 10 days in a cold room at 3° C
Palavras-chave: Rosa spp.
produtividade
densidade de plantio
pós-colheita
Rosa spp.
productivity
planting density
post-harvest
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Mestrado em Produção Vegetal
Citação: BASTOS, Fernanda Espíndola Assumpção. Production and quality in three planting density and use of preservative soltions with sucrose in crop of roses. 2014. 85 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1205
Data de defesa: 31-Jul-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV14MA159.pdf1,06 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.