Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/1116
Tipo do documento: Dissertação
Título: Tratamento de sementes de milho: qualidade comercial, erradicação e transmissão de Fusarium verticillioides
Título(s) alternativo(s): Treatment of corn seeds: commercial quality, erradication and transmission of Fusarium verticilloides
Autor: Nerbass, Francine Regianini 
Primeiro orientador: Casa, Ricardo Trezzi
Resumo: As sementes infectadas constituem importante fonte de inóculo primário para os fungos causadores de deterioração de sementes, podridões radiculares, podridões da base do colmo e da espiga em milho. Os trabalhos foram conduzidos em laboratório e tiveram como objetivos avaliar a sanidade de sementes de milho comercializadas no estado de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, determinando a incidência e a freqüência de ocorrência de fungos associados às sementes; identificar fungicidas em tratamento de sementes com ação erradicante contra Fusarium verticillioides; ajustar doses de fungicidas para controle erradicativo de F. verticillioides; avaliar tratamentos de sementes com fungicidas erradicativos de F. verticillioides em relação à germinação e emergência de plântulas e quantificar a taxa de transmissão de F. verticillioides da semente para mesocótilo, coroa e coleóptilo de plântulas em sementes com e sem tratamento, semeadas em solo sob cinco temperaturas. De 224 amostras de sementes comerciais avaliadas, as maiores freqüências de ocorrência e incidências foram obtidas para os fungos F. verticillioides, Penicillium spp. e Aspergillus flavus com valores médios de ocorrência de 86,6%, 69,6%, 63,8% e incidência de 14,0%, 12,4% e 8,4%, respectivamente. Os resultados demonstraram que o fungicida mais utilizado pelas companhias de sementes para tratamento foi o principio ativo fludioxonil+metalaxil. Concluiu-se que o tratamento de sementes não está erradicando os principais fungos da semente. Teste com fungicidas, misturas e doses, em amostra de sementes de milho com 41,0% de incidência de F. verticillioides, indicaram melhor controle com carbendazim+tolilfluanida (99,0%), carbendazim (95,5%) e carbendazim+tiram (78,0%). O ajuste de dose foi feito nesses fungicidas com o híbrido AS 1535 com 37% de incidência de F. verticillioides, testando dose indicada pelo fabricante, 25%, 50%, 75% e 100% superior à indicada. O principio ativo carbendazim isolado não erradicou o fungo. Os fungicidas carbendazim+tiram (dose 75% superior à indicada) e carbendazim+tolilfluanida (doses superiores à indicada) erradicaram o fungo F. verticillioides in vitro . Em câmaras climatizadas a transmissão de F. verticillioides foi eficiente na temperatura de 21 e 27 ºC para o mesocótilo e coroa em sementes não tratadas. Nas temperaturas superiores a 21 ºC, o controle da transmissão não foi alcançado pelo tratamento de semente, demonstrando que a eficácia do fungicida em erradicar F. verticillioides deve ser avaliada in vivo . A maior intensidade de podridão radicular foi verificada na testemunha aos 21 ºC com 34,7%, sendo que nesta temperatura não foram detectados sintomas de podridão de raízes em sementes tratadas com tolilfluanida+carbendazim. A menor emergência de plântulas foi obtida na testemunha a 15ºC. A 15ºC e 18 ºC, esses fungicidas proporcionaram incremento na população de plantas emersas. A partir de 21ºC o tratamento de sementes não influenciou na população de plantas. Os fungicidas tolilfluanida+carbendazim e carbendazim+tiram apresentaram os melhores resultados no controle da transmissão de F. verticillioides. Pode-se concluir que a semente é fonte de inóculo primário para F. verticillioides e que a taxa de transmissão é influenciada pela temperatura do solo e que a emergência de plântulas em condições de semeadura de solo frio pode ser melhorada com o tratamento de sementes
Abstract: The infected seeds are an important primary inoculum source for fungus that cause seed deterioration and root rot, stalk rot and ear in corn. This study was performed in laboratory and aimed to assess the sanity of maize seeds treated with fungicides commercialized in Santa Catarina and Rio Grande do Sul states determining the incidence and frequency of fungus associated with seed occurrence; identify fungicides in seeds treatment with eradicating action against Fusarium verticillioides ; adjust fungicides doses to the eradicative control of F. verticillioides ; assess the seed treatments with fungicides eradicatives of F. verticillioides related with germination and emergence of seedlings and quantify the F. verticillioides transmission rate from seeds to the mesocotyl, crown and coleoptile of seedlings from seeds with and without the treatment, sowed in soil under five different temperatures. From 224 samples of commercial seeds the highest frequencies of occurrence and incidence were obtained for F. verticillioides, Penicillium spp. and Aspergillus flavus fungi with occurrence medium values of respectively 86,6%, 69,6%, 63,8% and incidence of 14,0%, 12,4% and 8,4%. The results showed that the most used fungicide by seed companies for seed treatment was the mixture fludioxonil + metalaxil. It is concluded that the seed treatment is not eradicating the main fungi of seed. Test with fungicides, blends and doses, in a sample of maize seeds with 41% of F. verticillioides incidence showed better control with carbendazim+tolyfluanid, carbendazim and carbendazim+thiram. The rate adjust was done in these fungicides with AS 1535 hybrid with 37% of F. verticillioides incidence, testing rate indicated by manufacturer, 25%, 50%,75% and 100% beyond than indicated. The carbendazim active principle isolated did not eradicate the fungos. The fungicides carbendazim+ thiram (rate 75% beyond than indicated) and carbendazim+ tolylfluanid (rate beyond than indicated) eradicated the in vitro F. verticillioides fungus. In climatized grout chambers was determined that the F. verticillioides transmission was efficient in the temperature of 21 and 27°C to the mesocotyl and crown in treatment without fungicide. In the temperatures higher than 21°C the control of transmission was not achieved by seed treatment, supporting that the fungicide efficacy in eradicate F. verticillioides must be evaluated in vivo . The highest intensity of root rot was verified in the check control in 21°C with 34.7%, whereas in this temperature were not detected root rottenness symptoms in seeds treated with tolylfluanid+carbendazim. The minor seedlings emergence was obtained at 15°C. At 15ªC and 18°C these fungicides proportionate increase in the emerged plant population. From 21°C on the seed treatment did not influence in the plant population. The fungicides tolylfluanid+carbendazim and carbendazim+thiram showed the best results of F. verticillioides control of transmission. It is possible conclude that the seed is source of primary inoculum to F. verticillioides, the transmission rate is influenced by soil temperature and the seedling emergence in cold soil sowing conditions can be improved with treatment of seeds
Palavras-chave: controle químico
fungicidas
fusariose
patologia de semente
temperatura. zea mays
chemical control
fungicides
fusariosis
seed pathology
temperature. zea mays
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Mestrado em Produção Vegetal
Citação: NERBASS, Francine Regianini. Treatment of corn seeds: commercial quality, erradication and transmission of Fusarium verticilloides. 2008. 81 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1116
Data de defesa: 6-Mar-2008
Aparece nas coleções:Mestrado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV08MA070.pdf783,57 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.