Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/1190
Tipo do documento: Dissertação
Título: Podridões do colmo, rendimento de grãos de híbridos de milho nos campos de cima da serra/rs e variabilidade na determinação de grãos ardidos
Autor: Menegati, Giovani da Costa 
Primeiro orientador: Casa, Ricardo Trezzi
Resumo: Na escolha do cultivar de milho faz-se necessário o conhecimento do rendimento, qualidade de grãos e danos causados por fitopatógenos presentes na região de cultivo. Os objetivos deste trabalho foram: a) avaliar a incidência de podridões do colmo (PC) e seu efeito no rendimento de grãos em oito híbridos de milho, cultivados em sistema de semeadura direta com rotação à soja e sucessão à aveia, em três municípios na Região de Campos de Cima da Serra, estado do Rio Grande do Sul; b) determinar a acurácia e precisão entre observadores ao analisarem amostras de milho contendo diferentes incidências de grão ardido (GA). No Capítulo I, em experimentos conduzidos no campo, nos municípios de Ipê, Vacaria e Muitos Capões, safra 2012/13, foram avaliados os híbridos 2A550Hx, AS 1555 PRO2, AS 1656 PRO2, DKB 330 PRO2, P1630Hx, P30F53Hx, P30R50Hx e Status viptera. O delineamento foi de blocos casualisados com quatro repetições. A incidência de PC foi quantificada aproximadamente 25 dias após a maturação fisiológica dos grãos. O rendimento de grãos foi determinado coletando-se separadamente as espigas das plantas sadias e doentes para obtenção do cálculo de rendimento e dano causado por PC. Efetuou-se a comparação das médias por meio do teste Scott-Knott, em nível de significância de 5% (P<0,05). Em todos os locais a doença predominante foi antracnose. A incidência média de PC em Ipê, Vacaria e Muitos Capões foi 42,5%, 42,6% e 39,2%, respectivamente. O rendimento oscilou de 4.623 kg ha-1 a 5.954 kg ha-1 em Ipê, 4.252 kg ha-1 a 5.676 kg ha-1 em Vacaria e 4.594 kg ha-1 a 6.574 kg ha-1 em Muitos Capões. Na análise conjunta os híbridos com maior rendimento foram AS 1656 PRO2 (5.800 kg ha-1), AS 1555 PRO2 (5.765 kg ha-1), P1630 HX (5.351 kg ha-1) e P30F53 (5.332 kg ha-1). O dano médio no rendimento dos híbridos foi de 12,79%, variando de 563 kg ha-1, até 1.073 kg ha-1, com média de 761,25 kg ha-1. No Capítulo II, os experimentos foram conduzidos no ano de 2013 no Laboratório de Fitopatologia da Universidade do Estado de Santa Catarina. O primeiro experimento foi realizado com amostra de 1 kg de grãos de milho, quarteada em 250 g e repassada para 15 alunos de graduação e pós-graduação, para análise da incidência de GA. No segundo experimento, seis amostras com 250 g de grãos de milho contendo 0%, 1%, 2%, 6%, 12% e 18% de grãos avariados foram submetidas aos mesmos observadores. A análise da incidência de GA foi realizada pela média e desvio padrão da diferença percentual do valor estimado entre avaliadores com o valor real para cada classe. No primeiro experimento, a média detectada de GA pelos avaliadores foi de 43,19%, com variação de 24,89% a 61,05% e desvio padrão 10,68. Nas amostras contendo 0%, 1% e 2% de GA, observou-se que todos os avaliadores superestimaram a incidência, sendo a média detectada em cada classe de 0,96%, 2,13% e 4,13%, respectivamente. Nas classes de 6%, 12% e 18% de GA observou-se menor diferença entre estimativas, com média da quantificação dos avaliadores de 7,77%, 12,6% e 17,7%, respectivamente. Com o incremento da incidência de grãos ardidos o percentual médio entre estimativas e valor real decresceu de 113% até 2% para classes de 1% e 18%, com desvio padrão de 108,81 e 1,64, respectivamente
Abstract: To gain a better understanding of the importance of corn stalk rot in grain yield and quality a field and laboratory experiments were conducted in order to accomplish the following objectives a) evaluate the stalk rot (SR) incidence and its effect on grain yield in eight corn hybrids cultivated under no-till system with soybean rotation and oats succession, in three locations of Campos de Cima da Serra, Rio Grande do Sul State; and b) assess the accuracy and precision between observers when analyzing corn kernel rot (KR) samples. In a field experiment conducted in 2012/13 growing season at three locations (Ipê, Vacaria and Muitos Capões), the following hybrids 2A550 Hx, AS 1555 PRO 2, AS 1656 PRO 2, DKB 330 PRO 2, P1630 Hx, P30F53 Hx, Hx P30R50 and Status Viptera were evaluated for stalk rot and grain yield. The experiment was designed in a randomized complete block with four replications. The incidence of SR was determined about 25 days after the grains reached the physiological maturity. Potential and real yield were determined by separately collecting the ears from healthy (stalk rot symptomless) and diseased plants (showing stalk rot symptoms). Means comparison analysis was performed by the Scott-Knott method (P<0.05). Overall anthracnose was the predominant disease in all locations. The average incidence of SR in Ipê, Vacaria and Muitos Capões was 42.55%, 42.6% and 39.25%, respectively. The yield ranged from 4,623 kg ha-1 and 5,954 kg ha-1 in Ipê, 4,252 kg ha-1 and 5,676 kg ha-1 in Vacaria and 4,594 kg ha-1 to 6,574 kg ha-1 in Muitos Capões. In the combined analysis, hybrids with higher yield were AS 1656 PRO2 (5,800 kg ha-1), AS 1555 PRO2 (5,765 kg ha-1), P1630 HX (5,351 kg ha-1) and P30F53 (5,332 kg ha-1). The average damage in yield of hybrids was 12.79%, ranging from 563 kg ha-1 to 1,073 kg ha-1, with an average of 761.25 kg ha-1. The laboratory experiments were conducted at the Plant Pathology Laboratory at Universidade do Estado de Santa Catarina in 2013. To assess the accuracy and precision between observers when analyzing corn kernel rot (KR), samples with 1 kg of corn grain were divided in 250 g and 15 undergrads and grad students estimated the KR percentage of each sample. Afterwards six samples with 250 g of corn grains containing 0%, 1%, 2%, 6%, 12% and 18% incidence of KR were submitted to the same observers. Analysis of the incidence of kernel rot was performed by mean and standard deviation of the percentage difference between the estimated evaluators with the actual value for each class value. In the first experiment, the average KR detected by the evaluators was 43.19%, ranging from 24.89% to 61.05% and standard deviation 10.68. In the samples containing 0%, 1% and 2% of KR, it was observed that all evaluators overestimated incidence, the average being detected in each class of 0.96%, 2.13% and 4.13%, respectively. Classes of 6%, 12% and 18% of KR observed a smaller difference between estimates, with the quantification of evaluators of 7.77%, 12.6% and 17.7%, respectively. With the increasing incidence of KR, the average percentage between estimates and actual value decreased from 113% to 2% for classes 1% and 18%, with a standard deviation of 108,81 and 1,64, respectively
Palavras-chave: dano
doenças do colmo
grão ardido
produtividade
Zea mays mays
damage
stalk diseases
rot grain
yield
Zea mays mays
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Mestrado em Produção Vegetal
Citação: MENEGATI, Giovani da Costa. Podridões do colmo, rendimento de grãos de híbridos de milho nos campos de cima da serra/rs e variabilidade na determinação de grãos ardidos. 2013. 84 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1190
Data de defesa: 3-Dez-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV13MA146.pdf1 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.