Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/1097
Tipo do documento: Dissertação
Título: Desempenho vitivinícola da Cabernet Sauvignon em dois sistemas de condução e três porta-enxertos em região de altitude
Título(s) alternativo(s): Viticultural performance of Cabernet sauvignon in two training systems and three rootstocks in high altitudes region
Autor: Brighenti, Alberto Fontanella 
Primeiro orientador: Rufato, Leo
Resumo: Os porta-enxertos são usados primariamente como uma forma de resistência a pragas e doenças, eles são uma ligação entre o solo e a copa e desempenham um papel importante na adaptação da videira a fatores ambientais. Os porta-enxertos e os sistemas de condução podem influenciar na produtividade, na composição da fruta e do vinho. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de três porta-enxertos e dois sistemas de condução na produtividade do vinhedo, no crescimento da copa, na qualidade físico-química dos frutos e na composição química do vinho elaborado com a uva Cabernet Sauvignon, produzida nas regiões de altitude, do estado de Santa Catarina. O experimento foi conduzido em um vinhedo experimental da Epagri - Estação Experimental de São Joaquim, localizada no município de Painel (28°01‟02 S e 50°08‟57 O, altitude 1.200m). O trabalho foi executado com a variedade Cabernet Sauvignon, enxertado sobre Paulsen 1103 (Vitis berlandieri x Vitis rupestris), Couderc 3309 (Vitis riparia x Vitis rupestris) e 101-14 Mgt (Vitis riparia x Vitis rupestris), em dois sistemas de condução, espaldeira e manjedoura, com cinco anos de plantio, no espaçamento de 3,0 x 1,5 m. O experimento foi avaliado nas safras 2007/08 e 2008/09. De acordo com os resultados obtidos conclui-se que plantas enxertadas em 1103P e conduzidas em espaldeira apresentam as menores produtividades, 3309C é o porta-enxerto menos vigoroso e atua de forma positiva na frutificação efetiva. A produtividade elevada do sistema manjedoura reflete de forma negativa no aumento da acidez da uva. Os porta-enxertos 1103 P e 101-14 Mgt, apresentam os melhores resultados para antocianinas das uvas. A cor dos vinhos não é afetada pelos porta-enxertos e pelos sistemas de condução. Vinhos elaborados com frutos de plantas enxertadas em 1103P e conduzidas em manjedoura apresentaram maiores índices de polifenóis totais e taninos do que os vinhos originados de uvas de plantas conduzidas em espaldeira e enxertadas em 1103P
Abstract: Rootstocks are used primarily for pest resistance, they are a link between the soil and the scion, play an important role in vine adaption to environmental factors. Rootstocks and training systems can influence the productivity, fruit and wine composition. The objective of this study was evaluate the influence of three rootstocks and two training systems on vineyard productivity, scion growth, physical-chemical quality of fruits and wine chemical composition of Cabernet Sauvignon grapevine produced in high altitude regions of Santa Catarina State. The study was conducted in a experimental vineyard located at the city of Painel (28°01‟02 S and 50°08‟57 W, altitude 1200 m). The cultivar evaluated was Cabernet Sauvingon grafted on Paulsen 1103 (V. berlandieri x V. rupestris), Couderc 3309 and 101-14 Mgt (V. riparia x V. rupestris), the training systems evaluated were vertical shoot positioning trellis and Y trellis. The plants were five years old and the spacing was 3,0 x 1,5 m. The experiment was evaluated at the seasons 2007/08 and 2008/09. According to the results, plants grafted on 1103P and trained in vertical shoot positioning trellis have lowest yields, 3309C is the rootstock less vigorous and and acts positively on fruit set. The high productivity of Y trellis reflect negatively increasing grape acidity. The rootstocks 1103 P and 101-14 Mgt, presents the best results for grape anthocyanins contents. The wine color is not affected by the rootstocks and the training systems. Wine made with grapes from plants grafted on 1103P and trained in Y trellis have higher rates of total polyphenols index and tannins than wines made from grapes of plants trained in vertical shoot positioning trellis and grafted on 1103P.
Palavras-chave: vitis vinifera L.
v. riparia x v. rupestris
v. berlandieri x v. rupestris
espaldeira
manjedoura
vitis vinifera L.
v. riparia x v. rupestris
v. berlandieri x v. rupestris
vertical shooting positioning trellis
y trellis
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Mestrado em Produção Vegetal
Citação: BRIGHENTI, Alberto Fontanella. Viticultural performance of Cabernet sauvignon in two training systems and three rootstocks in high altitudes region. 2010. 64 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1097
Data de defesa: 25-Fev-2010
Aparece nas coleções:Mestrado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV10MA050.pdf395,37 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.