Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/1150
Tipo do documento: Dissertação
Título: Reação à antracnose de acessos de feijão do Banco Ativo de Germoplasma da UDESC/CAV
Título(s) alternativo(s): Reaction to Anthracnose in common bean accesses the germoplasma bank of UDESC/CAV
Autor: Montemor, Cynara Lívia Bassan 
Primeiro orientador: Casa, Ricardo Trezzi
Resumo: Nas safras 2008/09 e 2009/10, foram avaliados 21 materiais de feijão, sendo que destes, quatro cultivares comerciais: Pérola, SCS 202 Guará, IPR Uirapuru e BRS supremo e 17 acessos do banco Ativo de Germoplasma de Feijão da Universidade do Estado de Santa Catarina (BAF/UDESC), Lages, SC. Foram conduzidos dois experimentos, sendo um deles na área experimental da UDESC, onde foram feitas avaliações de incidência de antracnose em plantas, analisando-se 10 plantas aleatoriamente, nas duas linhas centrais de cada parcela; incidência em folíolos, coletando-se dentro das duas linhas centrais de cada parcela, 50 folíolos de número de lesões por folíolos; contando número de lesões por folíolo. Um segundo experimento foi realizado no laboratório de fitopatologia da UDESC, onde se quantificou a incidência de colletotrichum lindemuthianum em três diferentes testes de sanidade de sementes, sendo dois meios de cultura organizados BDA (Batata-Dextrose-Ágar) e V8 (Suco de tomate) e o método de detecção Blotter Test. Foram plaqueadas 2º sementes de cada acesso em caixas de gerbox contendo os respectivos testes, sendo quatro repetições de 50 sementes. Nas avaliações de campo, sete acessos do BAF foram mais promissores em relação às cultivares comerciais testadas, no que diz respeito à maior resistência, sendo os BAF s 02, 10 e 14 em 2008/09 e os BAF s 07, 45, 60 e 148, em 2009/10. Nos testes de sanidade de sementes o meio V8 foi o melhor método de detecção do patógeno. Sete acessos mostraram maior incidência de C. lindemuthianum em sementes em relação às cultivares comerciais testadas. Na safra 2008/09 a cultivar SCS 202 Guará apresentou maior incidência do patógeno em sementes, diferindo significativamente de todos os materiais testados. Em 2009/10 o BAF 07 mostrou maior incidência do fungo em sementes, seguidos da cultivar IPR Uirapuru e dos BAF s 02, 10, 45 e 60. Conclui-se que existem no BAF/UDESC materiais promissores quanto à reação à antracnose e que o fungo C. lindemuthianum é detectado com maior sensibilidade em sementes de feijão no meio de cultura V8
Abstract: On 2008/09 and 2009/10 seasons, 21 bean materials were evaluated, in wich, four of them were commercial cultivation Pérola, SCS 202 Guará, IPR Uirapuru and |BRS Supremo and 17 were accesses from active germoplasma bean ban of Santa Catarina State University, BAF/UDESC, Lages. Two experiments were done. One experiment was realized in field of UDESC, where were made plant anthracnose incidence, analyzing 10 plants in random, on the two central lines of each parcel; leaflet incidence: collecting inside of the two central lines of each parcel, 60 leaflet lesions number evaluations: counting number of lesions by leaflet. The second experiment was realized at the plant pathology laboratory of UDESC, where the Colletotrichum lindemuthianum incidence were evaluated in three different seed sanity tests, in wich two culture environment BDA (potato-dextrose-agar) and V8 (tomato juice) and a Blotter Test detection method, where the 200 seeds lots of each material evaluated were disposed in gerbox boxes containing the respective tests, in a repetition of a 50 seeds by box to each experiment proportion. On field evaluations, 7 BAF accesses showed themselves more promising in relation to the commercial cultivation tested, showing better resistance, in which BAF s 02, 10 and 14 first experiment year and BAF s 07, 45, 60 and 148, in second experiment year. In seed sanity tests, the V8 media showed the best seed pathogen detection method and 7 accesses showed a biggest seed anthracnose incidence, related to the tested commercial cultivation. In 2008/09 season, the cultivar SCS 202 Guará presented a bigger seed anthracnose incidence, differing significantly of all tested material. In 2009/10 season, the BAF 07 showed a bigger seed anthracnose incidence, followed by cultivar IPR Uirapuru and BAF s 02, 10, 45 and 60. It s concluded that there are inside BAF/UDESC promising material showing resistance to anthracnose disease and the C. lindemuthianum was detected with more sensibility in V8 media
Palavras-chave: colletotrichum lindemuthianum
intensidade de doença
patologia de sementes
phaseolus vulgaris
colletotrichum lindemuthianum
desease intensity
phaseolus vulgaris
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Mestrado em Produção Vegetal
Citação: MONTEMOR, Cynara Lívia Bassan. Reaction to Anthracnose in common bean accesses the germoplasma bank of UDESC/CAV. 2010. 45 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1150
Data de defesa: 5-Nov-2010
Aparece nas coleções:Mestrado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV10MA102.pdf26,54 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.