Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.udesc.br/handle/handle/1095
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeito do manejo do dossel vegetativo na qualidade da uva Merlot produzida na Serra Catarinense
Título(s) alternativo(s): Efects canopy management in quality or Merlot grapevines cultivated in catarinense plateau
Autor: Ficagna, Paulo Ricardo 
Primeiro orientador: Rufato, Leo
Resumo: A viticultura para a produção de vinhos finos em regiões de altitude está em expansão no estado de Santa Catarina. A pesquisa e experiências de campo demonstram a viabilidade desta atividade a qual pode contribuir para o desenvolvimento destes territórios. Há a necessidade da pesquisa continuar contribuindo no desenvolvimento de sistemas de produção que melhorem a qualidade das uvas destinadas a produção de vinhos. O objetivo deste trabalho constitui em avaliar a influência de diferentes intensidades de poda verde, com a operação de retirar e não retirar as feminelas, na evolução das características físicas e químicas da uva Merlot e das características químicas do vinho produzido a partir destas uvas, sobre porta enxerto 3309 Couderc, cultivada em sistema espaldeira. A pesquisa foi desenvolvida na empresa Villa Francioni Ltda, município de São Joaquim-SC (28°17 S, 49°56W) uma altitude de 1.415 metros, nas safras 2005/06 e 2006/07. Os tratamentos foram: T1 sem poda e com eliminação das feminelas (2,5 m² de área foliar Kg¯¹ uva); T2 poda no arame superior 1,25 m de altura do sarmento principal, sem eliminação das feminelas (2,6 m² de área foliar Kg¯¹ uva); T3(testemunha) sem poda e sem eliminação das feminelas (4,4 m² de foliar Kg¯¹ uva); T4 poda no arame superior 1,25 m de altura do sarmento principal, com eliminação de todas feminelas (1,5 m² de área foliar Kg¯¹ uva). Verificou-se que as colheitas ocorreram no mês de abril para as duas safras, sendo realizadas no dia 07 para 2005/06 e no dia 04 para 2006/07, datas consideradas tardias para a cultura. A medida que se prolongou a data de colheita, ocorreu redução do pH, do peso de bagas com tendência a elevação da acidez e Brix superior a região sul. As plantas com menor área foliar, necessitaram maior número de dias para atingir o ponto máximo do peso de bagas. As plantas submetidas à desponta com área foliar de 2,5 m² Kg¯¹ e 1,5 m² Kg¯¹ de uva apresentaram melhor equilíbrio entre área foliar e produção de uva, independente da manutenção ou retirada das feminelas. A uva cv Merlot, produzida em região de altitude, apresentou potencial fenólico com relação aos polifenóis totais e antocianinas para elaboração de vinhos de alta qualidade
Abstract: The viticulture dedicated to the production of fine wines in the high lands is expanding in the State of Santa catarinam (South of Brazil). Investigation and fieldwork research demonstrate the viability of this activity which can also contribute to territorial development. There is a need for a continuous effort to develop production systems that may improve the quality of the grapes that are used to make wine. The purpose of this work s to evaluate the influence of diferente pruning intensities with the removal and non-removal of axillary shoots, and also to evaluate the physical and chemical characteristics of Merlot grapes and the chemical traits of its wine. The experimente was a conducted between the 2005/2006 and 2006/2007 harvest at the vineyards of Villa Francioni, in the city of São Joaquim (28°17 S, 49°56 W), 1.415 meters high, with Merlot grapes grafted on Couderc 3309, cultivated on rootstocks. The treatments were T₁ - without pruningthe main shootand with the removal of all axillary shoots (leaf área of 2,5m² per Kg¯¹ of grapes); T₂ - pruning of the top wire 1,25 m high from the main vine twig, without removal of the axillary shoots (leaf área of 2,6m² per Kg¯¹ of grapes); T₃ - control, withoutpruning and without removal of the axillary shoots (leaf área of 4,4m² per Kg¯¹ of grapes); T₄ - pruning of the top área 1,25m high from the main vine twig, with the removal of all the axillary shoots (leaf área of 1,5m² per Kg¯¹ of grapes). Both harvest took place in April, day 7 (2005/06) and day 4 (2006/07), which are considered to be late dates. As time went on, there was a reduction not only of the pH, but also of the weight of the grapes, with a tendency to na elevation of the acidity ando f a higher °Brix conpared tio the Southern region. The plants with alower leaf área neede days to reach the maximum weight of grapes. The plants with a leaf área of 2,5 m² per Kg¯¹ and 1,5 m² per Kg¯¹ submitted to sprout exhibited a better equilibrium between leaf área and grape production, independente of the axillary shoots maintenance or removal. The Merlot grape lineage, produced in high lands, exhibited a phenolic potential, in what relates to total polyphenols and anthocyanins, capable to create high quality wines
Palavras-chave: poda verde
maturação da uva
vinhos de altitude
pruning
maturation of grapes
wine the mountain
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado de Santa Catarina
Sigla da instituição: UDESC
Departamento: Produção Vegetal
Programa: Mestrado em Produção Vegetal
Citação: FICAGNA, Paulo Ricardo. Efects canopy management in quality or Merlot grapevines cultivated in catarinense plateau. 2008. 90 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.udesc.br/handle/handle/1095
Data de defesa: 4-Mar-2008
Aparece nas coleções:Mestrado em Produção Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PGPV08MA046.pdf558,07 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.